Fitossociologia em uma mata de restinga paludosa na Mata do Totó, Pelotas, RS

Tiago Schuch Lemos Venzke, Gabriel Kaster Herter, Vilmar Luciano Mattei

Resumo


Foi analisada a florística e a estrutura do componente arbóreo de uma mata de restinga paludosa na Praia do Totó, porção sul da Laguna dos Patos, Município de Pelotas, RS, Brasil (31º43’39”S e 52º12’04”W). A amostragem fitossociológica foi realizada em uma área de 0,1 ha. Foram incluídos todos os indivíduos com DAP ≥ 4,8 cm. Foi encontrada uma riqueza de 23 espécies, 20 gêneros e 15 famílias, sendo duas espécies ameaçadas de extinção. A densidade foi estimada em 3.480 ind. ha-1. As espécies mais importantes na estrutura da floresta foram Ocotea sp., Myrcia multiflora, Psidium cattleianum, Ocotea pulchella, Myrsine lorentziana, Citharexyllum myrianthum, Ilex dumosa, Syagrus romanzoffiana, Guapira opposita e Sebastiania brasiliensis. A diversidade (H’) foi de 2,174 nats.ind.-1 enquanto que a equabilidade (J) foi de 0,684. A estrutura da floresta, o número de táxons e a diversidade foram similares aos encontrados em inventários realizados nas matas de restinga paludosa na Planície Costeira do Brasil. Estes parâmetros devem ser considerados no licenciamento ambiental e em projetos de restauração ecológica dessa formação florestal.


Palavras-chave


Árvores; Ecologia Florestal; Floresta Turfosa; Planície Costeira; Praia do Laranjal

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.4336/2015.pfb.35.82.648



Direitos autorais 2015

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

INDEXADORES:

ASP / Ebsco, AGRIS, Agrobase / Binagre , BDPA, CABI Direct, CCN, CIRS, Diadorim , DOAJ, e.journals, Forestry Compendium, Genamics JournalSeek, Google Acadêmico, Journals for free, Latindex, Livre, Miar, OasisbrPortal da Capes, RCAAP, Road, Sabiia, Scilit, Redib

.

Pesquisa Florestal Brasileira
Brazilian Journal of Forestry Research

 

Este periódico é afiliado à Associação Brasileira de Editores Científicos.


Os originais publicados na Pesquisa Florestal Brasileira estão disponibilizados de acordo com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional