Biologia floral da candeia (Eremanthus erythropappus, Asteraceae)

Autores

  • Fábio de Almeida Vieira Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Unidade Acadêmica Especializada em Ciências Agrárias
  • Cristiane Gouvêa Fajardo Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Centro de Biociências, Depto de Biologia Celular e Genética
  • Dulcinéia de Carvalho Universidade Federal de Lavras, Laboratório de Melhoramento Florestal e Recursos Genéticos

DOI:

https://doi.org/10.4336/2012.pfb.32.72.477

Palavras-chave:

Antese, Viabilidade de pólen, Visitantes florais, Óleo essencial

Resumo

O objetivo deste trabalho foi examinar e documentar a biologia floral e os polinizadores da candeia (Eremanthus erythropappus) em uma população natural, sendo estudados a antese, a morfologia floral, a receptividade estigmática, a viabilidade de pólen e os visitantes florais. As flores pequenas (10,17 mm de comprimento) são cor de rosa, hermafroditas e organizadas em densos capítulos (média = 29 flores). Foi observada alta porcentagem de pólen viável (77,25%) e relativamente pouca disponibilidade de néctar para os visitantes florais (0,63 μL). As abelhas Apis mellifera e Trigona sp. foram os visitantes mais frequentes. Os comprimentos dos botões, estiletes e flores variaram significativamente entre plantas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Fábio de Almeida Vieira, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Unidade Acadêmica Especializada em Ciências Agrárias

Doutor em Engenharia Florestal pela Universidade Federal de Lavras, MG (UFLA). Atualmente é Professor Adjunto II da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN). Tem experiência na área de Genética e Ecologia Florestal, atuando nos temas: conservação genética, ecologia molecular e reprodutiva, experimentação e melhoramento florestal. É professor permanente do Programa de Pós-Graduação em Ciências Florestais. Tem orientações em projetos de Iniciação Científica e de Pós-Graduação; vice-líder do Grupo de Pesquisa "Florestas, Bioenergia e Meio ambiente".

Cristiane Gouvêa Fajardo, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Centro de Biociências, Depto de Biologia Celular e Genética

 Doutoranda em Ecologia, Mestre em Agronomia (Genética e Melhoramento de Plantas) pela Universidade Federal de Lavras, MG (UFLA). Atualmente é doutoranda em Ecologia pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte, RN (UFRN).

Dulcinéia de Carvalho, Universidade Federal de Lavras, Laboratório de Melhoramento Florestal e Recursos Genéticos

Professora Associada, Doutora em Microbiologia Florestal - École Nationale de Génie Rurale Des Eaux et Des Forêts (e pós-doutorado no Royal Botanic Gardens Kew, Inglaterra). Departamento de Ciências Florestais.

Downloads

Publicado

17-12-2012

Como Citar

VIEIRA, Fábio de Almeida; FAJARDO, Cristiane Gouvêa; CARVALHO, Dulcinéia de. Biologia floral da candeia (Eremanthus erythropappus, Asteraceae). Pesquisa Florestal Brasileira, [S. l.], v. 32, n. 72, p. 477, 2012. DOI: 10.4336/2012.pfb.32.72.477. Disponível em: https://pfb.cnpf.embrapa.br/pfb/index.php/pfb/article/view/402. Acesso em: 21 jun. 2024.

Edição

Seção

Notas Científicas

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

Artigos Semelhantes

1 2 3 4 5 6 7 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.