Efeito do Sombreamento sobre o Teor de Clorofila e Crescimento Inicial do Jequitibá-rosa

Autores

  • Gizelda Maia Rego Embrapa Florestas
  • Edilberto Possamai Departamento de Fitotecnia e Fitossanitarismo da UFPR

Palavras-chave:

Espécie florestal, plântulas, mudas, luminosidade, radiação solar.

Resumo

Com o objetivo de avaliar os efeitos de períodos de sombreamento sobre o crescimento inicial e concentrações de clorofila em mudas de jequitibá- rosa (Cariniana legalis), foi instalado um experimento no viveiro de pesquisa da Embrapa Florestas, em Colombo, PR. O delineamento experimental foi o de blocos ao acaso, com cinco tratamentos e quatro repetições. Os tratamentos estabelecidos foram: 100 % (pleno sol); 70 %; 64 %, 44 % e 34 % de radiação solar incidente. A altura e diâmetro do coleto foram monitorados em intervalos de 30 dias, dos 60 aos 180 dias após a emergência (DAE). O peso da matéria seca total, aérea e radicial, área foliar, clorofila a e b e clorofila total, foram medidos aos 180 DAE. O percentual de 63,07 % de RFA (radiação fotossinteticamente ativa) proporcionou o maior crescimento em altura das mudas. As maiores médias de diâmetro do coleto ocorreram com as mudas submetidas a pleno sol. O oposto foi observado com a área foliar, onde observaram-se as maiores médias quando as mudas foram submetidas ao maior percentual de sombreamento (34 % de luminosidade). O acúmulo de matéria seca total foi estimado para 54,40 % de RFA. Os teores de clorofila a e b foram  maiores nas folhas das mudas sombreadas. Concluiu-se que mudas do jequitibá-rosa, em sua fase inicial, apresentam bom crescimento quando cultivadas na faixa de 54 % a 64 % de luminosidade. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2011-03-08

Como Citar

REGO, G. M.; POSSAMAI, E. Efeito do Sombreamento sobre o Teor de Clorofila e Crescimento Inicial do Jequitibá-rosa. Pesquisa Florestal Brasileira, [S. l.], n. 53, p. 179, 2011. Disponível em: https://pfb.cnpf.embrapa.br/pfb/index.php/pfb/article/view/210. Acesso em: 24 out. 2021.

Edição

Seção

Artigos Científicos

Artigos Semelhantes

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.