Efeito do Sombreamento sobre o Teor de Clorofila e Crescimento Inicial do Jequitibá-rosa

Gizelda Maia Rego, Edilberto Possamai

Resumo


Com o objetivo de avaliar os efeitos de períodos de sombreamento sobre o crescimento inicial e concentrações de clorofila em mudas de jequitibá- rosa (Cariniana legalis), foi instalado um experimento no viveiro de pesquisa da Embrapa Florestas, em Colombo, PR. O delineamento experimental foi o de blocos ao acaso, com cinco tratamentos e quatro repetições. Os tratamentos estabelecidos foram: 100 % (pleno sol); 70 %; 64 %, 44 % e 34 % de radiação solar incidente. A altura e diâmetro do coleto foram monitorados em intervalos de 30 dias, dos 60 aos 180 dias após a emergência (DAE). O peso da matéria seca total, aérea e radicial, área foliar, clorofila a e b e clorofila total, foram medidos aos 180 DAE. O percentual de 63,07 % de RFA (radiação fotossinteticamente ativa) proporcionou o maior crescimento em altura das mudas. As maiores médias de diâmetro do coleto ocorreram com as mudas submetidas a pleno sol. O oposto foi observado com a área foliar, onde observaram-se as maiores médias quando as mudas foram submetidas ao maior percentual de sombreamento (34 % de luminosidade). O acúmulo de matéria seca total foi estimado para 54,40 % de RFA. Os teores de clorofila a e b foram  maiores nas folhas das mudas sombreadas. Concluiu-se que mudas do jequitibá-rosa, em sua fase inicial, apresentam bom crescimento quando cultivadas na faixa de 54 % a 64 % de luminosidade. 

Palavras-chave


Espécie florestal, plântulas, mudas, luminosidade, radiação solar.

Texto completo:

PDF




Direitos autorais 2011

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

INDEXADORES:

ASP / EbscoAGRISAgrobase / Binagre , BDPACABI DirectCCNDiadorim , DOAJe.journalsForestry CompendiumGenamics JournalSeekGoogle AcadêmicoJournals for freeLatindexLivreMiarOasisbrPeriodicaPortal da CapesRCAAPRoadSabiiaScilitRedib.

 

Pesquisa Florestal Brasileira
Brazilian Journal of Forestry Research

 

Este periódico é afiliado à Associação Brasileira de Editores Científicos.


Os originais publicados na Pesquisa Florestal Brasileira estão disponibilizados de acordo com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional