Recipiente de fibras de Attalea funifera para produção de mudas de eucalipto

Andrea Vita Reis Mendonça, Lucas Gonçalves Ribeiro, José Roque Azevedo Assunção, Teresa Aparecida Soares de Freitas, Josival Santos Souza

Resumo


O objetivo deste estudo foi avaliar a viabilidade técnica do uso de recipientes biodegradáveis, feitos de resíduos de fibras de Attalea funifera Martius, na produção de mudas de Eucalyptus camaldulensis Dehnh. O trabalho foi desenvolvido em três fases: confecção dos recipientes biodegradáveis, produção de mudas e simulação em campo. O experimento da fase de produção de mudas foi realizado em delineamento inteiramente casualizado (DIC), com dois tratamentos (tubete de polietileno e recipiente biodegradável), 10 repetições com 64 plântulas por repetição. Após 93 dias, as mudas foram avaliadas por meio de variáveis indicadoras de qualidade. O experimento para simular o crescimento inicial em campo consistiu no plantio de mudas em recipientes de 11 L, realizado em DIC com três tratamentos: mudas produzidas em tubetes de polietileno; mudas produzidas em recipientes biodegradáveis, sem a remoção do recipiente durante o plantio; e mudas produzidas em recipientes biodegradáveis, com a remoção do recipiente durante o plantio, com dez repetições para cada tratamento, com uma muda por repetição. Os recipientes biodegradáveis resistiram ao ciclo de produção, resultando em mudas com padrões de qualidade aceitáveis. A utilização do recipiente biodegradável, feito de fibras de piaçava, dispensou a remoção deste no plantio definitivo.

Palavras-chave


Desenvolvimento de planta Piaçava da Bahia Viveiro florestal

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.4336/2016.pfb.36.87.1186



Direitos autorais 2016

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

INDEXADORES:

ASP / Ebsco, AGRIS, Agrobase / Binagre , BDPA, CABI Direct, CCN, CIRS, Diadorim , DOAJ, e.journals, Forestry Compendium, Genamics JournalSeek, Google Acadêmico, Journals for free, Latindex, Livre, Miar, OasisbrPortal da Capes, RCAAP, Road, Sabiia, Scilit, Redib

.

Pesquisa Florestal Brasileira
Brazilian Journal of Forestry Research

 

Este periódico é afiliado à Associação Brasileira de Editores Científicos.


Os originais publicados na Pesquisa Florestal Brasileira estão disponibilizados de acordo com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional