Desempenho Silvicultural e Produtivo de Eucalipto sob Diferentes Arranjos Espaciais em Sistema Agrossilvipastoril

Tadário Kamel de Oliveira, Renato Luiz Grisi Macedo, Nelson Venturin, Emílio Manabu Higashikawa

Resumo


A produção de madeira de eucalipto para serraria está condicionada a longos ciclos de corte, maiores espaçamentos e tratos silviculturais específicos, e permite o consórcio com espécies produtoras de grãos e forragem. Objetivou-se avaliar e caracterizar a dinâmica de crescimento e produtividade de eucalipto, sob diferentes arranjos espaciais em sistema agrossilvipastoril. O experimento foi implantado em área de cerrado, com mudas clonais de um híbrido natural de Eucalyptus camaldulensis Dehnh com E. urophylla S.T. Blake, em consórcio com arroz no primeiro ano, soja no segundo e Brachiaria brizantha nos seguintes. O delineamento utilizado foi o de blocos casualizados com onze tratamentos (arranjos espaciais) e cinco repetições, com parcelas subdivididas no tempo (18, 27, 38 e 51 meses após o plantio). Constatou-se que o volume de madeira por planta não mostrou diferença entre os distintos arranjos até 18 meses, sendo maior nos arranjos mais amplos a partir dos 27 meses. A partir de 38 meses, quanto maior a área útil por árvore, maior o diâmetro à altura do peito. Até quatro anos, os arranjos 3,33 m x 2 m; 3,33 m x 3 m e 5 m x 2 m são indicados para maior produção de madeira em termos quantitativos e os arranjos 10 m x 3 m e 10 m x 4 m, para produção de madeira com maiores dimensões.

 

doi: 10.4336/2009.pfb.60.01


Palavras-chave


Eucalyptus, espaçamento; crescimento; silvipastoril; sistema agroflorestal

Texto completo:

PDF




Direitos autorais 2010

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

INDEXADORES:

ASP / EbscoAGRISAgrobase / Binagre , BDPACABI DirectCCNDiadorim , DOAJe.journalsForestry CompendiumGenamics JournalSeekGoogle AcadêmicoJournals for freeLatindexLivreMiarOasisbrPeriodicaPortal da CapesRCAAPRoadSabiiaScilitRedib.

 

Pesquisa Florestal Brasileira
Brazilian Journal of Forestry Research

 

Este periódico é afiliado à Associação Brasileira de Editores Científicos.


Os originais publicados na Pesquisa Florestal Brasileira estão disponibilizados de acordo com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional