Modelagem da biomassa da regeneração natural em plantio de Pinus

Autores

DOI:

https://doi.org/10.4336/2016.pfb.36.87.1091

Palavras-chave:

Peso, Copa, Pinus taeda

Resumo

 Dados confiáveis de biomassa são muito importantes na avaliação de ecossistemas, e auxiliam no entendimento da contribuição das florestas nas mudanças climáticas. Variáveis que descrevem o porte da árvore, como diâmetro e altura, estão associadas diretamente com a biomassa, o que permite o uso de modelos de regressão para a estimativa desse elemento. Este trabalho se propôs estimar, por modelos de regressão, a biomassa de diferentes compartimentos de árvores de regeneração natural em um plantio de Pinus taeda L. Os dados foram obtidos por meio do método destrutivo direto, utilizando-se 100 árvores selecionadas aleatoriamente no sub-bosque de um povoamento de P. taeda. Foram analisados três modelos aritméticos, três logarítmicos e dois modelos desenvolvidos pelo processo Stepwise. As equações logarítmicas desenvolvidas pelo procedimento Stepwise apresentaram as melhores estimativas para a biomassa aérea total e do fuste. Entretanto, para os compartimentos acículas e galhos, os melhores ajustes foram observados com o modelo de Husch, e para a predição da biomassa do sistema radicular, o modelo de Berkhout mostrou-se o mais adequado.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rafael Cubas, Universidade do Contestado

http://lattes.cnpq.br/9731122526802930

Emanuel Arnoni Costa, Universidade Federal de Santa Maria

http://lattes.cnpq.br/3148281244996421

César Augusto Guimarães Finger, Universidade Federal de Santa Maria

http://lattes.cnpq.br/4560830097463830

Viviane Zaniz Maydanchen, Universidade do Contestado

http://lattes.cnpq.br/8951012030556854

Referências

Batista, J. L. F. et al. Quantificação de recursos florestais: árvores, arvoredos e florestas. São Paulo: Oficina de Textos, 2014. 384 p.

Bezerra, A. M. et al. Seleção de variáveis em modelos matemáticos dos parâmetros de cultivo do camarão marinho Litopenaeus vannamei. Pesquisa Agropecuária Brasileira, v. 42, n. 3, p. 385-391, 2007. DOI: 10.1590/S0100-204X2007000300012.

Campos, J. C. C. & Leite, H. G. Mensuração florestal: perguntas e respostas. Viçosa, MG: Ed. da UFV, 2002. 407 p.

Campos, M. A. A. Balanço de biomassa e nutrientes em povoamentos de Ilex paraguariensis: avaliação na safra e na safrinha. 1991. 160 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Florestais) - Universidade Federal do Paraná, Curitiba.

Carbonera Pereira, J. et al. Produção de biomassa em um povoamento de Acacia mearnsii De Wild no Estado do Rio Grande do Sul. Revista Árvore, v. 21, n. 4, p. 521-526, 1997.

Epagri (Florianópolis, SC). Dados e informações biofísicas da Unidade de planejamento Regional Planalto Norte Catarinense - UPR 4. Florianópolis, 2001.

Fayolle, A. et al. Tree allometry in Central Africa: testing the validity of pantropical multi-species allometric equations for estimating biomass and carbon stocks. Forest Ecology and Management, v. 305, p. 29-37, 2013. DOI: 10.1016/j.foreco.2013.05.036.

Finger, C. A. G. Fundamentos de biometria florestal. Santa Maria, RS: UFSM/FATEC/CEPEF, 1992. 269 p.

Lima, A. L. de et al. Estoques de carbono e emissões de gases de efeito estufa na agropecuária brasileira. Brasília, DF: Embrapa, 2012. 347 p.

Marques, A. C. Planejamento da paisagem da Floresta Nacional de Três Barras (Três Barras - SC): subsídios ao plano de manejo. 2007. 145 f. Dissertação (Mestrado em Geografia) - Universidade Federal do Paraná, Curitiba.

Mello, S. L. & Gonçalves, J. L. M. Equações para estimar a biomassa da parte aérea e do sistema radicular em povoamentos de Eucalyptus grandis em sítios com produtividades distintas. Revista Árvore, v. 32, n. 1, p. 101-111, 2008. DOI: 10.1590/S0100-67622008000100012.

Miranda, D. L. C. de et al. Equações alométricas para estimativa de biomassa e carbono em árvores de reflorestamentos de restauração. Revista Árvore, v. 35, n. 3, supl. 1, p. 679-689, 2011. DOI: 10.1590/S0100-67622011000400012.

Ritchie, M. W. et al. Aboveground tree biomass for Pinus ponderosa in Northeastern California. Forests, v. 4, n. 1, p. 179-196, 2013. DOI: 10.3390/f4010179.

Salis, S. M. et al. Estimating the aboveground biomass and wood volume of savana wooklands in Brazil´s Pantanal wetlands based on allometric correlations. Forest Ecology and Management, v. 228, n. 103, p. 61-68, 2006. DOI: 10.1016/j.foreco.2006.02.025.

SAS Institute. The SAS System for Windows. Cary, 2004.

Schikowski, A. B. et al. Modelagem do crescimento e de biomassa individual de Pinus. Pesquisa Florestal Brasileira, v. 33, n. 75, p. 269-278, 2013. DOI: 10.4336/2013.pfb.33.75.503.

Schumacher, M. V. et al. Biomassa e nutrientes no corte raso de um povoamento de Pinus taeda L. de 27 anos de idade em Cambará do Sul - RS. Ciência Florestal, v. 23, n. 2, p. 321-332, 2013. DOI: 10.5902/198050989278.

Schumacher, M. V. Aspectos da ciclagem de nutrientes e do microclima em talhões de Eucalyptus camaldulensis Dehnh Eucalyptus grandis Hill ex Maiden e Eucalyptus torelliana F. Muell. 1992. 87 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Florestais) - Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz, Piracicaba.

Segura, M. & Andrade, H. J. ¿Cómo construir modelos alométricos de volumen, biomasa o carbono de espécies leñosas perennes? Agroforestería de las Américas, n. 46, p. 89-96, 2008.

Silveira, P. Ajuste de modelos matemáticos para estimar biomassa aérea em Floresta Ombrófila Densa. Floresta, v. 30, n. 4, p. 743-752, 2009. DOI: 10.5380/rf.v39i4.16309.

Silveira, P. et al. O estado da arte na estimativa de biomassa e carbono em formações florestais. Floresta, v. 38, n. 1, 2008. DOI: 10.5380/rf.v38i1.11038.

Soares, C. P. B. et al. Dendrometria e inventário florestal. 2. ed. Viçosa, MG: Ed. da UFV, 2012. 272 p.

Souza, R. F. et al. Modelagem da biomassa total e da lenha por unidade de área para bracatingais nativos. Revista Árvore, v. 38, n. 1, p. 53-62, 2014. DOI: 10.1590/S0100-67622014000100005.

Souza, R. F. de. et al. Modelagem do carbono orgânico total e da lenha por unidade de área para bracatingais nativos. Ciência Florestal, v. 23, n. 1, p. 117-127, 2013. DOI: 10.5902/198050988446.

Urbano, E. et al. Modelagem da biomassa aérea em bracatingais nativos da região metropolitana de Curitiba. Floresta, v. 38, n. 2, p. 361-372, 2008. DOI: 10.5380/rf.v38i2.11631.

Watzlawick, L. F. & Caldeira, M. V. W. Estimativa de biomassa e carbono orgânico em povoamentos de Pinus taeda L. com diferentes idades. Biomassa & Energia, v. 1, n. 4, p. 371-380, 2004.

Downloads

Publicado

30-09-2016

Como Citar

CUBAS, Rafael; COSTA, Emanuel Arnoni; GUIMARÃES FINGER, César Augusto; MAYDANCHEN, Viviane Zaniz. Modelagem da biomassa da regeneração natural em plantio de Pinus. Pesquisa Florestal Brasileira, [S. l.], v. 36, n. 87, p. 303–310, 2016. DOI: 10.4336/2016.pfb.36.87.1091. Disponível em: https://pfb.cnpf.embrapa.br/pfb/index.php/pfb/article/view/1091. Acesso em: 19 abr. 2024.

Edição

Seção

Artigos Científicos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

Artigos Semelhantes

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.