Bancos de sementes do solo em pastagens na Amazônia Central

Joanne Régis Costa, Danielle Mitja, Niwton Leal Filho

Resumo


Este estudo investigou os bancos de sementes em pastagens implantadas na região de Manaus (Amazonas, Amazônia Central). Em quatro pastagens, foram coletadas 20 amostras de solo de 15 x 15 cm na profundidade de 0 cm a 5 cm e 6 amostras nas profundidades de 5 cm a 10 cm e 10 a 30 cm. Para a contagem e identificação das sementes utilizou-se o método de emergência de plântulas em casa de vegetação. As plântulas foram identificadas por morfotipo e, quando possível, até o nível de espécie. O acompanhamento foi feito durante nove meses. Verificou-se a existência de diferença significativa entre as densidades de sementes das quatro pastagens, variando de 304 a 6153 sementes por metro quadrado, na profundidade de 0 a 5 cm, o que mostra uma alta variação entre as áreas. O número de espécies variou de 17 a 27 na camada superficial. Os bancos de sementes apresentaram-se constituídos predominantemente por herbáceas e espécies lenhosas pioneiras, características de ambientes perturbados. A sucessão vegetal que se desenvolverá necessitará de um intervalo de tempo maior para apresentar estratos arbustivos-arbóreos com maior importância e a floresta será, provavelmente, bem menos heterogênea que a original.


Palavras-chave


Solo; Estoque de sementes; Regeneração de pastagens; Amazônia

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.4336/2013.pfb.33.74.431



Direitos autorais 2013

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

INDEXADORES:

ASP / Ebsco, AGRIS, Agrobase / Binagre , BDPA, CABI Direct, CCN, CIRS, Diadorim , DOAJ, e.journals, Forestry Compendium, Genamics JournalSeek, Google Acadêmico, Journals for free, Latindex, Livre, Miar, OasisbrPortal da Capes, RCAAP, Road, Sabiia, Scilit, Redib

.

Pesquisa Florestal Brasileira
Brazilian Journal of Forestry Research

 

Este periódico é afiliado à Associação Brasileira de Editores Científicos.


Os originais publicados na Pesquisa Florestal Brasileira estão disponibilizados de acordo com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional