Enraizamento de Perfilhos de Pupunheira (Bactris gasipaes)

Anderson Luiz Augusto Tracz, Ivar Wendling, Antonio Nascim Kalil Filho, Álvaro Figueredo dos Santos, Marguerite Germanine Ghislaine Quoirin

Resumo


Objetivou-se, neste trabalho, aprimorar a técnica de manejo e preparo dos perfilhos e verificar o efeito de progênies e substratos no enraizamento de perfilhos de pupunheira (Bactris gasipaes Kunth. var. gasipaes Henderson). As médias de sobrevivência variaram entre 26,6 % e 60 %, e as de enraizamento de 3,3 % a 10 %. As médias de sobrevivência de progênies variaram de 16,6 % a 26,6 % e as de enraizamento de 10 % a 16,6 %. O modo de extração, a presença de raízes e base intumescida, a presença da base do perfilho e do tecido rizógeno influenciam na taxa de enraizamento dos perfilhos.

 

Doi: 10.4336/2009.pfb.58.69


Palavras-chave


Palmaceae; propagação vegetativa; progênies; substrato

Texto completo:

PDF




Direitos autorais 2010

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

INDEXADORES:

ASP / EbscoAGRISAgrobase / Binagre , BDPACABI DirectCCNDiadorim , DOAJe.journalsForestry CompendiumGenamics JournalSeekGoogle AcadêmicoJournals for freeLatindexLivreMiarOasisbrPeriodicaPortal da CapesRCAAPRoadSabiiaScilitRedib.

 

Pesquisa Florestal Brasileira
Brazilian Journal of Forestry Research

 

Este periódico é afiliado à Associação Brasileira de Editores Científicos.


Os originais publicados na Pesquisa Florestal Brasileira estão disponibilizados de acordo com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional