Sistemas Agroflorestais no Brasil: Uma abordagem sobre a estocagem de carbono.

Carlos Moreira Miquelino Eleto Torres, Laércio Antônio Gonçalves Jacovine, Silvio Nolasco de Oliveira Neto, Daniel Brianezi, Eliana Boaventura Bernardes Moura Alves

Resumo


Os sistemas agroflorestais são ferramentas integrantes das políticas públicas brasileira para mudanças climáticas, que visam à mitigação das emissões desses gases. Dada a importância destas ferramentas na estocagem de carbono na superfície terrestre e sua contribuição na minimização das mudanças climáticas é preciso avaliar o seu potencial de estocagem de carbono, de forma a balizar políticas públicas de incentivo às atividades. Neste sentido, objetivou-se levantar os dados de pesquisa disponíveis que demonstrem a estocagem de carbono de diferentes modelos de sistemas agroflorestais. As pesquisas indicam que há uma grande variação no incremento médio em carbono nos sistemas, variando de 1,26 a 11,19 t C ha-1 ano-1, dependendo da sua estrutura. Assim, entende-se que a identificação do potencial de estocagem de carbono deve ser um dos fatores a serem considerados nos incentivos à implantação dos sistemas Agroflorestais. Por fim, infere-se que esses sistemas são de grande importância para a mitigação de emissão de GEE e para tornar práticas agropecuárias ambientalmente mais sustentáveis.


Palavras-chave


Sequestro de carbono, SAF, Sistemas de uso do solo

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.4336/2014.pfb.34.79.633



Direitos autorais 2014

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

INDEXADORES:

ASP / EbscoAGRISAgrobase / Binagre , BDPACABI DirectCCNDiadorim , DOAJe.journalsForestry CompendiumGenamics JournalSeekGoogle AcadêmicoJournals for freeLatindexLivreMiarOasisbrPeriodicaPortal da CapesRCAAPRoadSabiiaScilitRedib.

 

Pesquisa Florestal Brasileira
Brazilian Journal of Forestry Research

 

Este periódico é afiliado à Associação Brasileira de Editores Científicos.


Os originais publicados na Pesquisa Florestal Brasileira estão disponibilizados de acordo com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional