Análise quantitativa da chuva de sementes sob poleiros naturais e artificiais em Floresta Ombrófila Mista

Sandra Bos Mikich, Rafael Fernando da Silva Possette

Resumo


O objetivo deste estudo foi comparar a eficiência de poleiros naturais e artificiais na deposição de
sementes em áreas degradadas da Floresta com Araucária. Seis unidades experimentais foram utilizadas, cada qual constituída por coletores de sementes instalados sob poleiros naturais (PN), artificiais (PA) e a céu aberto (CA). Após 12 meses de coletas semanais, foram recolhidas 26.880 sementes zoocóricas sob os PA, 5.729 sob os PN e 7 nos CA. Portanto, a presença de poleiros incrementa significativamente a chuva de sementes e os PN são tão ou mais eficientes que os PA quando o efeito da área de deposição é levado em consideração.

Palavras-chave


Chuva de sementes, dispersão de sementes, Floresta Ombrófila Mista, nucleação, poleiros, recuperação de áreas degradadas

Texto completo:

PDF




Direitos autorais 2010

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

INDEXADORES:

ASP / Ebsco, AGRIS, Agrobase / Binagre , BDPA, CABI Direct, CCN, CIRS, Diadorim , DOAJ, e.journals, Forestry Compendium, Genamics JournalSeek, Google Acadêmico, Journals for free, Latindex, Livre, Miar, OasisbrPortal da Capes, RCAAP, Road, Sabiia, Scilit, Redib

.

Pesquisa Florestal Brasileira
Brazilian Journal of Forestry Research

 

Este periódico é afiliado à Associação Brasileira de Editores Científicos.


Os originais publicados na Pesquisa Florestal Brasileira estão disponibilizados de acordo com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional