Relação Hipsométrica para Acacia mearnsii com Diferentes Idades

Marcos Vinicius Winckler Caldeira, Mauro Valdir Schumacher, Luciano Weber Scheeren, Leonir Rodrigues Barichello, Luciano Farinha Watzlawick

Resumo


Este trabalho teve como objetivos selecionar modelos matemáticos para estimar a altura das árvores em função do DAP e idade, em povoamentos de acácia-negra, Acacia meanrsii De Wild., na região Sudeste do Estado do Rio Grande do Sul. Para o ajuste dos dados de altura foram testadas 19 equações matemáticas, sendo utilizadas equações lineares aritméticas e logarítmicas e uma equação não-linear (Chapman-Richards). Como critérios estatísticos de seleção das melhores equações foram utilizados o coeficiente de determinação ajustado (Raj), o erro padrão de estimativa (Syx), o coeficiente de variação em percentagem (CV%), o índice de Furnival em percentagem (IF%) e o valor da estatística F. Em seguida foi realizada a análise gráfica dos resíduos para os cinco melhores modelos matemáticos. A equação 16, representada por log h =b0 + b1 * 1/d + b2 * 1/I + b3 * 1/D * I resultou como modelo mais eficiente,estimado em função do DAP e da idade das árvores, para ajustar as alturas em povoamentos com idades de 2, 4, 6 e 8 anos de idade.


Palavras-chave


Relação hipsométrica; Altura; Diâmetro; Acácia-negra

Texto completo:

PDF

Referências


AZEVEDO, C. P.; MUROYA, K.; GARCIA, L. C.; LIMA, R. M. B.; MOURA, J. B.; NEVES, E. J. Relação hipsométrica para quatro espécies florestais em plantio homogêneo e em diferentes idades na Amazônia Ocidental. Boletim de Pesquisa Florestal, Colombo, n. 39, p. 5-29, jul./dez. 1999.

BINKLEY, D.; GIARDINA, C. Nitrogen fixation in tropical forest plantaions. In: NAMBIAR, E. K. S.; BROWN, A. G. (Ed.). Management of soil, nutrients and water in plantation forests. Canberra: ACIAR, 1997. p. 297-337. (ACIAR. Monograph, 43).

CALDEIRA, M. V. W. Quantificação da biomassa e do conteúdo de nutrientes em diferentes procedências de Acácia-negra (Acacia mearnsii De Wild). 1998.96 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Florestais) – Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria. 57-68

EMBRAPA. Centro Nacional de Pesquisa de Solos. Sistema brasileiro de classificação de solos. Brasília: Embrapa Produção de Informação; Rio de Janeiro: Embrapa Solos, 1999. 412 p.

IPAGRO. Seção de Ecologia Agrícola. Atlas agroclimático do Estado do Rio Grande do Sul. Porto Alegre, 1989. 3 v.

LOETSCH, F.; ZOHRER, F. HALLER, K. E. Forest inventory. Munchen: BLV Verlagsgesellschaft, 1973. v. 2, 469 p.

MACHADO, S. A.; BASSO, S. F.; BEVILACQUA JÚNIOR, V. G. Teste de modelos matemáticos para o ajuste da relação hipsométrica em diferentes sítios e idades para plantações de Pinus elliottii no Estado do Paraná. In: CONGRESSO FLORESTAL BRASILEIRO, 7., 1993, Curitiba. Anais... São Paulo: Sociedade Brasileira de Silvicultura, 1993. v. 2, p. 553-556.

MANTOEFEL, J. C. Reflorestamento no setor privado - acacicultura. In: SEMINÁRIO SOBRE SITUAÇÃO FLORESTAL DO RIO GRANDE DO SUL, 1.,1991, Santa Maria. Anais... Santa Maria: Universidade Federal de SantaMaria, 1991. p. 108-114.

MORENO, J. A. Clima do Rio Grande do Sul. Porto Alegre: Secretaria da Agricultura, Diretoria de Terras e Colonização, Seção de Geografia, 1961. 42 p.

PEDLEY, L. Australian acacias: taxonomy and phytogeography. In: TURNBULL, J. W. (Ed.). Australian acacias in developing countries: proceedings.... Canberra: ACIAR, 1987. p. 11-16. (ACIAR. Proceedings, 16).

PEREIRA, J. C.; CALDEIRA, M. V. W.; SCHUMACHER, M. V.; HOPPE, J. M.; SANTOS, E. M. Estimativa do conteúdo de nutrientes em um povoamento de Acacia mearnsii De Wild. no Rio Grande do Sul - Brasil. Revista Árvore, Viçosa, v. 24, n. 2, p. 193-199, 2000.

POLHILL, R. M.; RAVEN, P. H. (Ed.). Advances in legume systematic I e II. Kew: Royal Botanical Gardens, 1981. p. 1-425; 427-1049.

SCHMIDT, P. B. Determinação indireta da relação hipsométrica para povoamentos de Pinus taeda L. 1977. 102 f. Dissertação (Mestrado em Ciências) – Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências Agrárias, Curitiba.

SCOLFORO, J. R. S. Biometria florestal: técnicas de regressão aplicada para estimar: volume, biomassa, relação hipsométrica e múltiplos produtos de madeira. Belo Horizonte: CEMIG; Lavras: UFLA: FAEPE, 1997. [v. 2], 292 p.

SHERRY, S. P. The black wattle (Acacia mearnsii). Pietermaritzburg: University of Natal Press, 1971. 402 p.

YAZAKI, Y. Acacia storyi: a potential tannin-producing species. Australian Forestry, v. 60, n. 1, p. 24-28, 1997.

ZANON, M. L. B.; FINGER, C. A. G.; SCHNEIDER, P. R.; KLEIN, J. E. M.; COELHO, M. C. B. Funções para descrever a relação altura e diâmetro de Eucalyptus dunnii Maiden. Ciência Rural, Santa Maria, v. 26, n. 1, p. 87-90, 1996.






Direitos autorais 2002

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

INDEXADORES:

ASP / Ebsco, AGRIS, Agrobase / Binagre , BDPA, CABI Direct, CCN, CIRS, Diadorim , DOAJ, e.journals, Forestry Compendium, Genamics JournalSeek, Google Acadêmico, Journals for free, Latindex, Livre, Miar, OasisbrPortal da Capes, RCAAP, Road, Sabiia, Scilit, Redib

.

Pesquisa Florestal Brasileira
Brazilian Journal of Forestry Research

 

Este periódico é afiliado à Associação Brasileira de Editores Científicos.


Os originais publicados na Pesquisa Florestal Brasileira estão disponibilizados de acordo com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional