Escolitídeos como bioindicadores do “declínio do nim” no Brasil

Susete do Rocio Chiarello Penteado, Aparecido Antonio Carpanezzi, Edinelson José Maciel Neves, Álvaro Figueredo dos Santos, Carlos Alberto Hector Flechtmann

Resumo


Este é o primeiro registro do ataque de besouros (Curculionidae, Scolitinae), no Brasil, causando danos em plantios de nim, entre 7 e 10 anos, em Brejinho de Nazaré, Tocantins, constado em junho de 2009. Os insetos foram identificados como, Xylosandrus compactus (Eichhoff), Cryptocarenus diadematus Eggers, 1937 e Hypothenemus sp. Westwood, 1836. Os plantios atacados apresentavam crescimento abaixo do esperado para a região, baixa produção de sementes, desfolhamento acentuado e rebrota intensa nos ramos, seguida por morte de brotos jovens e/ou do ápice do ramo. A ação dos insetos provocou pontos de exsudação intensa de goma nos orifícios provocados. O fato tem similaridade com a síndrome denominada “declínio do nim”, relatada na África.

doi: 10.4336/2011.pfb.31.65.69


Palavras-chave


Danos, estresse, Scolytinae, besouros da ambrosia, Azadirachta.

Texto completo:

PDF




Direitos autorais 2011

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

INDEXADORES:

ASP / Ebsco, AGRIS, Agrobase / Binagre , BDPA, CABI Direct, CCN, CIRS, Diadorim , DOAJ, e.journals, Forestry Compendium, Genamics JournalSeek, Google Acadêmico, Journals for free, Latindex, Livre, Miar, OasisbrPortal da Capes, RCAAP, Road, Sabiia, Scilit, Redib

.

Pesquisa Florestal Brasileira
Brazilian Journal of Forestry Research

 

Este periódico é afiliado à Associação Brasileira de Editores Científicos.


Os originais publicados na Pesquisa Florestal Brasileira estão disponibilizados de acordo com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional