Qualidade física do solo sob sistema silvipastoril com <I>Peltophorum dubium</I> e <I>Panicum maximum</I> cv. Aruana

Autores

DOI:

https://doi.org/10.4336/2020.pfb.40e201801645

Palavras-chave:

Sistemas de cultivo, Espécie florestal nativa, Uso múltiplo da terra

Resumo

Com o aumento da demanda de produção agropecuária e florestal no Brasil e no mundo, tornou-se necessária a maximização da produção numa mesma área, de forma sustentável, onde o sistema silvipastoril torna-se uma forma de integração de desempenho crescente. Objetivou-se avaliar os atributos físicos de dois sistemas de uso do solo: pastagem pura com Panicum maximum cv. Aruana e um sistema silvipastoril com Peltophorum dubium em linhas e pastagem nas entrelinhas. Foram abertas quatro minitrincheiras (repetições) em cada área (linha, entrelinha e pastagem pura de P. maximum cv. Aruana), subdivididas em quatro profundidades (00-10; 10-20; 20-40 e 40-60 cm), compondo 48 amostras de solo, coletadas com anel volumétrico. As amostras foram analisadas quanto à densidade, macroporosidade, microporosidade e porosidade total. A macroporosidade e a microporosidade variam com a profundidade, inversa e diretamente, respectivamente. A maior densidade do solo se deu na pastagem pura, entretanto sem atingir valores impeditivos ao crescimento radicular. Embora a porosidade total do solo não tenha apresentado diferenças significativas, essa sofre interferência do manejo aplicado sobre a área. O efeito do uso de leguminosa arbórea no sistema silvipastoril já é perceptível, apesar de ainda incipiente.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Alvares, C. A. et al. Köppen´s climate classification map for Brazil. <B>Meteorologische Zeitschrift</B>, v. 22, n. 6, p. 711–728, 2013. <a href=" http://dx.doi.org/10.1127/0941-2948/2013/0507” target="_blank"> http://dx.doi.org/10.1127/0941-2948/2013/0507</a>.
Arboles de Misiones: <i>Peltophorum dubium</i> (Spreng.) Taub. <B>Yvyraretá</B>: Revista Forestal País de Arboles, v. 3, n. 3, p. 25-27, 1992.
Assis, P. C. R. et al. Atributos físicos do solo em sistemas de integração lavoura-pecuária-floresta. <b>Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental</b>, v. 19, n. 4, p. 309-316, 2015. <a href="http://dx.doi.org/10.1590/1807-1929/agriambi.v19n4p309-316” target="_blank"> http://dx.doi.org/10.1590/1807-1929/agriambi.v19n4p309-316.</a>
Bertolini, I. C. et al. Caracterização silvicultural da canafístula (<I>Peltophorum dubium</I> (Sprengel) Taubert). <b>Revista Scientia Agraria Paranaensis</b>, v. 4, n. 2, p. 67-76, 2015. <a href=” http://dx.doi.org/10.1818/sap.v14i2.9842” target=”_blank”> http://dx.doi.org/10.1818/sap.v14i2.9842.</a>
Blainski, E. et al. Quantificação da degradação física do solo por meio da curva de resistência do solo a penetração. <b>Revista Brasileira de Ciência do Solo</b>, v. 32, n. 3, p. 975-983, 2008. <a href=”http://dx.doi.org/10.1590/S0100-06832008000300007”target=”_blank”> http://dx.doi.org/10.1590/S0100-06832008000300007.</a>
Brasil. Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Secretaria de Defesa Agropecuária. <b>Regras para análise de sementes</b>. Brasília, DF, 2009. 399 p.
Carneiro, M. A. C. et al. Atributos químicos, físicos e biológicos de solo de cerrado sob diferentes sistemas de uso e manejo. <b>Revista Brasileira de Ciência do Solo</b>, v. 33, n. 1, p. 147-157, 2009. <a href=" http://dx.doi.org/10.1590/S0100-06832009000100016" target=”_blank"> http://dx.doi.org/10.1590/S0100-06832009000100016.</a>
Carvalho, P. E. R. <b>Canafístula</b> Colombo: Embrapa Florestas. 2002. 15 p. (Embrapa Florestas. Circular técnica, 64).
Claessen, M. E. (Org.). <b>Manual de métodos de análise de solo</b>. 2. ed. rev. atual. Rio de Janeiro: EMBRAPA-CNPS, 1997. 212 p.
Dias, P. F. et al. Transferência do N fixado por leguminosas arbóreas para o capim Survenola crescido em consórcio. <b>Ciência Rural</b>, v. 37, n. 2, p. 352-356, 2007. <a href="http://dx.doi.org/10.1590/S0103-84782007000200009" target="_blank"> http://dx.doi.org/10.1590/S0103-84782007000200009</a>.
Gomes, M. F. V. B. <b>Cartografias da paisagem</b>: trajetória socioambiental de Guarapuava. Guarapuava: UNICENTRO, 2012. 343 p.
Hauresko, C. <b>Lugares e tradições</b>: as comunidades faxinalenses de Anta Gorda e Taquari dos Ribeiros. Guarapuava: UNICENTRO, 2012. 280 p.
Lanzanova, M. E. et al. Atributos físicos do solo em sistema de integração lavoura-pecuária sob plantio direto. <B>Revista Brasileira de Ciência do Solo</B>, v. 31, n. 5, p. 1131-1140, 2007. <a href="http://dx.doi.org/10.1590/S0100-06832007000500028" target="_blank"> http://dx.doi.org/10.1590/S0100-06832007000500028.</a>
Lopez, J. A. et al. <B>Arboles comunes del Paraguay</B>: ñande yvyra mata kuera. Washington: Cuerpo de Paz, 1987. 425 p.
Martins, C. C. & Nakagawa, J. Germinação de sementes de <I>Stryphnodendron adstringens</I> (Mart.) Coville de diferentes origens submetidas a tratamentos para superação de dormência. <B>Revista Árvore</B>, v. 32, n. 6, p. 1059-1067, 2008. <a href="http://dx.doi.org/10.1590/S0100-67622008000600011" target="_blank"> http://dx.doi.org/10.1590/S0100-67622008000600011.</a>
Mazurana, M. et al. Sistemas de preparo de solo: alterações na estrutura do solo e rendimento das culturas. <B>Revista Brasileira de Ciência do Solo</B>, v. 35, n. 4, p. 1197-1206, 2011. <a href="http://dx.doi.org/10.1590/S0100-06832011000400013" target=”_blank" > http://dx.doi.org/10.1590/S0100-06832011000400013.</a>
Melotto, A. et al. Sobrevivência e crescimento inicial em campo de espécies florestais nativas do Brasil central indicadas para sistemas silvipastoris. <B>Revista Árvore</B>, v. 33, n. 3, p. 425-432, 2009. <a href="http://dx.doi.org/10.1590/S0100-67622009000300004" target="_blank" > http://dx.doi.org/10.1590/S0100-67622009000300004.</a>
Mezzalira, C. C. <b>Biomassa vegetal, atributos físicos do solo e microclima em sistemas silvipastoril com louro-pardo (<I>Cordia trichotoma</I> (Vell.) Arrab. ex Steud) e (<I>Panicum maximum</I>) cv. Aruana</b>. 2018. 69 f. Dissertação (Mestrado em Agroecossistemas) - Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Dois Vizinhos.
Miotti, A. A. et al. Profundidade e atributos físicos do solo e seus impactos nas raízes de bananeiras. <B>Revista Brasileira de Fruticultura</B>, v. 35, n. 2, p. 536-545, 2013. <a href="http://dx.doi.org/10.1590/S0100-29452013000200024" target="_blank"> http://dx.doi.org/10.1590/S0100-29452013000200024.</a>
Nicodemo, M. L. F. et al. Desenvolvimento inicial de espécies florestais em sistema silvipastoril na região Sudoeste. <b>Pesquisa Florestal Brasileira</B>, n. 60, p. 89-92, 2009. <a href="http://dx.doi.org/10.4336/2009.pfb.60.89" target="_blank"> http://dx.doi.org/10.4336/2009.pfb.60.89.</a>
Porfírio-Da-Silva, V. & Moraes, A. D. Sistemas silvi-pastoris: fundamentos para a implementação. In: Pires, A. V. <b>Bovinocultura de corte</b>. Piracicaba: FEALQ, 2010. v. 2. p. 1421-1455.
Reinert, D. J. & Reichert, J. M. Coluna de areia para medir a retenção de água no solo: protótipos e teste. <B>Ciência Rural</B>, v. 36, n. 6, p. 1931-1935, 2006. <a href="http://dx.doi.org/10.1590/S0103-84782006000600044" target="_blank"> http://dx.doi.org/10.1590/S0103-84782006000600044.</a>
Sahr, C. L. L. Os “mundos faxinalenses” da floresta com araucária do Paraná: racionalidades duais em comunidades tradicionais. <b>Terra Plural</b>, v. 2, n. 2, p. 213-226, 2008.
Santos, H. G. dos et al. <b>Sistema brasileiro de classificação de solos</B>. 3. ed. Brasília, DF: Embrapa, 2013. 353 p.
Silva, F. A. S. et al. The assistat software version 7.7 and its use in the analysis of experimental data. <b>African Journal of Agricultural Research</b>, v. 11, n. 39, p. 3733-3740, 2016. <a href="http://dx.doi.org/10.5897/AJAR2016.11522" target="_blank">http://dx.doi.org/10.5897/AJAR2016.11522.</a>
Siminski, A. et al. <I>Peltophorum dubium</I>, Canafístula. In: Coradin, L. et al. (Ed.). <b>Espécies nativas da flora brasileira de valor econômico atual ou potencial</b>. Brasília, DF: Ministério do Meio Ambiente, 2011. p. 507-511.
Stefanoski, D. C. et al. Uso e manejo do solo e seus impactos sobre a qualidade física. <B>Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental</b>, v. 17, n. 12, p. 1301-1309, 2013. <a href="http://dx.doi.org/10.1590/S1415-43662013001200008" target="_blank">http://dx.doi.org/10.1590/S1415-43662013001200008.</a>
Stolf, R. et al. Method to estimate soil macroporosity and microporosity based on sand content and bulk density. <B>Revista Brasileira de Ciência do Solo</B>, v. 35, n. 2, p. 447-459, 2011. <a href="http://dx.doi.org/10.1590/S0100-06832011000200014" target="_blank">http://dx.doi.org/10.1590/S0100-06832011000200014.</a>
Suzuki, L. E. A. S. et al. Condição estrutural de um Argissolo no Rio Grande do Sul, em floresta nativa, em pastagem cultivada e em povoamento com eucalipto. <b>Ciência Florestal</B>, v. 22, n. 4, p. 833-843, 2012. <a href="http://dx.doi.org/10.5902/198050987564" target="_blank">http://dx.doi.org/10.5902/198050987564.</a>
Szymczak, D. A. et al. Compactação do solo causada por tratores florestais na colheita de <I>Pinus taeda</I> L. na região Sudoeste do Paraná. <B>Revista Árvore</b>, v. 38, n. 4, p. 641-648, 2014. <a href="http://dx.doi.org/10.1590/S0100-67622014000400007" target="_blank">http://dx.doi.org/10.1590/S0100-67622014000400007.</a>
Tormena, C. A. et al. Densidade, porosidade e resistência à penetração em latossolo cultivado sob diferentes sistemas de preparo do solo. <B>Scientia Agrícola</b>, v. 59, n. 4, p. 795-801, 2002. <a href="http://dx.doi.org/10.1590/S0103-90162002000400026" target="_blank">http://dx.doi.org/10.1590/S0103-90162002000400026.</a>
Tormena, A. C. et al. Influência de diferentes sistemas de preparo do solo nas propriedades físicas de um Latossolo Vermelho distrófico. <b>Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental</b>, v. 8, n. 1, p. 65-71, 2004. <a href="http://dx.doi.org/10.1590/S1415-43662004000100010" target="_blank"> http://dx.doi.org/10.1590/S1415-43662004000100010.</a>
Van Ouwerkerk, C. & Boone, F. R. Soil-physical aspects of zero tillage experiments. <b>Netherlands Journal of Agricultural Science<b>, v. 18, n. 1, p. 247-261, 1970.
Varella, A. C. et al. Screening native and cultivated pasture for silvopastoral systems in Southern Brazil. In: CONGRESO NACIONAL SISTEMAS SILVOPASTORILES, 1., 2009, Posadas. <b>Anais</B>... Posadas: Instituto Nacional de Tecnologia Agropecuária, 2009. p. 363-367.
Viana, E. T. et al. Atributos físicos e carbono orgânico em Latossolo vermelho sob diferentes sistemas de uso e manejo. <b>Revista Brasileira de Ciência do Solo</b>, v. 35, n. 6, p. 2105-2114, 2011. <a href="http://dx.doi.org/10.1590/S0100-06832011000600025" target="_blank" > http://dx.doi.org/10.1590/S0100-06832011000600025.</a>

Downloads

Publicado

2020-05-25

Como Citar

DALPOSSO, D. M.; BRUN, E. J.; SCHROEDER, F.; CANÔNICO, C. M.; MACEDO, V. de P. Qualidade física do solo sob sistema silvipastoril com <I>Peltophorum dubium</I> e <I>Panicum maximum</I> cv. Aruana. Pesquisa Florestal Brasileira, [S. l.], v. 40, 2020. DOI: 10.4336/2020.pfb.40e201801645. Disponível em: https://pfb.cnpf.embrapa.br/ojs-3.2.1-1/index.php/pfb/article/view/1645. Acesso em: 1 dez. 2020.

Edição

Seção

Artigos Científicos