Equações para estimar área foliar de folíolos de Acrocomia aculeta

Clenilso Sehnen Mota, Helio Garcia Leite, Marco Antonio Oliva Cano

Resumo


O objetivo desse estudo foi desenvolver um modelo estatístico empírico, para estimar a superfície foliar, por um método não destrutivo, de folíolos de plantas jovens e adultas da palmeira macaúba. Foram coletados oito folíolos por folha, quatro em cada lado e duas folhas por plantas, em lados opostos, totalizando 16 folíolos em cada uma das cinco plantas, por estádio fenológico (jovens e adultas). Foram avaliados um total de 80 folíolos para cada estádio fenológico. Individualmente, cada folíolo teve sua área (AF), comprimento (C) e largura (L) mensurados. Foram testados modelos lineares, com e sem o intercepto, e um modelo potencial, empregando as variáveis independentes C, L e C*L. As equações com coeficiente de determinação inferior a 0,90 foram descartadas e o uso da variável combinada C*L resultou em maior exatidão e melhor distribuição dos resíduos, ao empregar a relação funcional y= β0xβ1. Assim, a área de folíolos de macaúba pode ser estimada pela equação AF=0,4683CL1,1104.


Palavras-chave


Método não destrutivo; Ajuste de equações; Superfície foliolar

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.4336/2014.pfb.34.79.684



Direitos autorais 2014

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

INDEXADORES:

ASP / EbscoAGRISAgrobase / Binagre , BDPACABI DirectCCNDiadorim , DOAJe.journalsForestry CompendiumGenamics JournalSeekGoogle AcadêmicoJournals for freeLatindexLivreMiarOasisbrPeriodicaPortal da CapesRCAAPRoadSabiiaScilitRedib.

 

Pesquisa Florestal Brasileira
Brazilian Journal of Forestry Research

 

Este periódico é afiliado à Associação Brasileira de Editores Científicos.


Os originais publicados na Pesquisa Florestal Brasileira estão disponibilizados de acordo com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional