Avaliação Simultânea de Produtividade, Adaptabilidade e Estabilidade Genotípica de Eucalyptus grandis em Distintos Ambientes do Estado de São Paulo

José Elidney Pinto Júnior, José Alfredo Sturion, Marcos Deon Vilela de Resende, Pedro Ronzelli Júnior

Resumo


As estatísticas Média Harmônica dos Valores Genéticos (MHVG), Performance Relativa dos Valores Genéticos (PRVG) e Média Harmônica da Performance Relativa dos Valores Genéticos (MHPRVG) preditos foram usadas como medidas para fornecer e facilitar a interpretação de estabilidade genotípica e adaptabilidade de plantas, empregando-as como distintos critérios à simulação de seleção por produtividade, estabilidade e adaptabilidade ou pelos três atributos simultaneamente, tendo sido estimadas pela metodologia dos modelos mistos com efeitos genéticos assumidos como aleatórios. Testes de progênies de Eucalyptus grandis W.Hill ex Maiden foram avaliados por meio do programa computacional SELEGEN-REML/BLUP, para a obtenção das referidas estatísticas e também para a identificação dos melhores indivíduos e progênies para compor uma população de melhoramento e sua respectiva utilização em pomares de sementes por mudas ou clonal. Cinqüenta e três progênies de três procedências australianas foram, assim, testadas nos municípios paulistas de Mogi Guaçu, Boa Esperança do Sul e Caçapava, sob delineamento de blocos de famílias compactas, com número de repetições variável por local e parcelas lineares de seis plantas cada, no espaçamento de 3 m x 2 m. Complementarmente, duas formas de padronização ou correção de dados foram empregadas, visando avaliar a sua eficiência na redução da heterogeneidade das variâncias genética, ambiental e fenotípica presentes. As estatísticas de MHVG, PRVG e MHPRVG mostraram-se úteis à simulação da seleção de indivíduos pelos atributos considerados, fornecendo opções para a escolha de estratégias e critérios de seleção mais oportunos, ao considerar os distintos valores de ganhos genéticos preditos. Adicionalmente, os resultados das análises conjuntas de locais confirmaram que ganhos de alta magnitude podem ser obtidos no crescimento em diâmetro, com a seleção de indivíduos baseada nos seus valores genéticos, tanto pelo desbaste dos testes, transformando-os opcionalmente em pomares de sementes por mudas, como por meio da propagação vegetativa dos melhores indivíduos para um pomar clonal de sementes. Considerados os valores obtidos para a correlação genética entre os locais, uma única população selecionada e um único pomar clonal de sementes podem ser estabelecidos para o atendimento de regiões representativas dos três locais testados, implicando em economia de tempo e recursos financeiros. A estimativa da herdabilidade individual, no sentido restrito, foi obtida a partir das estimativas da variabilidade genética, para o crescimento em diâmetro à altura do peito (DAP), nos três locais estudados. A adoção de estratégias e critérios propostos para seleção permitirá compor uma população selecionada com duzentos indivíduos de maiores valores genéticos, com número efetivo de progênies adequado, propiciando ganhos para DAP de 12,89 % a 24,33 %, em relação à média, no estabelecimento de um pomar de sementes por mudas. A seleção dos 20 indivíduos com os maiores valores genéticos aditivos, para o estabelecimento de um pomar clonal de sementes, poderá propiciar ganhos em DAP de 17,18 % a 50,95 %, em relação à média. Por sua vez, a seleção dos 20 indivíduos, com os maiores valores genotípicos, para o estabelecimento de um jardim clonal, poderá propiciar ganhos em DAP de 22,40% a 82,16 %, em relação à média, em plantações clonais resultantes do material selecionado em questão. 

Palavras-chave


Genética quantitativa, modelos mistos, melhoramento de eucalipto, predição de valores genéticos, REML/BLUP.

Texto completo:

PDF




Direitos autorais 2011

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

INDEXADORES:

ASP / Ebsco, AGRIS, Agrobase / Binagre , BDPA, CABI Direct, CCN, CIRS, Diadorim , DOAJ, e.journals, Forestry Compendium, Genamics JournalSeek, Google Acadêmico, Journals for free, Latindex, Livre, Miar, OasisbrPortal da Capes, RCAAP, Road, Sabiia, Scilit, Redib

.

Pesquisa Florestal Brasileira
Brazilian Journal of Forestry Research

 

Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional