Influência da irrigação no crescimento de mudas de Schinus terebinthifolius

Weslley Wilker Corrêa Morais, Felipe Susin, Magnos Alan Vivian, Maristela Machado Araújo

Resumo


O objetivo foi avaliar o desenvolvimento de mudas de Schinus terebinthifolius em diferentes lâminas de irrigação efetiva. O experimento foi instalado na casa de vegetação do viveiro florestal do Departamento de Ciências Florestais da Universidade Federal de Santa Maria. O delineamento utilizado foi o de blocos ao acaso consistindo em quatro tratamentos, com três blocos. Os tratamentos avaliados foram 8, 10, 12 e 14 mm de água diária, respectivamente T1, T2, T3 e T4. A produção das mudas foi realizada em tubetes de 280 cm³, preenchidos com substrato, composto a base de casca de Pinus e fertilizante. A avaliação do crescimento das mudas foi realizada através das seguintes características: altura da parte aérea (APA), diâmetro do colo (D), massa seca de raiz (MSR), massa seca da parte aérea (MSPA), massa seca total (MST) e relação APA/D. O tratamento T3 apresentou o melhor desempenho em relação às características avaliadas, seguido do T2. Assim, pode-se inferir que a produção de mudas de Schinus terebenthifolius necessita de uma lâmina de água diária em torno de 10 mm, a qual é menor do que a necessária para outras espécies pioneiras.

 

doi: 10.4336/2012.pfb.32.69.23


Palavras-chave


Aroeira vermelha, Lâmina d’água, Características morfológicas

Texto completo:

PDF




Direitos autorais 2012

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

INDEXADORES:

ASP / EbscoAGRISAgrobase / Binagre , BDPACABI DirectCCNDiadorim , DOAJe.journalsForestry CompendiumGenamics JournalSeekGoogle AcadêmicoJournals for freeLatindexLivreMiarOasisbrPeriodicaPortal da CapesRCAAPRoadSabiiaScilitRedib.

 

Pesquisa Florestal Brasileira
Brazilian Journal of Forestry Research

 

Este periódico é afiliado à Associação Brasileira de Editores Científicos.


Os originais publicados na Pesquisa Florestal Brasileira estão disponibilizados de acordo com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional