Desenvolvimento Inicial de Espécies Florestais em Sistema Silvipastoril na Região Sudeste

Maria Luiza Franceschi Nicodemo, Vanderley Porfirio-da-Silva, Patricia Menezes Santos, Marcela de Melo Brandão Vinholis, Alfredo Ribeiro de Freitas, Gregory Caputti

Resumo


A seleção de espécies florestais adequadas é de fundamental importância para o sucesso dos sistemas silvipastoris. O objetivo deste trabalho foi avaliar o desenvolvimento inicial de espécies florestais nativas escolhidas pelo valor econômico e aporte de nitrogênio, plantadas em pastagem. Mudas foram plantadas em faixas com três linhas de árvores. As áreas de 15 m entre as faixas de árvores eram ocupadas por pastagem. A partir da avaliação de crescimento em altura, em diâmetro da base, danos por insetos ou por doenças, registrou-se melhor desempenho inicial de canafístula (Peltophorum dubium), pau-jacaré (Piptadenia gonoacantha), mutambo (Guazuma ulmifolia) e capixingui (Croton floribundus). O ipê-felpudo (Zeyheria tuberculosa) teve o pior desempenho nas condições estudadas. A taxa de sobrevivência em onze meses do pau-jacaré foi inferior a 50%.

 

doi: 10.4336/2009.pfb.60.89


Palavras-chave


Arborização de pastagens; madeira; pecuária.

Texto completo:

PDF


Direitos autorais 2015 Pesquisa Florestal Brasileira

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

INDEXADORES:
AGRIS, Agrobase, Agroforestry Abstracts, BDPACAB, CIRS, DOAJ, e.journals, Forestry Abstracts, Sabiia, Livre, Google Acadêmico, Genamics JournalSeekLatindex e Redib.

Pesquisa Florestal Brasileira
Brazilian Journal of Forestry Research

 

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional