Caracterização da madeira serrada em clones de Eucalyptus

Israel Luiz de Lima, José Luiz Stape

Resumo


O objetivo desse trabalho foi caracterizar a madeira serrada de clones de Eucalyptus com 7 a 13 anos, plantados comercialmente na região de Entre Rios e Esplanada, BA. Para efeito de comparação e como referência, foram utilizadas amostras de Eucalyptus cloeziana com 22 anos, em função da ótima aptidão dessa espécie para serraria. As amostras foram retiradas em duas posições verticais e três posições radiais ao longo do tronco das árvores. Foram observadas diferenças entre clones e posição radial para o índice de rachaduras de extremidade de tábuas secas, flecha de encurvamento, flecha de arqueamento e quantidade de nós, enquanto não houve diferenças em relação à posição da tora ao longo do fuste. Todos os materiais apresentaram alta incidência de nós. As rachaduras de tábua seca, arqueamento e quantidade de nós diminuem no sentido medula-casca, enquanto que o encurvamento tende a aumentar.


Palavras-chave


Produto florestal; Defeito da madeira; Tensão de crescimento

Texto completo:

PDF

Referências


Apolo11.com. Latitude e longitude das cidades brasileiras: Bahia. Disponível em: Acesso em: 4 maio 2016.

Bredenkamp, B. V. et al. Some effects of pruning on growth and timber quality of Eucalyptus grandis in Zululand. South African Forestry Journal, v. 114, p. 29-34, 1980.

Carvalho, A. M. et al. Correlações da altura e diâmetro com tensões de crescimento em árvores de Corymbia citriodora e Eucalyptus urophylla. Revista Árvore, v. 34, n. 2, p. 323-331, 2010.

Del Menezzi, C. H. S. & Nahuz, M. A. R. Comportamento de Eucalyptus grandis [Hill ex Maiden] no desdobro. Revista Árvore, v. 22, n. 4, p. 563-571, 1998.

Dinwoodie, J. M. Growth stresses in timber: a review of literature. Forestry, v. 39, n. 2, p. 162-170, 1966.

Duque Silva, L. et al. Desafios do uso da madeira de Eucalyptus benthamii para serraria. In: Duque Silva, L. et al. Silvicultura e melhoramento genético de Eucalyptus benthamii. Curitiba: FUPEF, 2012. v. 1. 140 p.

Fernandes, P. S. Tensões de crescimento em progênies de Eucalyptus urophylla. Boletim Técnico do Instituto Florestal, v. 40A, n. 2, p. 616-38, 1986.

Freitas, A. R. & Brito Neto, O. Os avanços tecnológicos no processamento e uso de produtos florestais: produção de madeira serrada de eucalipto. In: CONGRESSO FLORESTAL BRASILEIRO, 7. Curitiba, 1993. Anais. Curitiba: SBS; SBEF, 1993. v. 3, p. 293-295.

Garcia, J. N. Técnicas de desdobro de eucalipto. In: SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE UTILIZAÇÃO DA MADEIRA DE EUCALIPTO PARA SERRARIA, 1995, São Paulo, IPEF/IPT, Anais... São Paulo: IPEF/IPT, 1995. p. 1-19.

Jacobs, M. R. The growth stresses of wood stems. Commonwealth Forestry Burean, n. 28, p. 1-67, 1945.

Kubler, H. Growth stresses in trees and related wood properties. Forestry Abstracts, v. 48, p. 131-189, 1987.

Lima, I. L. et al. Efeito do desbaste e da fertilização nas tensões de crescimento e peças serradas de dimensões comerciais em Eucalyptus grandis. Scientia Forestalis, v. 70, p. 171-183, 2006.

Lima, I. L. & Garcia, J. N. Influência do desbaste e da fertilização nos índices de rachamento após desdobro e secagem em madeira serrada de Eucalyptus grandis Hill ex-Maiden. Revista do Instituto Florestal, v. 20, p. 175-184, 2008.

Lima, I. L. et al. Influência do desbaste nas tensões de crescimento de E. grandis Hill ex-Maiden. Scientia Forestalis, n. 58, p. 111-125, 2000.

Malan, F. S. & Hoon, M. Effect of initial spacing and thinning on some wood properties of Eucalyptus grandis. South African Forestry Journal, n. 163, p. 13-20, 1992. DOI: 10.1080/00382167.1992.9629362.

Miranda, M. J. A. C. & Nahuz, M. A. R. Estudo da influência do espaçamento de plantio de Eucalyptus saligna Smith nos índices de rachamento após o desdobro e após a secagem. Scientia Forestalis, n. 55, p. 107-116, 1999.

Opie, J. E. et al. Stand management. In: Hillis, W. & Brown, A. G. Eucaliptos for wood production. Melbourne: CSIRO, 1984. 434 p.

Ponce, R. H. Madeira serrada de eucalipto: desafios e perspectivas. In: SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE UTILIZAÇÃO DA MADEIRA DE EUCALIPTO PARA SERRARIA, Piracicaba: IPEF/IPT, 1995. p. 50-58.

Polli, H. Q. et al. Qualidade da madeira em clone de Eucalyptus grandis W. Hill ex Maiden submetido a desrama artificial. Revista Árvore, v. 30, n. 4, p. 557-566, 2006. DOI: 10.1590/S0100-67622006000400008.

Rocha, M. P. & Trigilho, P. F. Qualidade de madeira serrada de Eucalyptus dunnii em função do método de desdobro e condição de umidade. Cerne, v. 12, n. 4, p. 314-21, 2006.

Santos, P. E. T. et al. Estimates of genetic parameters of wood traits for sawn timber production in Eucalyptus grandis. Genetics and Molecular Biology, v. 27, n. 4, p. 567-573, 2004. DOI: 10.1590/S1415-47572004000400017.

SAS Institute Inc. SAS Procedures guide: version 8 (TSMO). Cary, N.C., 1999.

Schacht, L. et al. Variação genética de indicadores de tensão de crescimento em clones de Eucalyptus urophylla. Scientia Forestalis, n. 54, p. 55-68, 1998.

Souza, J. T. et al. Qualidade da madeira serrada proveniente de árvores dominantes e médias de Eucalyptus grandis submetidas à secagem. Cerne, v. 18, n. 1, p. 167-174, 2012. DOI: 10.1590/S0104-77602012000100020.

Van Wyk , J. L. Hardwood sawmilling can have a bright future in South Africa. South African Forestry Journal, n. 107, p. 47-53, 1978. DOI: 10.1080/20702620.1978.10433505.

Viana, L. O. Experiência do SENAI/CETMAN com secagem de eucalipto. In: SEMINÁRIO SOBRE PROCESSAMENTO E UTILIZAÇÃO DE MADEIRAS DE REFLORESTAMENTO, 4. Curitiba, 1996. Anais... Curitiba: ABPM, 1996. p. 119-130.




DOI: http://dx.doi.org/10.4336/2017.pfb.37.89.1113

Direitos autorais 2017

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

INDEXADORES:

ASP / Ebsco, AGRIS, Agrobase / Binagre , BDPA, CABI Direct, CCN, CIRS, Diadorim , DOAJ, e.journals, Forestry Compendium, Genamics JournalSeek, Google Acadêmico, Journals for free, Latindex, Livre, Miar, OasisbrPortal da Capes, RCAAP, Road, Sabiia, Scilit, Redib

.

Pesquisa Florestal Brasileira
Brazilian Journal of Forestry Research

 

Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional