Equações segmentadas de perfil do tronco geradas a partir da equação que descreve sólidos geométricos

Valdir Carlos Lima de Andrade, Agostinho Lopes de Souza, Natalino Calegário

Resumo


Neste trabalho, a partir da equação: y=bxr, desenvolveu-se uma metodologia que vincula os diferentes sólidos geométricos em quatro segmentos do tronco de árvores em pé. Foram utilizados dados de 1.297 árvores cubadas do híbrido entre Eucalyptus urophylla e Eucalyptus grandis para análises preliminares e dados independentes de outras 65 árvores cubadas para validação da metodologia desenvolvida quanto à predição do perfil do tronco e dos volumes. Os critérios de avaliação da qualidade e adequação da metodologia basearam-se na análise gráfica dos desvios e estatísticas de desvio percentual médio, erro padrão residual, exatidão obtida pelo teste de qui- quadrado e análise de variância por meio do delineamento inteiramente casualizado em parcelas subdivididas com aplicação do teste de Dunnett, ambos ao nível de 0,05 de significância. Concluiu-se que a partir de um sólido geométrico, ou protótipo dendrométrico otimizado, é possível simular a cubagem de árvores em pé, medindo-se apenas os diâmetros do tronco situados em: 0,3 m, 1,3 m, h-2/2, h-1,25/1,25 e a altura total h, cujos procedimentos foram incluídos em uma metodologia denominada método da altura relativa com dois diâmetros (hr2D).

Palavras-chave


Estatística experimental; Dendrometria; Cubagem rigorosa

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.4336/2014.pfb.34.80.654



Direitos autorais 2014

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

INDEXADORES:

ASP / Ebsco, AGRIS, Agrobase / Binagre , BDPA, CABI Direct, CCN, CIRS, Diadorim , DOAJ, e.journals, Forestry Compendium, Genamics JournalSeek, Google Acadêmico, Journals for free, Latindex, Livre, Miar, OasisbrPortal da Capes, RCAAP, Road, Sabiia, Scilit, Redib

.

Pesquisa Florestal Brasileira
Brazilian Journal of Forestry Research

 

Este periódico é afiliado à Associação Brasileira de Editores Científicos.


Os originais publicados na Pesquisa Florestal Brasileira estão disponibilizados de acordo com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional