Diagnostico parcial da arborização viária sob rede elétrica na regional oeste de Minas Gerais

Altamir Fernandes de Oliveira, José Aldo Alves Pereira, Silvério José Coelho, Gabriel de Assis Pereira

Resumo


Este trabalho teve como objetivo realizar um diagnóstico parcial da arborização viária sob a rede de energia elétrica, em cinco cidades da Regional Oeste de Minas Gerais, que mais apresentaram desligamentos de energia por causa de conflitos com árvores. Foram identificadas 186 árvores, distribuídas em 17 espécies de origem exótica e 30 espécies de origem nativa. As espécies mais frequentes foram Poincianella pluviosa (30,43%), seguida de Ligustrum lucidum (10,86%), Michelia champaca (6,52%) e Schinus molle (4,89%), que juntas perfizeram 52,7% das árvores avaliadas. 84,78% das árvores estavam localizadas em ruas com largura superior a 7 m. 36,55% das árvores estavam plantadas em calçadas com largura mínima de 2 m e apresentaram altura da primeira bifurcação superior a 1,80 m. As podas realizadas por causa de conflitos com a rede elétrica, equivaleram a 40,22%. As árvores com altura maior ou igual a 6 m compuseram 72,83% da população amostral. Em conclusão, Foi verificado que não há um plano de manejo arbóreo-urbano sob a rede elétrica adequado, visto que a frequência de árvores, se concentram em poucas espécies que eram em sua maioria de médio e grande porte.


Palavras-chave


Árvore; Fiação elétrica; Gestão pública; Índices de diversidade; Poda

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.4336/2016.pfb.36.85.749



Direitos autorais 2016

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

INDEXADORES:

ASP / Ebsco, AGRIS, Agrobase / Binagre , BDPA, CABI Direct, CCN, CIRS, Diadorim , DOAJ, e.journals, Forestry Compendium, Genamics JournalSeek, Google Acadêmico, Journals for free, Latindex, Livre, Miar, OasisbrPortal da Capes, RCAAP, Road, Sabiia, Scilit, Redib

.

Pesquisa Florestal Brasileira
Brazilian Journal of Forestry Research

 

Este periódico é afiliado à Associação Brasileira de Editores Científicos.


Os originais publicados na Pesquisa Florestal Brasileira estão disponibilizados de acordo com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional