Adubação residual na produção de mudas clonais de eucalipto

Pedro Henrique Alcântara de Cerqueira, Gileno Brito de Azevedo, Anderson Marcos de Souza, Glauce Taís de Oliveira Sousa Azevedo

Resumo


Apesar do desenvolvimento técnico e operacional dos viveiros clonais ao longo dos anos, os sistemas de retenção de resíduos e efluentes do processo produziram. O objetivo da pesquisa é avaliar o uso de efluente oriundo de minijardim clonal como adubação em mudas clonais de eucalipto. Foram utilizados os clones AEC 144, GG 100 e VM 01. O experimento foi instalado, o envolvimento de diferentes frequências e lâminas de fertirrigação residual, bem como a utilização da adulação convencional, pelo método de tratamento respiratório, sem uso de Adubação. Para o clone AEC 14, os tratamentos com aplicações diárias de efluente, associados às lâminas de 2 e 3 mm, proporcionaram, em geral, maior qualidade das mudas. Resultado parecido foi observado para o clone VM 01, Em que com o tratamento com aplicação diária e lâmina de 2 mm obteve resultados superiores. O clone GG 100 apresentou mudas de melhor qualidade com três aplicações semanais, independente da lâmina utilizada; Com aplicação diária e lâmina de 3 mm; E com adubação convencional.


Palavras-chave


Fertirrigação; Viveiro; Efluentes

Texto completo:

PDF

Referências


Araújo, et al. Qualidade das mudas de espécies arbóreas de mangue cultivadas em viveiro e diferentes substratos. Acta Ambiental Catarinense, v. 11, n. 1, p. 21-32, 2014. DOI:10.24021/raac.v11i1/2.1798.

Ayers, R. S. et al.Qualidade da água para agricultura. 2. ed. Campina Grande: UFPB, 1999. 153 p.

Barros, K. K. et al. Nematode suppression and growth stimulation in corn plants (Zea mays L.) irrigated with domestic effluent. WaterScience and Technology, v. 66, n. 3, p. 681-688, 2012.

Batista, R. O. et al. Efeito da água residuária da suinocultura no desenvolvimento e qualidade de mudas de Eucalyptus urophylla produzidas em substrato de resíduos sólidos urbanos. Ambi-Água, v. 8, n. 2, p. 180-191, 2013. DOI:10.4136/1980-993X.

Brondani, G. E. et al. Miniestaquia de Eucalyptus Benthamii × Eucalyptus Dunnii: sobrevivência de minicepas e produção de miniestacas em função das coletas e estações do ano. Ciência Florestal, v. 22, n. 1, p. 11-21, 2012. DOI: 10.5902/198050985075.

Cargnelutti Filho, A. et al. Dimensionamento amostral para avaliação de altura e diâmetro de mudas de Cabralea canjerana. Ciência Rural, v. 42, n. 7, p. 1204-1211, 2012. DOI: 10.1590/S0103-84782012000700011.

Carmo, E. R. Produção de mudas de cedro australiano inoculadas com fungos micorrízicos arbusculares em diferentes recipientes. 2012. 57 f. (Dissertação Mestrado em Produção Vegetal) - Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro, Campos dos Goytacazes.

Carneiro J. G. A. Produção e controle de qualidade de mudas florestais. Curitiba: Universidade Federal do Paraná / FUPEF; Campos: Universidade Estadual do Norte Fluminense, 1995. 451 p.

Costa, M. S. et al. Produção de mudas de timbaúba sob diferentes concentrações de efluente doméstico tratado. Irriga, v. 1, n. 1, p. 408 - 422, 2012. DOI: http://dx.doi.org/10.15809/irriga.2012v1n01.

Cunha, A. C. M. C. M. et al. Relação do estado nutricional de minicepas com o número de miniestacas de eucalipto. Scientia Forestais, v. 36, n. 79, p. 203-213, 2008.

Davide, A. C. & Faria, J. M. R. Viveiros florestais. In: Davide, A. C. & Silva, E. A. A. (Ed.). Produção de sementes e mudas de espécies florestais. Lavras, MG: UFLA, 2008. p. 83-124.

Dickson, A. et al. Quality appraisal of white spruce and white pine seedling stock in nurseries. Forestry Chronicle, v. 36, n. 1, p. 10-13, 1960. DOI: 10.5558/tfc36010-1.

Ferreira, E. B. et al. ExpDes: experimental designs package. R package version 1.1.2. 2013. Disponível em: . Acesso em: 9 maio 2016.

Freitag, A. S. Frequências de irrigação para Eucalyptus grandis e Pinus elliottii em viveiro. 2007. 60 f. Dissertação (Mestrado em Engenharia Agrícola) - Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, RS.

Freitas, A. F. et al. Caracterização dos viveiros florestais de Viçosa, Minas Gerais: um estudo exploratório. Desenvolvimento em Questão, v. 11, n. 22, p. 208-234, 2013.

Gomes, J. M. et al. Crescimento de mudas de Eucalyptus grandis em diferentes tamanhos de tubetes e fertilização com N-P-K. Revista Árvore, v. 27, n. 2, p. 113-127, 2003.

Gomes, J. M. Parâmetros morfológicos na avaliação de mudas de Eucalyptus grandis, produzidas em diferentes tamanhos de tubete e de dosagens de N-P-K. 2001. 126 f. Tese (Doutorado em Ciência Florestal) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, MG.

Higashi, E. N. et al. Nutrição e adubação em minijardim clonal hidropônico de Eucalyptus. São Paulo: IPEF, 2002. 21 p. (IPEF. Circular técnica, 194).

Köppen, W. & Geiger, R. Klimate der erde. Gotha: Verlag Justus Perthes. 1928.

Lopes, A. S. et al. Produtividade de minicepas de Eucalyptus urophylla S. T Blake em função da solução nutritiva e coleta de brotações. Nativa, v. 4, n. 1, p. 44-47, 2016. DOI: 10.14583/2318-7670.v04n01a09.

Lougon, M. S. Crescimento de mudas de eucalipto irrigadas com água de diferentes qualidades. 2010. 56 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Florestais) - Universidade Federal do Espírito Santo, Alegre.

Mendes, P. E. F. et al. Efluente tratado na agricultura: aspectos agronômicos e sanitários no cultivo do rabanete. Revista Brasileira de Agricultura Irrigada, v. 10, n. 1, p. 428-438, 2016.

Monteiro, D. R. et al. Efeito da aplicação de efluente doméstico tratado nos teores de micronutrientes no solo. Irriga, v. 1, n. 1, p. 40-46, 2014.

Palissari, S. C. et al. lodo têxtil e água residuária da suinocultura na produção de mudas de Eucalyptus grandis (Hill ex Maiden). Revista Engenharia Agrícola, v. 29, n. 2, p. 288-300, 2009.

Ramos, J. M. O uso da água residuárias na adubação: vantagens e limitações. Revista Científica Eletrônica de Engenharia Florestal, v. 4, n.10, p. 01-20, 2007.

Reis, E. R. et al. Período de permanência de mudas de Eucalyptus grandis em viveiro baseado em parâmetros morfológicos. Revista Árvore, v. 32, n. 5, p. 809-814, 2008. DOI: 10.1590/S0100- 67622008000500004.

Rezende, A. A. P. Fertirrigação do eucalipto com efluente tratado de fábrica de celulose kraft branqueada. 2003. 160 f. Tese (Doutorado em Ciências Florestais) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, MG.

Ribeiro, E. A. et al. Qualidade da água de córrego em função do lançamento de efluente de abate de bovino. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, v. 17, n. 4, p. 425–433, 2013.

Ritchie, G. A. et al. Assessing plant quality. In: Landis, T. D. et al (Ed). Seedling processing, storage and outplanting. Washington, DC: US Department of Agriculture Forest Service, 2010, p. 17-81.

Rodrigues, S. B. S. Análise do uso da água em unidades de produção de mudas de eucalipto. 2007. 93 f. Dissertação (Mestrado em Engenharia Agrícola) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, MG.

Santos, C. B. et al. Efeito do volume de tubetes e tipos de substratos na qualidade de mudas de Cryptomeria japonica (L. f.) D. Don. Ciência Florestal, v. 10, n. 2, p. 1-115, 2000.

Souza, J. S. et al. Produtividade de minicepas de cedro-australiano em função do teor inicial de nutrientes. Floresta, v. 45, n. 3, p. 617-624, 2015. DOI: 10.5380/rf.v45i3.36529.

Sturion, J. A. & Antunes, J. B. M. Produção de mudas de espécies florestais. In: Galvão, A. P. M. (Ed.). Reflorestamento de propriedades rurais para fins produtivos e ambientais: um guia para ações municipais e regionais. Colombo: Embrapa Floresta, 2000. p. 125-150.




DOI: http://dx.doi.org/10.4336/2017.pfb.37.90.934

Direitos autorais 2017 Pesquisa Florestal Brasileira

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

INDEXADORES:

ASP / Ebsco, AGRIS, Agrobase / Binagre , BDPA, CABI Direct, CCN, CIRS, Diadorim , DOAJ, e.journals, Forestry Compendium, Genamics JournalSeek, Google Acadêmico, Journals for free, Latindex, Livre, Miar, OasisbrPortal da Capes, RCAAP, Road, Sabiia, Scilit, Redib

.

Pesquisa Florestal Brasileira
Brazilian Journal of Forestry Research

 

Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional