Modelagem do teor de carbono orgânico em solos de fragmentos de Cerrado de Januária e Bonito de Minas, Minas Gerais

Vinícius Augusto Morais, Carlos Alberto Silva, José Roberto Soares Scolforo, José Márcio Mello, Emanuel José Gomes de Araújo, Edson Aquiles de Assis

Resumo


O carbono orgânico total do solo (C) é regulado por fatores climáticos, altitude, textura e profundidade do solo. Em função do maior armazenamento em superfície, é comum o modelo exponencial se ajustar aos teores de C do perfil de solo. Objetivou-se estudar a influência de fatores climáticos, altitude e profundidade sobre o C armazenado em solos de cinco fragmentos de Cerrado localizados nos municípios de Januária e Bonito de Minas, MG. Amostras de solo foram coletadas nas camadas de 0-10, 10-20, 20-40, 40-60 e 60-100 cm de profundidade. Os teores máximo e mínimo de C variaram em função do local de coleta, fragmento e camada de solo amostrada. Maiores variações nos teores de C foram observadas para a camada de 0-10 cm, cujos teores de C não se correlacionaram com a biomassa de raiz e de serrapilheira e com outras variáveis condicionantes do C-solo testadas.  São disponibilizadas equações logarítmicas específicas para cada um dos cinco fragmentos, para se estimar os teores de carbono a partir da temperatura, precipitação, altitude e camada de solo, até a profundidade de 100 cm.


Palavras-chave


Mudanças climáticas; Raiz; Serrapilheira; Carbono orgânico total

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.4336/2013.pfb.33.76.507



Direitos autorais 2013

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

INDEXADORES:

ASP / Ebsco, AGRIS, Agrobase / Binagre , BDPA, CABI Direct, CCN, CIRS, Diadorim , DOAJ, e.journals, Forestry Compendium, Genamics JournalSeek, Google Acadêmico, Journals for free, Latindex, Livre, Miar, OasisbrPortal da Capes, RCAAP, Road, Sabiia, Scilit, Redib

.

Pesquisa Florestal Brasileira
Brazilian Journal of Forestry Research

 

Este periódico é afiliado à Associação Brasileira de Editores Científicos.


Os originais publicados na Pesquisa Florestal Brasileira estão disponibilizados de acordo com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional