Interação entre reguladores vegetais, épocas do ano e tipos de substrato no enraizamento de estacas caulinares de Sapium glandulatum (Vell.) Pax. (pau-de-leite)

Alex Caetano Pimenta, Katia Christina Zuffellato-Ribas, Brás Heleno de Oliveira, Antonio Aparecido Carpanezzi, Henrique Soares Koehler

Resumo


O pau-de-leite (Sapium glandulatum (Vell.) Pax., Euphorbiaceae) é uma árvore nativa de vários biomas  brasileiros, com grande interesse para a recuperação  de ecossistemas degradados devido à sua rusticidade e ornitocoria intensa. Contudo, sua propagação sexuada é difícil, uma vez que a maioria das flores é masculina  e a porcentagem de germinação das sementes é muito baixa. Durante os anos de 2001 e 2002, foram realizados trabalhos de propagação vegetativa via estaquia na Embrapa Florestas (Colombo-PR), com  estacas semilenhosas de 15 cm de comprimento e  duas metades de folhas, coletadas nas quatro estações  do ano. As bases das estacas foram tratadas com 0, 6000 e 12000 mg L-1 ácido indol butírico (IBA),  sozinho ou associado com 100 mg L-1 de uniconazol  (UZ) em solução por 10 segundos. Posteriormente, as  estacas foram plantadas em caixas de polipropileno  contendo vermiculita e casca de arroz carbonizada,  sendo mantidas em casa-de-vegetação com  nebulização por 70 dias. Cada tratamento foi repetido  quatro vezes, com 20 estacas por parcela, num  delineamento inteiramente casualizado em arranjo  fatorial de seis tratamentos aplicados às estacas e dois  ubstratos. Cada época do ano foi analisada  separadamente, perfazendo um total de 960 estacas  por época. Paralelamente, foi realizada uma segunda  análise num delineamento inteiramente casualizado  em arranjo fatorial de três doses de IBA na presença e ausência de UZ. A maior porcentagem de enraizamento  (11,3%) ocorreu na primavera de 2001  com 6000 mg L-1 IBA + 100 mg L-1 UZ no substrato  casca de arroz carbonizada. A mortalidade das estacas  foi superior a 88% em todas as épocas e tratamentos  estudados.

Palavras-chave


Estaquia, auxina, ácido indol butírico, uniconazol

Texto completo:

PDF




Direitos autorais 2011

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

INDEXADORES:

ASP / Ebsco, AGRIS, Agrobase / Binagre , BDPA, CABI Direct, CCN, CIRS, Diadorim , DOAJ, e.journals, Forestry Compendium, Genamics JournalSeek, Google Acadêmico, Journals for free, Latindex, Livre, Miar, OasisbrPortal da Capes, RCAAP, Road, Sabiia, Scilit, Redib

.

Pesquisa Florestal Brasileira
Brazilian Journal of Forestry Research

 

Este periódico é afiliado à Associação Brasileira de Editores Científicos.


Os originais publicados na Pesquisa Florestal Brasileira estão disponibilizados de acordo com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional