Efeito do substrato sobre o crescimento de mudas de Mimosa bimucronata inoculadas com estirpes de rizóbio

Juliana Müller Freire, Ederson da Conceição Jesus, Janaína Ribeiro Costa Rouws, Sérgio Miana de Faria, Jerri Edson Zilli

Resumo


O objetivo deste trabalho é avaliar a resposta de mudas de Mimosa bimucronata (DC) O. Kuntze à inoculação com estirpes de rizóbio previamente selecionados, utilizar diferentes substratos em condições de viveiro. Utilizou-se o delineamento experimental em blocos ao acaso com parcelas subdivididas, testando-se três substratos (organomineral puro contendo barro, areia e esterco na proporção 1: 1: 1 v: v: v, organomineral misturado com 30% de palha e areia com vermiculita na proporção 1: 1 v: v) e quatro fontes de N (inoculação com as estirpes BR 3461 e BR 3470, tratamento controle com nitrogênio e controle sem adubação), totalizando 12 tratamentos. Foramavaliados altura e diâmetro do colo após 90 dias e massas da parte aérea, das raízes e dos nódulos secos após 120 dias em viveiro. Os substratos organominerais permitiram o melhor desenvolvimento das mudas. Entretanto,  somente o substrato organomineral com palha e a areia com vermiculita permitiram resposta da planta à inoculação com a estirpe BR 3470. O desempenho das mudas inoculadas não superou o das mudas adubadas com N. A dose de N aplicada estimulou a nodulação ao invés de inibi-la

Palavras-chave


Rizobactéria; Fixação de nitrogênio; Leguminosas arbóreas

Texto completo:

PDF

Referências


Almeida, G. S. et al. Capacidade de nodulação em Inga sp. de ocorrência na Amazônia Ocidental. Enciclopédia Biosfera, v. 9, p. 491-508, 2013.

Bonilla, I. & Bolaños, L. Mineral nutrition for legume-rhizobia symbiosis: B, Ca, N, P, S, K, Fe, Mo, Co, and Ni: A review. In: Lichtfouse, E. (Ed.). Organic farming, pest control and remediation of soil pollutants. Netherlands: Springer, 2009. p. 253-274. DOI: 10.1007/978-1-4020-9654-9.

BRASIL. Lei n° 12.651, de 25 de maio de 2012. Dispõe sobre a proteção da vegetação nativa [...] e dá outras providências. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, n. 102, 28 maio, 2012. Disponível em: . Acesso em: 23 set. 2016.

Brasil. Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Instrução Normativa nº 13, de 24 de março de 2011. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Brasília, DF, n. 58, p. 3, 25 mar. 2011.

Brasil. Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Plano ABC. Brasília, DF, 2017. Disponível em: . Acesso em: 23 set. 2016.

Campêlo, A. B. & Campêlo, C. R. Eficiência da inoculação cruzada entre espécies da subfamília Mimosoideae. Pesquisa Agropecuária Brasileira, v. 5, n. 1, p. 333–337, 1970.

Canosa, G. A. et al. Leguminosas florestais fixadoras de nitrogênio da Mata Atlântica brasileira para uso em sistemas agroflorestais e na restauração ecológica. Seropédica: Embrapa Agrobiologia, 2012. (Embrapa Agrobiologia. Comunicado técnico, 144).

Chaer, G. M. et al. Nitrogen-fixing legume tree species for the reclamation of severely degraded lands in Brazil. Tree Physiology, v. 31, p. 139-149, 2011. DOI: 10.1093/treephys/tpq116.

Chen, Z. et al. Soybean nodulation and grain yield as influenced by N: fertilizer rate, plant population of city and cultivar in Southern Quebec. Canadian Journal of Plant Science, v. 72, n. 4, p. 1049-1056, 1992. DOI: 10.4141/cjps92-131.

Cruz, G. N. et al. Effects of inoculation with Bradyrhizobium and urea application on nitrogen fixation and growth of yam bean (Pachyrhizus erosus) as affected by phosphorus fertilizers in an acid soil. Tropical Grasslands, v. 31, p. 538-542, 1997.

Dutra, V. F. & Morim, M. P. Mimosa in lista de espécies da flora do Brasil. Rio de Janeiro: Instituto Jardim Botânico do Rio de Janeiro, 2015. Disponível em: . Acesso em: 30 abr. 2015.

Faria, S. M. de & Franco, A. A. Obtenção de inoculantes eficientes para fixação biológica de nitrogênio em espécies leguminosas arbóreas. Seropédica: EMBRAPA-CNPAB, 1997. (EMBRAPACNPAB. Recomendação técnica, 153).

Faria, S. M. de et al. Nodulação em espécies florestais, especificidade hospedeira e implicações na sistemática de leguminosae. In: Siqueira, J. O. et al. (Ed.). Inter-Relação fertilidade, biologia do solo e nutrição de plantas. Viçosa, MG: SBCS; Lavras: UFLA/DCS, 1999. p. 667-686.

Fernandes Júnior, P. I. F. et al. Performance of polymer compositions as carrier to cowpea rhizobial inoculant formulations: survival of rhizobia in pre-inoculated seeds and field efficiency. African Journal of Biotechnology, v. 11, p. 2945-2951, 2012. DOI: 10.5897/AJB11.1885.

Franco, A. A. & Faria, S. M. de. The contribution of N2-fixing tree legumes to land reclamation and sustainability in the tropics. Soil Biology and Biochemistry, v. 29, n. 5/6, p. 897-903, 1997. DOI: 10.1016/S0038-0717(96)00229-5.

Freire, L. R. et al. (Org.). Manual de calagem e adubação do Estado do Rio de Janeiro. Brasília, DF: Embrapa, 2013. 430 p.

Giacomini, S. J. et al. Imobilização do nitrogênio amoniacal de dejetos líquidos de suínos em plantio direto e preparo reduzido do solo. Revista Brasileira de Ciência do Solo, v. 33, p. 41-50, 2009. DOI: 10.1590/S010006832009000100005.

Góes, G. S. et al. Efeitos da inoculação com bactérias diazotróficas e da adubação nitrogenada no crescimento e na qualidade de mudas de Inga laurina (Sw.) Willd. (fabaceae). Revista Árvore, v. 39, n. 6, p. 1031-1038, 2015. DOI: 10.1590/0100-67622015000600005.

Gonçalves, C. A. et al. Crescimento e nodulação de Inga marginata em resposta à adição de nitrogênio, fósforo e inoculação com rizóbio. Floresta e Ambiente, v. 6, n. 1, p. 118-126, 1999.

Ingestad, T. Grownt, nutrition and nitrogen fixation in grey alder at variety rate of nitrogen fixation addition. Physiologia Plantarum, n. 50, p. 353-364, 1980. DOI: 10.1111/j.1399-3054.1980.tb04113.x.

Jesus, A. A. et al. Qualidade de mudas de Enterolobium contortisiliquum (Vell.) Morong. em função da inoculação e nodulação natural em solos do Sudoeste Piauiense, Brasil. Revista de Ciências Agrárias, v. 37, n. 2, p. 198-205, 2014.

Lim, G. Rhizobium and nodulation of legumes in Singapore. In: Broughton, W. J. et al. (Ed.). Soil microbiology and plant nutrition. Kuala Lumpur: University of Malaya, 1979. p. 159–175.

Mendes, M. M. C. et al. Crescimento e sobrevivência de mudas de sabiá (Mimosa caesalpiniaefolia Benth.) inoculadas com microorganismos simbiontes em condições de campo. Ciência Florestal, v. 23, n. 2, p. 309-320, 2013. DOI: 10.5902/198050989277.

Moreira, F. M. S. et al. Bactérias fixadoras de N2 e fungos micorrízicos arbusculares em espécies florestais: avanços e aplicações biotenológicas. In: Figueiredo, M. do V. B. et al. (Ed.). Biotecnologia aplicada à agricultura: textos de apoio e protocolos experimentais. Brasília, DF: Embrapa Informação Tecnológica; Recife: Instituto

Agronômico de Pernambuco, 2010. p. 439-477.

Moreira, F. W. et al. Germinação, crescimento inicial e nodulação em viveiro de saboarana (Swartzia laevicarpa Amshoff). Acta Amazônica, v. 25, n. ¾, p. 149-160, 1995. DOI: 10.1590/1809-43921995253160.

Oliveira Júnior, J. Q. de et al. Estirpes de rizóbio indicadas para a inoculação de espécies de leguminosas florestais: aproximação 2010. Seropédica: Embrapa Agrobiologia, 2010. (Embrapa Agrobiologia. Documentos, 268).

Patreze, C. M. & Cordeiro, L. Nitrogen-fixing and vesicular–arbuscular mycorrhizal symbioses in some tropical legume trees of tribe Mimoseae. Forest Ecology and Management, v. 196, p. 275–285, 2004. DOI: 10.1016/j.foreco.2004.03.034.

Ramos, D. B. P. & Souza, L. A. G. Seleção de estirpes de rizóbios para formação de mudas de leucena (Leucaena leucocephala (Lam) De Wit.) em Argissolo Vermelho Amarelo. Revista Brasileira de Agroecologia, v. 8, n. 1, 2013.

Ribas, L. L. F. et al. Superação de dormência de sementes de Mimosa bimucronata (DC.) O. Kuntze (maricá). Revista Brasileira de Sementes, v. 18, n. 1, p. 98-101, 1996.

Somasegaran, P. & Bohlool, B. B. Single-strain versus multistrain inoculation: effect of soil mineral n availability on rhizobial strain effectiveness and competition for nodulation on chick-pea, soybean, and dry beant. Applied and environmental Microbiology, v. 56, n. 11, p. 3298-3303, 1990. DOI: 0099-2240/90/113298-06$02.00/0.

Stamford, N. P. & Silva, R. A. da. Efeito da calagem e inoculação de sabiá em solo da mata úmida e do semi-árido de Pernambuco. Pesquisa Agropecuária Brasileira, v. 35, n. 5, p. 1037-1045, 2000. DOI: 10.1590/S0100-204X2000000500023.

Streeter, J. G. Nitrate inhibition of legume nodule growth and activity. I. Long-term studies of a continuous supply of nitrate. Plant Physiology, n.77, p. 321-324, 1985. DOI: 0032-0889/85/77/0325/04/$0 1.00/0.

Tavares, S. R. de L. et al. Produção de mudas de Acacia mangium Willd noduladas e micorrizadas em diferentes substratos. HOLOS, v. 4, p. 56-66, 2016. DOI: 10.15628/holos.2016.3931.

Umali-Garcia, M. et al. Effects of Rhizobium inoculation on growth and nodulation of Albizia falcataria (L.) Fosh. and Acacia mangium Willd. in the nursery. Plant and Soil, v. 108, n. 1, p. 71-78, 1988. DOI: 10.1007/BF02370101.

Vieira, E. P. & Souza, L. Inoculação com rizóbios em mudas de acapu do igapó e saboarana. Amazonian Journal of Agricultural and Environmental Sciences, v. 54, n. 1, p. 54-62, 2011.

Xavier, A. et al. Silvicultura clonal: princípios e técnicas. Viçosa, MG: Ed. UFV, 2009. 272 p.




DOI: http://dx.doi.org/10.4336/2017.pfb.37.90.1132

Direitos autorais 2017

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

INDEXADORES:

ASP / Ebsco, AGRIS, Agrobase / Binagre , BDPA, CABI Direct, CCN, CIRS, Diadorim , DOAJ, e.journals, Forestry Compendium, Genamics JournalSeek, Google Acadêmico, Journals for free, Latindex, Livre, Miar, OasisbrPortal da Capes, RCAAP, Road, Sabiia, Scilit, Redib

.

Pesquisa Florestal Brasileira
Brazilian Journal of Forestry Research

 

Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional