Avaliação temporal dos conflitos de uso do solo na bacia hidrográfica do rio Formoso, Tocantins

Kaio Cesar Cardoso de Lima Fonseca Alves, Marcelo Ribeiro Viola, Patrícia Aparecida de Souza, Marcos Giongo, Carlos Rogério de Mello

Resumo


A importância das áreas de preservação permanente (APP) encontra-se na função ambiental de manter, preservar e conservar os recursos hídricos e ecossistemas existentes nas bacias hidrográficas. Objetivou-se com o presente trabalho delimitar e quantificar as APP’s de cursos d’água e áreas antropizadas nos limites destas na bacia hidrográfica do rio Formoso, TO. As APP's foram delimitadas considerando-se os limites determinados pelo Código Florestal Brasileiro, sendo amostradas as APP’s dos cursos d'água principais de nível hierárquico 4. O traçado manual da rede de drenagem, a delimitação automática das APP’s e a classificação visual dos conflitos de uso do solo a partir de imagens LANDSAT 5 TM dos anos de 1985, 1998 e 2011 foram realizadas no Sistema de Informações Geográficas ArcGIS. Constatou-se que as APP's dos cursos d’água amostradas no presente estudo representam 1,14% (24.491,35 ha) da área de drenagem da bacia do rio Formoso. Para o ano de 1985 quantificou-se uma área de 3.616,48 ha de conflitos de uso do solo na bacia, passando para 3.341,25 ha em 1998 e 3.345,37 ha em 2011. Tendo-se em vista a intensiva expansão agrícola observada na bacia do rio Formoso nas últimas décadas, a retração da área de conflitos de uso do solo entre 1985 e 1998 e sua posterior manutenção, pode ser associada às alterações na legislação ambiental.

Palavras-chave


Área de preservação permanente; Geotecnologias; ArcGIS; Legislação Ambiental

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.4336/2015.pfb.35.83.820



Direitos autorais 2015

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

INDEXADORES:

ASP / Ebsco, AGRIS, Agrobase / Binagre , BDPA, CABI Direct, CCN, CIRS, Diadorim , DOAJ, e.journals, Forestry Compendium, Genamics JournalSeek, Google Acadêmico, Journals for free, Latindex, Livre, Miar, OasisbrPortal da Capes, RCAAP, Road, Sabiia, Scilit, Redib

.

Pesquisa Florestal Brasileira
Brazilian Journal of Forestry Research

 

Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional