Ganho esperado na seleção de progênies de Pinus elliottii var. elliottii em idade precoce para produção de madeira

Juliana Prado Moreira, Jarbas Yukio Shimizu, Valderês Aparecida Sousa, Mario Luis Teixeira de Moraes, Nara Fernandes Moura, Ananda Virgínia de Aguiar

Resumo


Pinus elliotti var. elliottii é a segunda espécie mais utilizada em reflorestamentos nas regiões subtropicais do Brasil, devida a sua boa performance na produção de madeira e resina. Assim, o objetivo do presente trabalho foi estimar os parâmetros genéticos e predizer os ganhos genéticos possíveis mediante seleções em idade precoce em progênies de P. elliottii para a produção de madeira. O experimento foi estabelecido no delineamento em blocos completos casualizados, com 76 tratamentos (75 progênies de um pomar de sementes clonal e um controle de plantio comercial), no espaçamento de 3 m x 3 m. A altura total foi avaliada no primeiro, segundo e terceiro anos após o plantio e o diâmetro a 1,30 m do solo (DAP) somente no terceiro ano após o plantio. O volume individual de madeira e o incremento médio anual foram calculados com base nesses caracteres. As análises de deviance e as estimativas dos parâmetros genéticos foram realizadas com o programa Selegen-REML/BLUP. Variação genética significativa foi detectada entre progênies. As herdabilidades individuais no sentido restrito foram de 0,25 e 0,42 em DAP e altura, respectivamente. Conclui-se que a variação genética é suficientemente alta para possibilitar ganhos genéticos mediante seleção dos indivíduos e progênies mais produtivos, visando à composição de pomares de sementes e plantios comerciais, tendo sido observado genótipos mais produtivos do que o plantio comercial.

Palavras-chave


REML/BLUP; Correlações; Diversidade genética; Ganho de seleção; Melhoramento genético

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.4336/2014.pfb.34.78.488



Direitos autorais 2014

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

INDEXADORES:

ASP / Ebsco, AGRIS, Agrobase / Binagre , BDPA, CABI Direct, CCN, CIRS, Diadorim , DOAJ, e.journals, Forestry Compendium, Genamics JournalSeek, Google Acadêmico, Journals for free, Latindex, Livre, Miar, OasisbrPortal da Capes, RCAAP, Road, Sabiia, Scilit, Redib

.

Pesquisa Florestal Brasileira
Brazilian Journal of Forestry Research

 

Este periódico é afiliado à Associação Brasileira de Editores Científicos.


Os originais publicados na Pesquisa Florestal Brasileira estão disponibilizados de acordo com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional