Crescimento e partição da biomassa de mudas de mulungu sob adubação fosfatada e inoculação micorrízica

Tiago de Sousa Leite, Rômulo Magno Oliveira de Freitas, Jeferson Luiz Dallabona Dombroski, Moadir de Sousa Leite, Mara Raquel de Oliveira Rodrigues

Resumo


O objetivo desse estudo foi avaliar o crescimento inicial e partição da biomassa de mudas de mulungu (Erythrina velutina Willd.) submetidas a diferentes doses de fósforo na presença e ausência de fungos micorrízicos arbusculares (FMA’s). Foi utilizado o delineamento experimental em blocos ao acaso, num esquema fatorial 5 x 2, com quatro blocos e três plantas por unidade experimental. Os tratamentos foram compostos pela combinação de cinco doses de fósforo (0, 50, 100, 150 e 200 mg de P.kg de solo-1), utilizando-se como fonte o adubo superfosfato simples, e presença ou ausência de FMA’s. Aos 98 dias após a semeadura (DAS) foram avaliadas as variáveis: altura da parte aérea, diâmetro do colo, número de folhas, índice de conteúdo de clorofila foliar, matéria seca das folhas, caules e raízes, área foliar, índice de qualidade de Dickson e relação altura/diâmetro do colo. A dose de 200 mg.kg-1 de P mostrou- se a mais eficiente para produção de mudas de mulungu, mas com uma diminuição significativa na associação biológica dessa espécie com rizobactérias. A distribuição de biomassa entre os órgãos das mudas não foi alterada entre diferentes doses de P, não havendo benefícios na utilização de FMA’s até aos 98 DAS.

Palavras-chave


Matéria seca; Área foliar; Índice de qualidade de Dickson

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.4336/2014.pfb.34.80.642



Direitos autorais 2014

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

INDEXADORES:

ASP / Ebsco, AGRIS, Agrobase / Binagre , BDPA, CABI Direct, CCN, CIRS, Diadorim , DOAJ, e.journals, Forestry Compendium, Genamics JournalSeek, Google Acadêmico, Journals for free, Latindex, Livre, Miar, OasisbrPortal da Capes, RCAAP, Road, Sabiia, Scilit, Redib

.

Pesquisa Florestal Brasileira
Brazilian Journal of Forestry Research

 

Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional