Seleção precoce para incremento simultâneo do crescimento e da qualidade da madeira em Pinus taeda L.

Estefano Paludzyszyn Filho, Vanilda R. S. Shimoyama, Admir Lopes Mora

Resumo


O objetivo deste trabalho foi estudar a eficiência da seleção precoce de genitores e progênies para incremento simultâneo do crescimento e da qualidade da madeira. Para isso, 48 progênies de meios irmãos de Pinus taeda foram implantadas em espaçamento de 0,5 m x 0,5 m. E as mesmas foram avaliadas aos 16 meses para diâmetro a 30 cm do solo e para a densidade básica da madeira. Esses valores foram comparados ao diâmetro à altura do peito e a densidade básica do tronco comercial, nas mesmas progênies, aos 84 meses em experimentos em dois locais no espaçamento de 3 m x 2 m. Os componentes de variância, parâmetros e valores genéticos foram obtidos por modelo misto individual. As herdabilidades, aos 16 e 84 meses, para o diâmetro (h2 = 0,24 e 0,22 respectivamente) e para a densidade (h2 = 0,27 e 0,19 respectivamente), sugerem que esses caracteres são herdáveis. As correlações genéticas entre idades foram positivas e de alta magnitude para diâmetro (r2 = 0,90) e para a densidade (r2 = 0,86). Entre caracteres, os valores foram sempre negativos, indicando dificuldades para progresso simultâneo. A seleção precoce foi de eficiência similar (96%) à seleção direta nos dois caracteres. Nove genitores mostraram valores genéticos aditivos, nas duas idades, que favorecem o incremento simultâneo do crescimento e da qualidade da madeira. A metodologia de avaliação precoce de progênies, cultivadas em espaçamentos reduzidos permite ampliar a base genética de seleção, aumentando a probabilidade de se identificar genótipos que favoreçam, simultaneamente, a qualidade e o volume da madeira.

Palavras-chave


Correlação juvenil-adulto; Ganho genético; Melhoramento florestal; Densidade básica

Texto completo:

PDF

Referências


ADAMS, W. T.; AITKEN, S. N.; JOYCE, D. G.; HOWE, G. T.; VARGAS-HERNANDEZ, J. Evaluating efficacy of early testing for stem growth in Coastal Douglas-fir. Silvae Genética, v. 50, n. 3-4, p. 167-175, 2001.

BALOCCHI, C. E.; BRIDGWATER, F. E.; BRYANT, R. Selection efficiency for a non–selected population of loblolly pine. Forest Science, v. 40, n. 3, p. 452-473, 1994.

BELONGER, P. J. Variation of selected juvenile wood properties in four southern provenance of loblolly pine. Raleigh: Dept. Forestry, North Carolina State University, 1998. 145 p. Ph.D. Thesis.

BRIDGWATER, F. E.; McKEAND, S. E. Early family evaluation for growth of loblolly pine. Forest Genetics, v. 4, n. 1, p. 51-58, 1997.

BRIDGWATER, F. E.; TALBERT, J. T.; JAHROMI, S. Index selection for increased dry weight in a young loblolly pine population. Silvae Genetica, v. 32, n. 5-6, p. 157-163, 1983.

CORNELIUS, J. Heritabilities and additive genetic coefficients of variation in forest trees. Canadian Journal of Forest Research, v. 24, p. 372-379, 1994.

DOBSON, A. J. An introduction to generalized linear models. Melbourne: Chapman & Hall, 1990. 174 p.

FALCONER, D. S. Introduction to quantitative genetics. 3rd ed. Longman: Harlow, 1989. 438 p.

FONSECA, S. M.; KAGEYAMA, P. Y.; FERREIRA, M.; JACOB, W. S. Programa conjunto de melhoramento genético e produção de sementes de Pinus taeda na Região Sul do Brasil. Boletim Informativo IPEF, Piracicaba, v. 6, n. 48, p. 61-73, 1980.

GWAZE, D. P.; BRIDGWATER, F. E.; BYRAM, T. D.; LOWE, W. J. Genetic parameter estimates for growth and wood density in loblolly pine (Pinus taeda L.). Forest Genetics, v. 8, n. 1, p. 47-55, 2001.

GWAZE, D. P.; WOOLLIAMS, J. A.; KANOWSKI, P. J. Optimum selection age for height in Pinus taeda L. in Zimbabwe. Silvae Genetica, v. 46, n. 6, p. 358-365, 1997.

HARDING, K. J. Age trends of genetic parameters for wood properties of loblolly pine. Raleigh: Dept. Forestry, North Carolina State University, 1995. 120 p. Ph.D. Thesis.

LOO, J. A.; TAUER, C. G.; BUIJTENEN, J. P. van. Juvenile-mature relationships and heritability estimates of several traits in loblolly pine (Pinus taeda). Canadian Journal of Forest Research, v. 14, p. 822-825, 1984.

McKEAND, S. E. Optimum age for family selection for growth in genetic tests of loblolly pine. Forest Science, v. 34, n. 2, p. 400-411, 1988.

McKEAND, S. E.; ERICKSSON, G.; ROBERDS, J. H. Genotype by environment interaction for index traits that combine growth and wood density in loblolly pine. Theoretical and Applied Genetics , v. 94, p. 1015-1022, 1997.

MEGRAW, R. A. Wood quality factors in loblolly pine: the influence of tree age, position in tree, and cultural practice on wood specific gravity, fiber length, and fibril angle. Atlanta: Tappi Press, 1985. 88 p.

MEYER, K. DFREML: version 3.0b. user notes. Armindale: Institute of Animal Genetics of Edinburgh: Animal Genetics and Breeding Unit of the University of New England, 1998. 31 p.

RESENDE, M. D. V. de; Análise estatística de modelos mistos via REML/BLUP na experimentação em melhoramento de plantas perenes. Colombo: Embrapa Florestas, 2000. 101 p. (Embrapa Florestas. Documentos, 47).

RESENDE, M. D. V. de; FERNANDES, J. S. C. Procedimento BLUP individual para delineamentos experimentais aplicados ao melhoramento florestal. Revista de Matemática e Estatística, São Paulo, v. 17, p. 89-107, 1999.

RESENDE, M. D. V. de; FERNANDES, J. S. C.; SIMEÃO, R. M. BLUP individual multivariado em presença de interação genótipo x ambiente para delineamentos experimentais repetidos em vários ambientes. Revista de Matemática e Estatística, São Paulo, v. 17, p. 209-228, 1999.

SCHAEFFER, L. R. Linear models. Disponível em: . Acesso em: 12 maio 1999.

VARGAS HERNANDEZ, J.; ADAMS, W. T. Age-age correlations and early selection for wood density in young coastal Douglas Fir. Forest Science, v. 38, n. 2, p. 467-478, 1992.

WILLIAMS, C. G.; MEGRAW, R. A. Juvenile-mature relationship for wood density in Pinus taeda. Canadian Journal of Forest Research, v. 24, p. 714-722, 1994.

WOODS, J. H.; KOLOTELO, D.; YANCHUK, A. D. Early selection of coastal Douglas-Fir in a farm-field test environment. Silvae Genetica, v. 44, n. 4, p. 178-186, 1995.

WU, H. X. Study of early selection in tree breeding – 1. Advantage of early selection through increase of selection intensity and reduction of field test size. Silvae Genetica, v. 47, p. 2-3, 1998.

ZOBEL, B. J.; BUIJTENEN, J. P. van. Wood variation: its cause and control. Berlin: Springer-Verlag, 1989. 363 p.

ZOBEL, B. J.; JETT, J. B. Genetics of wood production. Berlin: Springer-Verlag,1 995. 337 p.






Direitos autorais 2003

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

INDEXADORES:

ASP / EbscoAGRISAgrobase / Binagre , BDPACABI DirectCCNDiadorim , DOAJe.journalsForestry CompendiumGenamics JournalSeekGoogle AcadêmicoJournals for freeLatindexLivreMiarOasisbrPeriodicaPortal da CapesRCAAPRoadSabiiaScilitRedib.

 

Pesquisa Florestal Brasileira
Brazilian Journal of Forestry Research

 

Este periódico é afiliado à Associação Brasileira de Editores Científicos.


Os originais publicados na Pesquisa Florestal Brasileira estão disponibilizados de acordo com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional