Restauração na Floresta Ombrófila Mista através da sucessão natural

Ademir Reis, Deisy Regina Tres, Eliziane Carla Scariot

Resumo


Teoriza-se sobre a importância da restauração como uma ferramenta para a conservação ambiental
através do uso de técnicas nucleadoras capazes de facilitar o processo sucessional em áreas degradadas,
envolvendo organismos produtores, consumidores e decompositores. Esta proposta mostra que o processo
sucessional envolve todos os componentes do ecossistema, onde se destaca a importância dos fragmentos vegetacionais mais próximos das áreas a serem restauradas, de forma a criar uma maior conectividade dentro da paisagem envolvida. São indicadas como técnicas nucleadoras a transposição de solo, poleiros artificiais, coleta de sementes de espécies nucleadoras com manutenção da variabilidade genética, plantio de mudas em ilhas de alta diversidade e transposição de chuva de sementes. As técnicas nucleadoras devem garantir uma maior
conectividade com os fragmentos da região,  ropiciando um aumento contínuo da biodiversidade e resiliência
na área degradada, mantendo uma estabilidade dinâmica.

Palavras-chave


Restauração ecológica, sucessão natural, técnicas nucleadoras

Texto completo:

PDF




Direitos autorais 2010

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

INDEXADORES:

ASP / Ebsco, AGRIS, Agrobase / Binagre , BDPA, CABI Direct, CCN, CIRS, Diadorim , DOAJ, e.journals, Forestry Compendium, Genamics JournalSeek, Google Acadêmico, Journals for free, Latindex, Livre, Miar, OasisbrPortal da Capes, RCAAP, Road, Sabiia, Scilit, Redib

.

Pesquisa Florestal Brasileira
Brazilian Journal of Forestry Research

 

Este periódico é afiliado à Associação Brasileira de Editores Científicos.


Os originais publicados na Pesquisa Florestal Brasileira estão disponibilizados de acordo com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional