Aplicação do Índice de Tora Podada para Pinus taeda e Pinus elliottii

Denise Jeton Cardoso, Julio Eduardo Arce

Resumo


A avaliação da qualidade da madeira clear produzida em plantações podadas de Pinus é necessária, especialmente, para definir preço e conhecer o potencial de aproveitamento. O índice de tora podada (ITP), valor utilizado no Chile e na Nova Zelândia para caracterizar a qualidade das toras, é função de  variáveis mensuráveis de cada tora, como diâmetro com defeitos, diâmetro a 1,3 m da extremidade maior e razão entre o volume do cilindro comum a toda extensão da tora e o volume da cubagem obtido pelo método de Smalian. O presente trabalho teve como objetivo avaliar o uso do ITP para toras de Pinus elliottii aos 24 anos e Pinus taeda aos 19 anos de idade, colhidas nas regiões de Ibaiti, PR, e Itapeva, SP. Os valores de ITP não passaram de 2,3, indicando ocorrência de pouca madeira clear nas toras. Isto foi comprovado com o resultado da laminação, em que o volume potencialmente clear em relação ao volume das toras variou entre 52% e 55%, mas 10,3% no máximo foi transformado em lâminas clear. O procedimento de laminação no torno mostrou-se adequado, pois permitiu a medição do diâmetro do núcleo nodoso no instante do surgimento do nó. O ITP mostrou-se aplicável para as condições do Brasil.


doi: 10.4336/2010.pfb.30.62.119


Palavras-chave


Poda, índice de tora podada, madeira clear, Pinus, lâminas torneadas.

Texto completo:

PDF




Direitos autorais 2010

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

INDEXADORES:

ASP / Ebsco, AGRIS, Agrobase / Binagre , BDPA, CABI Direct, CCN, CIRS, Diadorim , DOAJ, e.journals, Forestry Compendium, Genamics JournalSeek, Google Acadêmico, Journals for free, Latindex, Livre, Miar, OasisbrPortal da Capes, RCAAP, Road, Sabiia, Scilit, Redib

.

Pesquisa Florestal Brasileira
Brazilian Journal of Forestry Research

 

Este periódico é afiliado à Associação Brasileira de Editores Científicos.


Os originais publicados na Pesquisa Florestal Brasileira estão disponibilizados de acordo com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional