Danos causados por Ctenarytaina spatulata Taylor, 1977 (Hemiptera: Psyllidae) em Eucalyptus grandis Hill. ex Maiden.

Dalva Luiz de Queiroz Santana, Keti M. R. Zanol, Paulo Cesar Botosso, Patricia Póvoa de Mattos

Resumo


Os danos de Ctenarytaina spatulata Taylor, 1977 foram caracterizados em observações realizadas em campo,  laboratório e casa de vegetação. Os primeiros danos de C. spatulata em Eucalyptus grandis são provocados  pela postura, ficando uma pequena mancha preta, onde o ovo é depositado, que evolui para manchas maiores,  podendo levar a seca da gema. Os espécimens eliminam grandes quantidades de líquidos ricos em  açúcares “honeydew”, que se acumulam sobre folhas e  ponteiros, propiciando a proliferação de fungos formadores de fumagina e fungos fitopatogênicos. As  plantas atacadas ficam com as folhas deformadas,  menores que as normais, encarquilhadas, com falhas  entre as nervuras e com fumagina.  Conseqüentemente, a capacidade fotossintética  diminui. Com os danos provocados pelas picadas,  posturas, acúmulo de fumagina, aparecimento de  fungos oportunistas e a morte dos brotos, a planta  perde a dominância apical, ocorrendo uma  superbrotação no local. O ataque de C. spatulata causa uma diminuição do diâmetro das plantas e encurtamento dos internódios, ocasionando uma maior  fragilidade na área onde há esta formação. Cortes  anatômicos do caule, infestado com C. spatulata, mostram que a parte interna do lenho, na região onde  houve um superbrotamento, apresenta grande  concentração de fibras gelatinosas, que são menos  lignificadas. Estas fibras conferem menor resistência ao  caule das plantas, tornando-o frágil e susceptível a  quebra em função de ventos ou mesmo pelo próprio  peso. Além disto, as plantas atacadas apresentaram  modificações anatômicas quanto ao arranjo dos poros e  maior espessamento da casca.

Palavras-chave


Pragas florestais, pragas exóticas, pragas do eucalipto, psilídeo.

Texto completo:

PDF




Direitos autorais 2011

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

INDEXADORES:

ASP / Ebsco, AGRIS, Agrobase / Binagre , BDPA, CABI Direct, CCN, CIRS, Diadorim , DOAJ, e.journals, Forestry Compendium, Genamics JournalSeek, Google Acadêmico, Journals for free, Latindex, Livre, Miar, OasisbrPortal da Capes, RCAAP, Road, Sabiia, Scilit, Redib

.

Pesquisa Florestal Brasileira
Brazilian Journal of Forestry Research

 

Este periódico é afiliado à Associação Brasileira de Editores Científicos.


Os originais publicados na Pesquisa Florestal Brasileira estão disponibilizados de acordo com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional