Eficiência de diferentes métodos para superação da dormência em sementes de Dimorphandra mollis

Autores

DOI:

https://doi.org/10.4336/2021.pfb.41e201901953

Palavras-chave:

Árvores do cerrado, Quebra de dormência, Produção de mudas

Resumo

Este trabalho objetivou determinar métodos eficientes para superação de dormência em sementes de Dimorphandra mollis Benth. As sementes foram coletadas em árvores matrizes do município de Buriti, MA, Brasil e foram submetidas aos seguintes tratamentos: controle (T1); escarificação mecânica com lixa n° 60 (T2); escarificação química com soda cáustica a 98% por 15 min (T3); escarificação química com ácido sulfúrico 99,9% por 20 min (T4) e choque térmico com água (T5). Em casa de vegetação, foram dispostas 16 sementes por tratamento, divididas em quatro repetições, em delineamento inteiramente ao acaso. As avaliações foram iniciadas ao terceiro dia após o tratamento das sementes e estenderam-se por 17 dias após a semeadura. Avaliou-se o percentual de sementes emergidas e o índice de velocidade de emergência. Os tratamentos de escarificação mecânica com lixa (T2) e escarificação química com ácido sulfúrico (T4) foram eficientes para superar a impermeabilidade do tegumento nas sementes, sendo a escarificação mecânica o método mais seguro aos usuários para a superação da dormência das sementes.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Francisco Ivo dos Santos Aguiar, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro

http://lattes.cnpq.br/8032950952713754

Romário Martins Costa, Universidade Federal do Piauí

http://lattes.cnpq.br/8193853986166353

Clene dos Santos Reis, Universidade Federal do Maranhão, Centro de Ciências Agrárias e Ambientais

http://lattes.cnpq.br/2472607519381544

Maryzélia Furtado de Farias, Universidade Federal do Maranhão, Centro de Ciências Agrárias e Ambientais

http://lattes.cnpq.br/2230366525752958

Luisa Julieth Parra-Serrano, Universidade Federal do Maranhão, Centro de Ciências Agrárias e Ambientais

http://lattes.cnpq.br/6001864868903542

Referências

Araújo, A. V. et al. Métodos de superação de dormência para a produção de mudas de Leucaena leucocephala (Lam.) de Wit. Enciclopédia Biosfera, v. 9, n. 17, p. 1898, 2013.

Campos Filho, E. M. & Sartorelli, P. A. R. Guia de árvores com valor econômico. São Paulo: Agroicone, 2015. 67 p.

Carlos, J. et al. Efeito de dois tipos de quebra de dormência na germinação de guapuruvu (Schizolobium parahyba). Natural Resources, v. 7, n. 2, p. 43-51, 2017. http://doi.org/10.6008/ SPC2237-9290.2017.002.0005.

Carvalho, C. C. et al. Escarificação, temperatura e fotoperíodo na germinação de sementes de Balizia pedicellaris (DC.) Barneby & J.W. Grimes (fabaceae). Pesquisa Botânica, v. 1, n. 69, p. 249-261, 2016.

Castro, D. S. et al. Caracterização da testa de sementes de Apuleia leiocarpa (VOGEL J. F. MACBR) após superação de dormência. Ciência Florestal, v. 27, n. 3, p. 1061-1068, 2017. http://dx.doi.org/10.5902/1980509828681.

Climate-Data.Org : clima buriti. Disponível em: <https://pt.climate-data.org/america-do-sul/brasil/maranhao/buriti-44086/>. Acesso em: 20 nov. 2018.

Costa, P. A. et al. Quebra de dormência em sementes de Adenanthera pavonina L. Pesquisa Agropecuária Tropical, v. 40, n. 1, p. 83-88, 2010. http://dx.doi.org/10.5216/pat.v40i1.4092.

Fernandes, L. A. et al. Níveis de nitrogênio, fósforo e potássio para a produção de mudas de fava d’anta (Dimorphandra mollis Benth). Revista Brasileira de Plantas Medicinais, v. 10, n. 1, p. 94-99, 2008.

Filizola, B. C. Boas práticas de manejo para o extrativismo sustentável da fava d’anta. Brasília, DF: Embrapa Recursos Genéticos e Biotecnologia; Instituto Sociedade, População e Natureza, 2013. 76 p.

Freire, J. M. et al. Superação de dormência de dementes de Albizia pedicellaris (DC.) L. Rico. Floresta e Ambiente, v. 23, n. 2, p. 251-257, 2016. http://dx.doi.org/10.1590/2179-8087.104514.

Giuliano, I. et al. Identificação de fungos em sementes de Dimorphandra mollis e efeito de diferentes tratamentos. Fitopatologia Brasileira, v. 30, n. 5, p. 553, 2005. http://dx.doi.org/10.1590/S0100-41582005000500021.

Hermansen, L. A. et al. Variability in seed coat dormancy in Dimorphandra mollis. Seed Science and Technology, v. 28, n. 3, p. 567-580, 2000.

Lima, J. S. et al. Métodos de superação de dormência em sementes de flamboyant (Delonix regia). Revista Verde, v. 8, n. 1, p. 104-109, 2013.

Lopes, J. C. et al. Tratamentos para acelerar a germinação e reduzir a deterioração das sementes de Ormosia nitida Vog. Revista Árvore, v. 30, n. 2, p. 171-177, 2006. http://dx.doi.org/10.1590/S0100-67622006000200003.

Lorenzi, H. Árvores brasileiras: manual de identificação e cultivo de plantas arbóreas nativas do Brasil. Nova Odessa: Plantarum. 1992. 2 v.

Maguire, J. D. Speed of germination-aid selection and evaluation for seedling emergence and vigor. Crop Science, v. 2, n. 2, p. 176-177, 1962.

Martins, L. V. et al. Prospecção fitoquímica preliminar de Dimorphandra mollis Benth. (Fabaceae-Mimosoideae). Revista Brasileira de Biociências, v. 5, n. 2, p. 828-830, 2007.

Masetto, T. E. et al. Germinação de sementes de Dimorphandra mollis Benth.: efeito de salinidade e condicionamento osmótico. Revista Brasileira de Biociência, v. 12, n. 3, p. 127-131, 2014.

Nunes, J. D. et al. O extrativismo da fava d’anta (Dimorphandra mollis Benth.) na região do Norte de Minas Gerais. Revista Brasileira de Plantas Medicinais, v. 14, n. 2, p. 370-375, 2012. http://dx.doi.org/10.1590/S1516-05722012000200018.

Oliveira Júnior, A. B. et al. Identificação de dormência tegumentar em sementes florestais através do estudo da curva de embebição. Revista Intercâmbio, v. 11, n. 1, p. 1-13, 2018.

Oliveira, D. A. et al. Potencial germinativo de sementes de fava-d’anta (Dimorphandra mollis Benth. – Fabaceae: Mimosoideae) sob diferentes procedências, datas de coleta e tratamentos de escarificação. Revista Árvore, v. 32, n. 6, p. 1001-1009, 2008. http://dx.doi.org/10.1590/S0100-67622008000600005.

Oliveira, K. J. B. et al. Quebra de dormência de sementes de Delonix regia (Fabaceae). Revista de Ciências Agrárias, v. 41, n. 3, p. 707-716, 2018. http://dx.doi.org/10.19084/RCA17302 .

Pacheco, M. V. et al. Germination and vigor of Dimorphandra mollis benth. seeds under different temperatures and substrates. Revista Árvore, v. 34, n. 2, p. 205-213, 2010. http://dx.doi.org/10.1590/S0100-67622010000200002.

Santos, A. L. F. Avaliação de métodos para superação de dormência de sementes leguminosas arbóreas utilizadas na recuperação de áreas degradadas. Seropédica: Embrapa Agrobiologia, 2011. 32 p.

Silva, E. S. et al. Comparação entre métodos de quebra de dormência de sementes de Dimorphandra mollis Benth. submetidas a duas condições de luminosidade após armazenamento. Enciclopédia Biosfera, v. 7, n. 13, 2011.

Silva, L. L. et al. Escarificação de sementes para desenvolvimento em plântulas de açaizeiro. Revista Agro@mbiente On-line, v. 9, n. 1, p. 72-78, , 2015. http://doi.org/10.5327/Z1982-8470201500011909.

Souza, M. F. et al. Emergência e desenvolvimento inicial de sementes de Dimorphandra mollis Benth. em campo. Revista Brasileira de Plantas Medicinais, v. 18, n. 1, p. 186-190, 2016. http://dx.doi.org/10.1590/1983-084X/15_066.

Tavares, D. V. L. et al. Metodologia de quebra de dormência em sementes de sucupira-branca. Revista Conexão Eletrônica, v. 12, n. 1, p. 1-9, 2015.

Zwirtes, A. L. et al. Métodos de superação de dormência em sementes de flamboyant. Pesquisa Florestal Brasileira, v. 33, n. 74, p. 463-467, 2013. https://doi.org/10.4336/2013.pfb.33.76.568.

Downloads

Publicado

2020-05-21

Como Citar

AGUIAR, F. I. dos S.; SILVA, R. C. da; COSTA, R. M.; REIS, C. dos S.; FARIAS, M. F. de; PARRA-SERRANO, L. J. Eficiência de diferentes métodos para superação da dormência em sementes de Dimorphandra mollis. Pesquisa Florestal Brasileira, [S. l.], v. 41, 2020. DOI: 10.4336/2021.pfb.41e201901953. Disponível em: https://pfb.cnpf.embrapa.br/pfb/index.php/pfb/article/view/1953. Acesso em: 28 nov. 2021.

Edição

Seção

Artigos Científicos