Soluções nutritivas para produção de porta-enxertos de seringueira

Fabio Olivieri de Nobile, Gabriel Fernando Paro, Rogério Farinelli

Resumo


O objetivo deste trabalho foi avaliar a produção suspensa de porta-enxertos de seringueira com substrato em fertirrigação. Foram testados quatro tipos de soluções nutritivas em delineamento experimental inteiramente casualizado, com 5 repetições. A fertirrigação foi realizada a cada dois dias, utilizando-se 200 mL da solução por recipiente. Avaliou-se altura de planta, diâmetro de caule (5 cm acima do colo da planta), área foliar, número de par de folhas, matéria seca da parte aérea e raízes, teor foliar de nutrientes e porcentagem de plantas aptas à enxertia. Os maiores valores para altura de plantas, número de pares de folhas, diâmetro de caule e área foliar dos porta-enxertos foram obtidos com a concentração mais elevada de nutrientes. O teor foliar de nutrientes e a porcentagem de plantas aptas à enxertia foram considerados adequados com o uso da fertirrigação na maior dose testada (para 5L: Ca(NO₃) 2,5g, MgSO4 1,75g; KNO3 1,5g; (NH4)(NO3) 1,0g; NH4H2PO4 0,9g; Zn(NO3)2 0,30g; CuSO4 0,20g; EDTA(Fe+2) 0,15g).


Palavras-chave


Crescimento; Hevea brasiliensis; Nutrição Mineral

Texto completo:

PDF

Referências


Alvim, P. T. & Machado, A. D. Absorção de minerais e crescimento de cacaueiro e seringueira. In: SEMINÁRIO NACIONAL DA SERINGUEIRA, 1., 2012, Cuiabá. Anais... Cuiabá: Ministério da Indústria e do Comércio, Superintendência da Borracha, 2012. p. 195-203.

Amaral, W. do. Deficiências de macronutrientes e de boro em seringueira (Hevea Brasiliensis). 1990. 44 f. Dissertação (Mestrado em Nutrição Mineral de Plantas) - Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz, Piracicaba.

Amarante, C. V. T. do et al. Identificação pré-colheita do risco de ocorrência de “bitter pit” em maçãs ‘Gala’ por meio de infiltração com magnésio e análise dos teores de cálcio e nitrogênio nos frutos. Revista Brasileira de Fruticultura, v. 32, p.27-34, 2010.

Barreto, R. F. et al. Adubação de porta-enxertos de seringueira em viveiro suspenso. Floresta, v. 46, n. 1, p. 1-9, 2016.

Benesi, J. F. C. (Coord.). A cultura da seringueira para o estado de São Paulo. Campinas: SAA/CATI, 1999. 90 p. (CATI. Manual, 72).

Brasil. Ministério da Agricultura e Abastecimento. Instrução Normativa nº 29. Dispõe sobre as normas para a produção de sementes e de mudas de seringueira (Hevea spp.). Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Brasília, DF, n. 149, p. 5-9, 2009.

Cantarutti, R. B. et al. Avaliação da fertilização do solo e recomendação de fertilizantes, p. 769-850. In: Novais, R.F. et al. Fertilidade do solo. Viçosa, MG: Sociedade Brasileira de Ciência do Solo, 2007.

Corcioli, G. et al. Deficiência de macro e micronutrientes em mudas maduras de khaya ivorensis estudadas em viveiro. Cerne, v. 22, n. 1, p. 121-128, 2016. DOI: 10.1590/01047760201622012085.

Chen, B. et al. Development and Implementation of site -specific fertilizer recommendation model based on nutrient balance for rubber plantation. Agronomy Journal, v. 103, p. 464 - 471, 2011.

Cruz, C. A. F. et al. Resposta de mudas de Senna macranthera cultivadas em Argissolo Vermelho-Amarelo a macronutrientes. Ciência Florestal, v. 21, p. 63-76, 2011. DOI: 10.5902/198050982748.

Furlani, P. R. et al. Cultivo hidropônico de plantas. Campinas: Instituto Agronômico de Campinas, 1999. 52 p. (Boletim técnico, 180).

Gonçalves, E. C. P. et al. Fontes de fósforo no crescimento de porta-enxerto de seringueira sob condições de viveiro. Floresta, n. 4, v. 40, p. 813-818, 2010. DOI: 10.5380/rf.v40i4.20332.

Guiducci, E. P. Sistemas de produção de porta-enxertos de seringueira. 2014. 48 f. Dissertação (Mestrado em Agronomia) - Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias, Jaboticabal.

Hawkesford, M. et al. Functions of macronutrients. In: Marschner, P. (Ed.). Marschner’s mineral nutrition of higher plants. Amsterdam: Elsevier, 2012. p.135-189.

Malavolta, E. et al. Avaliação do estado nutricional das plantas: princípios e aplicações. 2. ed. Piracicaba: Potafos, 1997. 319 p.

Malavolta, E. Manual de nutrição mineral de plantas. Piracicaba: Agronômica Ceres, 2006. 638 p.

Martins, A. L. M. et al. Produção de mudas de seringueira em bancadas e substrato. Campinas: Coordenadoria de Assistência Técnica Integral, 2013. 16 p. (Circular técnica).

Mendes, A. D. R. et al. Concentração e redistribuição de nutrientes minerais nos diferentes estádios foliares de seringueira. Acta Amazônica, n. 4, v. 42, p. 525–532, 2012. DOI: 10.1590/S0044-59672012000400010.

Murbach, M. R. et al. Nutrient cycling in a RRIM 600 clone rubber plantation. Scientia Agricola, v. 60, n. 2, p. 353-357, 2013.

Oliveira, J. P. de. Crescimento e nutrição mineral de porta-enxertos de seringueira (Hevea spp.) em função da idade. 2006. 77 f. Dissertação (Mestrado em Agronomia) – Universidade Federal Rural da Amazônia, Belém.

Pegoraro, R. F. et al. Fluxo difusivo e biodisponibilidade de zinco, cobre, ferro e manganês no solo: influência da calagem, textura do solo e resíduos vegetais. Revista Brasileira de Ciência do Solo, v. 30, p. 859-868, 2006. DOI: 10.1590/S0100-06832006000500012.

Pereira, A. V. Efeito de tipos e tamanhos de sacos plásticos, sobre o desenvolvimento de porta-enxertos de seringueira (Hevea sp.). 1986. 44 f. Dissertação (Mestrado em Agronomia) – Universidade Federal de Lavras, Lavras.

Santana, M. B. M. et al. Fertilidade dos solos ocupados com seringueira no sul da Bahia e grau de tolerância dessa cultura ao alumínio. Revista Theobroma, n. 4, v. 7, p. 125-132, 1996.

São Paulo (Estado). Defesa Agropecuária do Estado de São Paulo. Resolução SAA no 154. Estabelece exigências para cadastramento de viveiros, jardins clonais, plantas matrizes produtoras de sementes e normas técnicas de defesa sanitária vegetal, para a produção, comércio e o transporte de mudas, borbulhas e sementes de seringueira (Hevea spp) no Estado de São Paulo. Diário Oficial do Estado, São Paulo, SP, 2013. Disponível em: Acesso em: 20 nov. 2016.

Silveira, E. R. et al. Efeito do espaçamento de plantio na produção de madeira e serapilheira de Eucalyptus dunni na região sudoeste do Paraná. Revista Técnico Científica, v. 1, n. 2, p. 1-9, 2014.

Zambrosi, F. C. B. et al. Eficiência de absorção e utilização de fósforo em porta-enxertos cítricos. Revista Brasileira de Ciência do Solo, v. 36, n. 2, p. 485-496, 2012. DOI: 10.1590/S0100-06832012000200018.

Zamuner Filho, A. N. et al. Doses of controlled-release fertilizer for production of rubber tree rootstocks. Cerne, v. 18, n. 2, p. 239-245, 2012. DOI: 10.1590/S0104-77602012000200008.




DOI: http://dx.doi.org/10.4336/2017.pfb.37.89.1347

Direitos autorais 2017 Pesquisa Florestal Brasileira

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

INDEXADORES:

ASP / Ebsco, AGRIS, Agrobase / Binagre , BDPA, CABI Direct, CCN, CIRS, Diadorim , DOAJ, e.journals, Forestry Compendium, Genamics JournalSeek, Google Acadêmico, Journals for free, Latindex, Livre, Miar, OasisbrPortal da Capes, RCAAP, Road, Sabiia, Scilit, Redib

.

Pesquisa Florestal Brasileira
Brazilian Journal of Forestry Research

 

Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional