Avaliação econômica de projetos de sistemas agroflorestais

Diogo Nepomuceno Cosenza, Silvio Nolasco de Oliveira Neto, Laércio Antônio Gonçalves Jacovine, Caroline Ribeiro Rodrigues, Rafael Rode, Vicente Paulo Soares, Helio Garcia Leite

Resumo


Por se tratar de uma atividade complexa, os estudos de viabilidade econômica de sistemas agroflorestais (SAFs) exigem maior esforço para avaliação. Dentre os motivos estão a maior quantidade de elementos a serem considerados, a necessidade de prever os efeitos das interações entre as diferentes espécies consorciadas e a dificuldade de valorar os benefícios ambientais do sistema. Dessa forma, o objetivo deste trabalho foi analisar e sintetizar os principais métodos de avaliação econômica descritos na literatura. Através dele é possível determinar quais itens devem ser computados na análise e como atribuir valores a eles para definir as principais receitas e custos do projeto. Ainda, podem ser traçados os principais métodos de análise econômica e de comparação de resultados. Por fim, entende-se que existem dificuldades na valoração de muitos benefícios que os SAFs proporcionam, mas estas podem ser contornadas pelas metodologias apresentadas. Além disso, criou-se a necessidade de promover os benefícios ambientais (externalidades) do sistema, a fim de valorizar os seus serviços frente ao mercado.

Palavras-chave


Análise econômica; Sistemas agroflorestais; Gestão de projetos

Texto completo:

PDF

Referências


Alavalapati, J. R. R. et al. Agroforestry development: an environmental economic perspective. Agroforestry Systems, v. 61, p. 299-310, 2004. DOI: 10.1023/B:AGFO.0000029006.64395.72.

Alves, E. P. et al. Economic analisys of a coffee-banana system of a family-based agriculture at the atlantic forest zone, Brazil. Ciência e Agrotectologia, v. 39, n. 3, p. 232-239, 2015. DOI: 10.1590/S1413-70542015000300004.

Arco-Verde, M. F. et al. Aporte de nutrientes e produtividade de espécies arbóreas e de cultivos agrícolas em sistemas agroflorestais na Amazônia. Floresta, v. 39, n. 1, p. 11-22, 2008. DOI: 10.5380/rf.v39i1.13721.

Batish, D. R. et al. Ecological basis of agroforestry. Boca Raton: CRC Press, 2008. 382 p.

Bentes-Gama, M. de M. et al. Análise econômica de sistemas agroflorestais na Amazônia Ocidental, Machadinho D´Oeste-RO. Revista Árvore, v. 29, n. 3, p. 401-411, 2005. DOI: 10.1590/S0100-67622005000300007.

Binoti, D. H. B. et al. Descrição da distribuição diamétrica de sistemas agrossilvipastoris utilizando as funções Weibull e Hiperbólica. Revista Árvore, v. 36, n. 2, p. 349-356, 2012. DOI: 10.1590/S0100-67622012000200016.

Campos, J. C. C. & Leite, H. G. Mensuração florestal: perguntas e respostas. 4. ed. Viçosa, MG: Ed. da UFV, 2013. 605 p.

Cardoso, I. M. et al. Continual learning for agroforestry system design: university, NGO and farmer partnership in Minas Gerais, Brazil. Agricultural Systems, v. 69, n. 3, p. 235-257, 2001. DOI: 10.1016/S0308-521X(01)00028-2.

Coelho Júnior, L. M. et al. Análise de investimento de um sistema agroflorestal sob situação de risco. Cerne, v. 14, n. 4, p. 368-378, 2008.

Costa, R. C. da. et al. Pagamentos por serviços ambientais, custos de oportunidade e a transição para usos da terra alternativos: o caso de agricultores familiares no Nordeste Paraense. Sustentabilidade em Debate, v. 4, n. 1, p. 99-116, 2013. DOI: 10.18472/SustDeb.v4n1.2013.9202.

Dubè, F. et al. Avaliação econômica de um sistema agroflorestal com Eucalyptus sp. no noroeste de Minas Gerais: o caso da Companhia Mineira de Metais. Revista Árvore, v. 42, n. 4, p. 437-443, 2000.

Dubè F. et al. A simulation model for evaluating technical and economic aspects of an industrial eucalyptus-based agroforestry system in Minas Gerais, Brazil. Agroforestry Systems, v. 55, n. 1, p. 73-80, 2002. DOI: 10.1023/A:1020240107370.

Faria, C. M. A. de. Integração lavoura, pecuária e floresta como alternativa para recuperação de pastagens degradadas na região de Bambuí-MG. 2013. 105 f. Tese (Doutorado em Fitotecnia) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, MG.

García-Barrios, L. & Ong, C. K. Ecological interactions, management lessons and design tools in tropical agroforestry systems. Agroforestry Systems, v. 61, n. 1, p. 221-236, 2004. DOI: 10.1023/B:AGFO.0000029001.81701.f0.

Gobbi, J. A. Is biodiversity-friendly coffee financially viable? An analysis of five different coffee production systems in western El Salvador. Ecological Economics. v. 33, n. 2, p. 267-281. 2000. DOI: 10.1016/S0921-8009(99)00147-0.

Lopes, P. F. Modelo de distribuição de diâmetros para clones de eucalipto em sistema agroflorestal. 2007. 32 f. Dissertação (Mestrado em Ciência Florestal) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, MG.

Lyngbæk, A. E. et al. Productivity and profitability of multistrata organic versus conventional coffee farms in Costa Rica. Agroforestry Systems, v. 53, n. 2, p. 205-213. 2001. DOI: 10.1023/A:1013332722014.

Mafra, A. L. et al. Adição de nutrientes ao solo em sistema agroflorestal do tipo "cultivo em aléias" e em cerrado na região de Botucatu, SP. Scientia Forestalis, n. 54, p. 41-54, 1998.

Müller, D. M. et al. Economic analysis of an agrossilvipastoral systems for a mountainous area in Zona da Mata Mineira, Brazil. Pesquisa Agropecuária Brasileira, v. 46, n. 10, p. 1148-1153, 2011. DOI: 10.1590/S0100-204X2011001000005.

Müller, M. D. et al. Estimativa de acúmulo de biomassa e carbono em sistema agrossilvipastoril na Zona da Mata Mineira. Pesquisa Florestal Brasileira, n. 60, p. 11-17, 2009. DOI: 10.4336/2009.pfb.60.11.

Nair, P. K. R. An introduction to agroforestry. Dordrecht: Kluwer Academic, 1993. 499 p.

Nair, P. K. R. Directions in tropical agroforestry research: past, present, and future. Agroforestry Systems, v. 38, n. 1, p. 223-245, 1997. DOI: 10.1023/A:1005943729654.

Oliveira, A. D. de et al. Análise econômica de um sistema agro-silvopastoril com eucalipto implantado em região de cerrado. Ciência Florestal, v. 10, n. 1, p. 1-19, 2000.

Oliveira Neto, S. N. de et al. Sistemas agroflorestais para adequação ambiental de propriedades rurais. Informe Agropecuário, v. 33, n. 271, p. 70-77, 2012.

Oliveira Neto, S. N. de et al. Sistema agrossilvipastoril: integração lavoura, pecuária e floresta. Viçosa, MG: Sociedade de Investigações Florestais, 2010. 190 p.

Oliveira Neto, S. N. de et al. Tree modeling and economic evaluation of agroforestry systems in Southeastern Brazil. Silva Lusitana, v. 21, n. 1, p. 43-60, 2013.

Platon, P. & Constantinescu, A. Monte Carlo Method in risk analysis for investment projects. Procedia Economics and Finance, v. 15, p. 393-400, 2014. DOI: 10.1016/S2212-5671(14)00463-8.

Raintree, J. B. An introduction to agroforestry diagnostics and design. Nairobi: International Council for Research in Agroforestry (ICRAF), 1986. 56 p.

Rao, M. R. et al. Biophysical interactions in tropical agroforestry systems. Agroforestry Systems, v. 38, n. 1, p. 3-50, 1997. DOI: 10.1023/A:1005971525590.

Rezende, J. L. P. de & Oliveira, J. L. P. de. Análise econômica e social de projetos florestais. 3. ed. Viçosa, MG: Ed. da UFV, 2013. 385 p.

Rodrigues, E. R. et al. Avaliação econômica de sistemas agroflorestais implantados para recuperação de reserva legal no Pontal do Paranapanema, São Paulo. Revista Árvore, v. 31, n. 5, p. 941-948, 2007. DOI: 10.1590/S0100-67622007000500018.

Rodrigues, E. R. et al. O uso do sistema agroflorestal taungya na restauração de reservas legais: indicadores econômicos. Floresta, v. 38, n. 3, p. 517-525, 2008. DOI: 10.5380/rf.v38i3.12420.

Salles, T. T. et al. Modelo de Clutter na modelagem de crescimento e produção de eucalipto em sistemas de integração lavoura‑pecuária‑floresta. Pesquisa Agropecuária Brasileira, v. 47, n. 2, p. 253-260, 2012. DOI: 10.1590/S0100-204X2012000200014.

Santos, M. J. C. dos et al. Avaliação econômica de quatro modelos agroflorestais em áreas degradadas por pastagens na Amazônia Ocidental. Scientia Forestalis, n. 62, p. 48-61, 2002.

Santos, M. J. C. dos & Paiva, S. N. de. Os sistemas agroflorestais como alternativa econômica em pequenas propriedades rurais: estudo de caso. Ciência Florestal, v. 12, n. 1, p. 135-141, 2002.

Silva, M. L. da & Fontes, A. A. Discussão sobre os critérios de avaliação econômica: valor presente líquido (VPL), valor anual equivalente (VAE) e valor esperado da terra (VET). Revista Árvore, v. 29, n. 6, p. 931-936, 2005. DOI: 10.1590/S0100-67622005000600012.

Silva, C. P. de C. et al. Economic analysis of agroforestry systems with candeia. Cerne, v. 18, n. 4, p. 585-594, 2012. DOI: 10.1590/S0104-77602012000400008.

Silva, M. L. da et al. Economia Florestal. 2. ed. ,Viçosa, MG: Ed. da UFV, 2005.178 p.

Souza, B. R. de. Determinação do risco financeiro em sistemas agroflorestais utilizando o método Monte Carlo. 2013. 60 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Florestais) - Universidade de

Brasília, DF.

Souza, H. N. de et al. Strategies and economics of farming systems with coffee in the Atlantic Rainforest Biome. Agroforest Systems, v. 84, n. 2, p. 227-242. 2012. DOI: 10.1007/s10457-011-9452-x.

Souza, N. D. Crescimento, produção e análise econômica de povoamentos clonais de Eucalyptus sp. em sistemas agroflorestais. 2005. 203 f. Tese (Doutorado em Engenharia Florestal) - Universidade Federal de Lavras, Lavras.

Souza, N. D. et al. Viabilidade econômica de um sistema agroflorestal. Cerne, v. 13, n. 1, p. 96-106, 2007.

Thompson, D. & George, B. Financial and economic evaluation of agroforestry. In: Nuberg, I. et al. Agroforestry for natural resource management. Collingwood: CSIRO Publishing, 2009. p. 281-330.

Torquebiau, E. & Penot, A. E. Ecology versus economics in tropical multistrata agroforests. In: Kumar, B. M. & Nair, P. K. R. Tropical homegardens: a time-tested example of sustainable agroforestry.Netherlands: Springer, 2006. p. 269-282.

Trindade, C. et al. Ferramentas da qualidade: aplicação na atividade florestal. 2. ed. Viçosa, MG: Ed. da UFV, 2007. 159 p.

Vivan, J. L. Manual de diagnóstico e desenho de sistemas agroflorestais: manual de campo para extensionistas. Porto Alegre: EMATER, 2000. 43 p.

Wunder, S. et al. Pagamentos por serviços ambientais: perspectivas para a Amazônia legal. 2. ed. Brasília, DF: Ministério do Meio Ambiente, 2009. 144 p.




DOI: https://doi.org/10.4336/2016.pfb.36.88.1218



Direitos autorais 2016

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

INDEXADORES:

ASP / Ebsco, AGRIS, Agrobase / Binagre , BDPA, CABI Direct, CCN, CIRS, Diadorim , DOAJ, e.journals, Forestry Compendium, Genamics JournalSeek, Google Acadêmico, Journals for free, Latindex, Livre, Miar, OasisbrPortal da Capes, RCAAP, Road, Sabiia, Scilit, Redib

.

Pesquisa Florestal Brasileira
Brazilian Journal of Forestry Research

 

Este periódico é afiliado à Associação Brasileira de Editores Científicos.


Os originais publicados na Pesquisa Florestal Brasileira estão disponibilizados de acordo com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional