Qualidade na operação de corte florestal em povoamentos submetidos a dois modelos de desbaste mecanizado

Alana Nadolny, Leandro Christo Berude, Eduardo da Silva Lopes, Nilton Cesar Fiedler, Carla Krulikowski Rodrigues

Resumo


A evolução tecnológica das máquinas de colheita de madeira tem permitido a ampliação da área de desbaste seletivo nos povoamentos florestais, com ganhos de produtividade, porém com riscos de afetar a qualidade do trabalho. Neste contexto, objetivou-se avaliar a qualidade da operação de colheita florestal com harvester em povoamentos de Pinus taeda submetidos a dois modelos de desbaste: (1) corte sistemático da quinta linha e seletivo nas linhas adjacentes e (2) corte sistemático da sétima linha e seletivo nas adjacentes. A qualidade foi avaliada pela mensuração da altura das cepas e comprimento das toras nos sortimentos serraria, laminação e celulose. Os valores obtidos foram analisados por meio de histogramas e as médias comparadas com as dimensões pré-estabelecidas por meio do teste Wilcoxon (α ≤ 0,05). As alturas de 90% das cepas superaram o valor pré-estabelecido, com médias de 12,5 e 12,9 cm, acarretando em volume de madeira desperdiçado de 0,50 e 0,62 m3 ha-1 nos modelos de desbaste 1 e 2, respectivamente. Os comprimentos das toras de serraria e laminação, nos dois modelos de desbaste, foram superiores ao esperado, enquanto os valores para toras para celulose mostraram-se inferiores estatisticamente em relação ao pré-estabelecido.


Palavras-chave


Pinus taeda; Tora; Colheita mecanizada

Texto completo:

PDF

Referências


Bembenek, M. et al. Length accuracy of logs from birch and aspen harvested in thinning operations. Turkish Journal of Agriculture and Forestry, v. 39, n. 6, p. 845-850, 2015. DOI: 10.3906/tar-1406-39.

Conaw, P. L. Estatística. São Paulo: Edgard Blucher, 1977. 264 p.

Dietz, H.-U. & Urbanke, B. Lastenheft Harvestervermessung: eine Projektarbeit des KWF. Groβ-Umstadt: Kuratorium für Waldarbeit und Forsttechnik, 2013.

Fiedler, N. C. et al. Análise da qualidade da colheita florestal de eucalipto em diferentes declividades. Científica Eletrônica de Engenharia Florestal, v. 22, n. 1, p. 1-8, 2013.

Indústria Brasileira de Árvores. Anuário estatístico do IBÁ: ano base 2016. São Paulo, 2017. 77 p. Disponível em: . Acesso em: 30 mar. 2018.

Jacovine, L. A. G. et al. Avaliação da qualidade operacional em cinco subsistemas de colheita florestal. Revista Árvore, v. 29, n. 3, p. 391-400, 2005. DOI: 10.1590/S0100-67622005000300006.

Lopes, E. S. et al. Damage to residual trees following commercial thinning by harvester and forwarder in a Pinus taeda stand in Southern Brazil. Scientia Forestalis. v. 46, n. 118, p. 167-175, 2018. DOI: 10.18671/scifor.v46n188.03.

Lopes, E. S. et al. Efeito do sortimento da madeira na produtividade e custo do forwarder no desbaste comercial de Pinus taeda. Scientia Forestalis. v. 44, n. 109, p. 57-66, 2016. DOI: 10.18671/scifor.v44n109.05.

Malinovski, J. R. et al. Sistemas. In: Machado, C. C. (Ed.). Colheita florestal. 3. ed. Viçosa, MG: UFV, 2014. p. 178-205.

Malinovski, R. A. et al. Análise das variáveis de influência na produtividade das máquinas de colheita de madeira em função das características físicas do terreno, do povoamento e do planejamento operacional florestal. Floresta, v. 36, n. 2, p. 169-182, 2006. DOI: 10.5380/rf.v3i2.6459

Mangoyana, R. B. Bioenergy from forest thinning: carbon emissions, energy balances and cost analyses. Renewable Energy, v. 36, n. 9, p. 2368-2373, 2011. DOI: 10.1016/j.renene.2011.01.026.

Mederski, P. S. et al. Investigation of log length accuracy and harvester efficiency in processing of oak trees. Croatian Journal of Forest Engineering, v. 39, n. 2, p. 173-181, 2018.

Nieuwenhuis, M. & Dooley, T. The effect of calibration on the accuracy of harvester measurements. International Journal of Forest Engineering, v. 17, n. 2, p. 25-33, 2006.

Oliveira, G. S. et al. Análise técnica, econômica e da qualidade em primeiro desbaste mecanizado. Espacios, v. 38, n. 26, p. 1-5, 2017.

Pereira, D. P. et al. Avaliação da qualidade do corte florestal com motosserra. Cerne, v. 18, n. 2, p. 197-203, 2012. DOI: 10.1590/S0104-77602012000200003.

Rosa, M. O. & Oliveira, F. M. Análise da qualidade do processamento de madeira em dos sistemas mecanizados de colheita florestal. Revista da União Latino-americana de Tecnologia, n. 2, p. 19-37, 2014.

Schneider, R. & Schneider, P. Introdução ao manejo florestal. 2 ed. Santa Maria, RS: FACOS-UFSM, 2008. 566 p.

Serpe, E. L. et al. Coeficientes downgrade para sortimentos de toras de pinus. BIOFIX Scientific Journal, v. 3, n. 1, p. 116-121, 2018. DOI: 10.5380/biofix.v3i1.58056.

Spinelli, R. & Nati, C. A Low-investiment fully mechanised operation for pure selection thinning of pine plantations. Croation Journal of Forest Engineering, v. 2, n. 30, p. 89-97, 2009.

Stroher, R. R. et al. Avaliação da perda de madeira em dois sistemas de colheita florestal mecanizada. Enciclopédia Biosfera, v. 10, n. 19, p. 238-249, 2014.




DOI: https://doi.org/10.4336/2019.pfb.39e201801689



Direitos autorais 2019

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

INDEXADORES:

ASP / Ebsco, AGRIS, Agrobase / Binagre , BDPA, CABI Direct, CCN, CIRS, Diadorim , DOAJ, e.journals, Forestry Compendium, Genamics JournalSeek, Google Acadêmico, Journals for free, Latindex, Livre, Miar, OasisbrPortal da Capes, RCAAP, Road, Sabiia, Scilit, Redib

.

Pesquisa Florestal Brasileira
Brazilian Journal of Forestry Research

 

Este periódico é afiliado à Associação Brasileira de Editores Científicos.


Os originais publicados na Pesquisa Florestal Brasileira estão disponibilizados de acordo com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional