Dinâmica de preços e quantidades exportadas de produtos florestais brasileiros, 1995-2013

Thiago Taglialegna Salles, Crismeire Isbaex, Márcio Lopes da Silva, Sebastião Renato Valverde, Tarço Murilo Oliveira Luz

Resumo


O objetivo deste artigo foi analisar as variações no preço e na quantidade exportada de polpa de celulose, painéis de madeira, madeira serrada e papel pelo Brasil e a sua relação com a demanda e oferta, no período 1995-2013. Foram organizados graficamente dados da FAO relacionados à variação de preço e à quantidade exportada ao longo dos anos, sendo calculadas suas taxas de variação média anual através de modelos de tendência. Influenciadas pela vantagem competitiva na produção de matéria prima e por investimentos no setor, as taxas anuais de variação para exportação de polpa de celulose e de papel foram iguais a 10,13% e 2,60%, respectivamente. Relacionadas com a dinâmica da economia dos EUA, as taxas para exportações de painéis de madeira e madeira serrada foram 5,94% e -0,0087%, respectivamente. As taxas de variação dos preços foram iguais a -3,73% para polpa de celulose, -2,35% para madeira serrada, -7,35% para painéis de madeira e -5,10% para papel. As tendências de preço acompanharam a cotação do dólar. A oferta de polpa de celulose, painéis de madeira e de papel disponibilizada pelo Brasil no mercado internacional aumentou entre 1995 e 2013. No entanto, foi observada queda na demanda de madeira serrada, no período analisado.

Palavras-chave


Comércio internacional; Comércio de produtos florestais; Economia florestal

Texto completo:

PDF

Referências


Almeida, A. N. de et al. Evolução da produção e preço dos principais produtos florestais não madeireiros extrativos do Brasil. Cerne, v. 15, n. 3, p. 282-287, 2009.

Almeida, A. N. de et al. Mercado de madeiras tropicais: substituição na demanda de exportação. Acta Amazonica, v. 40, n. 1, p. 119-126, 2010. DOI: 10.1590/S0044-59672010000100015.

Anuário Estatístico da ABRAF 2006: ano-base 2005. Brasília, DF, 2006. 80 p. Disponível em: . Acesso em: 17 ago. 2015.

Anuário Estatístico da ABRAF 2013: ano-base 2012. Brasília, DF, 2013. 148 p. Disponível em: . Acesso em: 17 ago. 2015.

Amorim, G. Construção residencial nos Estados Unidos e exportações de produtos de madeira paranaenses. Análise Conjuntural, v. 36, n. 3-4. p. 9-14, 2014.

Associação Brasileira de Celulose e Papel. Dados do Setor: março - 2014. São Paulo: Bracelpa, 2014b. Disponível em: . Acesso em: 07 ago. 2015.

Brasil, A. A. et al. Demanda de exportação de painéis de madeira do Brasil. Floresta, v. 33, n. 2, p. 135-146, 2003. DOI: 10.5380/rf.v33i2.2268.

Brasil. Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior. Exportação-importação dos setores industriais por intensidade tecnológica. 2015. Disponível em: . Acesso em: 08 maio 2015.

Bureau of Labor Statistics. CPI inflation calculator: databases, tables & calculators by subject. Washington, DC, 2015. Disponível em: . Acesso em: 8 maio 2015.

Coelho, M. R. F. & Berger, R. Competitividade das exportações brasileiras de móveis no mercado internacional: uma análise segundo a visão desempenho. Revista da FAE, v. 7, n. 1, p. 51-65, 2004.

Coelho, M. R. F. & Coelho, M. H. Panorama da indústria de celulose e papel no Brasil: 2001 a 2011. Floresta, v. 43, n. 3, p. 463-474, 2013. DOI: 10.5380/rf.v43i3.28280.

Conjuntura BRACELPA. São Paulo: BRACELPA, n. 64, mar. 2014a. Disponível em: . Acesso em: 07 ago. 2015.

Fao. FAOSTAT. Disponível em: . Acesso em: 8 mar. 2015.

Gomes, F. P. Crescimento da economia e demanda de recursos florestais no Brasil. 2014. 135 f. Dissertação (Mestrado em Economia) - Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis.

Gujarati, D. N. Econometria básica. 3. ed. São Paulo: Makron Books, 2000. 846 p.

Macedo, A. R. P. & Roque, C. A. L. Painéis de madeira. Disponível em: . Acesso em: 21 maio 2015.

Mankiw, N. G. Introdução à economia. São Paulo: Cengage Learning, 2009. 852 p.

Medeiros, V. X. & Fontes, R. M. Competitividade das exportações brasileiras de celulose no mercado internacional. Revista Brasileira de Economia e Sociologia Rural, v. 32, n. 2, p. 105-121, 1994.

Noce, R. et al. O desempenho do Brasil nas exportações de madeira serrada. Revista Árvore, v. 27, n. 5, p. 695-700, 2003. DOI: 10.1590/S0100-67622003000500012.

Passos, C. R. M. & Nogami, O. Princípios de economia. 5. ed. São Paulo: Pioneira Thomson Learning, 2005. 658 p.

Pindyck, R. S. & Rubinfeld, D. L. Microeconomia. São Paulo: Prentice Hall, 2005. 641 p.

Porter, M. E. Towards a dynamic theory of strategy. Strategic Management Journal, v. 12, p. 95-117, 1991.

Radicchi, C. C. Competitividade das exportações brasileiras de celulose: uma análise do custo Brasil. 2004. 83 f. Dissertação (Mestrado em Economia Aplicada) – Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, MG.

Rezende, J. L. P. et al. O setor florestal brasileiro. Informe Agropecuário, n. 185, p. 7-14, 1996.

Soares, N. S. et al. Análise econométrica da demanda brasileira de importação de borracha natural, de 1964 a 2005. Revista Árvore, v. 32, n. 6, p. 1133-1142, 2008. DOI: 10.1590/S0100-67622008000600019.

Soares, N. S. et al. Desafios do mercado brasileiro de produtos florestais em 2011. Viçosa, MG: CIFLORESTAS, 2011a. (CIFLORESTAS. Texto técnico, fevereiro 2011). Disponível em: . Acesso em: 7 maio 2015.

Soares, N. S. et al. Fatores que contribuem para impulsionar o comércio Internacional de produtos florestais brasileiros. Viçosa, MG: CIFLORESTAS, 2011b. (CIFLORESTAS. Texto técnico, janeiro 2011). Disponível em: . Acesso em: 7 maio 2015.

Sistema Nacional de Informações Florestais. Produção florestal: comércio externo. Brasília, DF, 2013. Disponível em: . Acesso em: 16 mar. 2015.

United States Census Bureau. Population estimates. Washington, DC, 2015 Disponível em: . Acesso em: 20 maio 2015.

Valverde, S. R. et al. Desempenho das exportações brasileiras de celulose. Revista Árvore, v. 30, n. 6, p. 1017-1023, 2006. DOI: 10.1590/S0100-67622006000600017.

Valverde, S. R. et al. O comportamento do mercado da madeira de eucalipto no Brasil. Biomassa & Energia, v. 1, n. 4, p. 393-403, 2004.

Valverde, S. R. et al. Impactos dos diferentes acordos de liberalização do comércio internacional no setor florestal brasileiro. Scientia Forestalis, n. 55, p. 117-128, 1999.

Vieira, L. A. N. et al. Dimensionamento do setor florestal em Minas Gerais. Cerne, v. 12, n. 4, p. 389-398, 2006.




DOI: https://doi.org/10.4336/2016.pfb.36.88.1049



Direitos autorais 2016

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

INDEXADORES:

ASP / EbscoAGRISAgrobase / Binagre , BDPACABI DirectCCNDiadorim , DOAJe.journalsForestry CompendiumGenamics JournalSeekGoogle AcadêmicoJournals for freeLatindexLivreMiarOasisbrPeriodicaPortal da CapesRCAAPRoadSabiiaScilitRedib.

 

Pesquisa Florestal Brasileira
Brazilian Journal of Forestry Research

 

Este periódico é afiliado à Associação Brasileira de Editores Científicos.


Os originais publicados na Pesquisa Florestal Brasileira estão disponibilizados de acordo com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional