Produção Arbórea e Animal em Sistema Silvipastoril com Acácia-negra (Acacia mearnsii)

Zelia Maria de Souza Castilhos, Raquel Santiago Barro, José Flores Savian, Henrique Rogério Branco do Amaral

Resumo


Com o objetivo de avaliar o desempenho dos componentes arbóreo e animal em um sistema silvipastoril (SSP) com acácia-negra (Acacia mearnsii De Wild) e gramíneas perenes de verão, foi conduzido um trabalho em convênio com a empresa Seta S.A., na unidade da Fepagro em Tupanciretã, RS, no período de outubro de 1995 a maio de 2003. O delineamento experimental foi um bifatorial (espécie forrageira e densidade arbórea) inteiramente casualizado, com duas repetições. As espécies forrageiras (EF) avaliadas foram capim annoni (Eragrostis plana), braquiária (Brachiaria brizantha) e capim gatton (Panicum maximum cv. Gatton) nos quatro primeiros anos, e capim gatton, capim aruana (P. maximum cv. Aruana) e capim pangola (Digitaria diversinervis) para os demais anos. As densidades arbóreas (DA) testadas foram de 1.667, 1.000, 833 e 500 árvores.ha-1. Com 1.667 árvores.ha-1 houve maior rendimento de madeira em todas as avaliações, não diferindo de 1.000 árvores/ha-1 a partir do quinto ano. A produtividade animal foi mais elevada em DA de 833 e 500 árvores.ha-1, sendo respectivamente 229 e 223 kg.ha-1 de peso vivo. Aos sete anos de implantação da acácia negra, o volume de madeira foi de 166; 143; 86 e 51 m3.ha-1, respectivamente, nas densidades arbóreas de 1.667; 1.000; 833 e 500 árvores.ha-1. Para que haja um equilíbrio entre produção arbórea e animal, SSPs com densidades arbóreas entre 1.000 e 833 árvores.ha-1 apresentam-se como alternativas viáveis para os produtores rurais.

 

doi: 10.4336/2009.pfb.60.39


Palavras-chave


Sistema agroflorestal; produção animal; Panicum maximum; gramíneas perenes; pastagem; Digitaria diversinervis

Texto completo:

PDF




Direitos autorais 2010

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

INDEXADORES:

ASP / Ebsco, AGRIS, Agrobase / Binagre , BDPA, CABI Direct, CCN, CIRS, Diadorim , DOAJ, e.journals, Forestry Compendium, Genamics JournalSeek, Google Acadêmico, Journals for free, Latindex, Livre, Miar, OasisbrPortal da Capes, RCAAP, Road, Sabiia, Scilit, Redib

.

Pesquisa Florestal Brasileira
Brazilian Journal of Forestry Research

 

Este periódico é afiliado à Associação Brasileira de Editores Científicos.


Os originais publicados na Pesquisa Florestal Brasileira estão disponibilizados de acordo com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional