Fatores edafoclimáticos relacionados à produção de sementes em castanhais nativos de Roraima

Helio Tonini, Guilherme Boeira Ivanov, Frederico Dimas Fleig

Resumo


Apesar da importância socioeconômica para a Amazônia, o conhecimento sobre os fatores que influenciam a produção de frutos e sementes da castanheira-do-brasil ainda é incipiente. Neste trabalho, avaliamos a influência da precipitação e textura, alagamento e profundidade do solo na produção de sementes. Os dados foram coletados em árvores nativas monitoradas em parcelas permanentes de 9 ha (300 m x 300 m) no município de Caracaraí, RR, por cinco anos. Utilizamos a correlação de Pearson para selecionar o período de precipitação e concluímos que a precipitação do mês de setembro mostrou-se positivamente correlacionada com a produção de frutos. As variáveis de solos foram avaliadas por ANOVA. Observamos que maiores precipitações no mês de setembro, mês de transição entre a estação seca e chuvosa, se correlacionaram de forma significativa e positiva com a produção de sementes. Árvores em solos profundos e com textura franco-argilosa mostraram maior produção de sementes do que aquelas em solos pouco profundos.


Palavras-chave


Produto florestal não madeireiro; Amazônia; Floresta tropical

Texto completo:

PDF

Referências


Coollinson, C. et al. Economic viability of Brazil Nut trading in Peru. United Kingdon: University of Greenwich, 2000. 64 p.

Costa, M. C. et al. Atributos do solo relacionados com a produção de castanheira. Floresta e Ambiente, v. 24, e20150042, 2017. DOI: 10.1590/2179-8087.004215.

Fundação do Meio Ambiente Ciência e Tecnologia do Estado de Roraima. O Brasil do Hemisfério Norte: diagnóstico científico e tecnológico para o desenvolvimento. Boa Vista, 1993. 512 p.

Homma, A. K. O. et al. Castanheira-do-pará: os desafios do extrativismo para plantios agrícolas. Boletim do Museu Paraense Emilio Goeldi, v. 9, n. 2, p. 293-306, 2014.

IBGE. Produção da extração vegetal e da silvicultura. Rio de Janeiro, 2016. v. 31.

Instituto de Manejo e Certificação Florestal e Agrícola. Panorama nacional da cadeia de valor da castanha-do-brasil. Piracicaba, SP, 2016. 60 p.

Kainer, K. A. et al. Explaining variation in Brazil nut fruit production. Journal of Tropical Ecology, v. 22, p. 147-154, 2007. DOI: 10.1016/j.foreco.2007.05.024.

Lima, R. M. B. Influência dos fatores edáficos no crescimento de Bertholletia excelsa H.B.K na Amazônia. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE SISTEMAS AGROFLORESTAIS, 5, 2005. Curitiba. Anais…. Colombo: Embrapa Florestas, 2005. p. 319-321.

Locatelli, M. et al. Castanha-do-Brasil: opção para solo de baixa fertilidade na Amazônia. In: SEMINÁRIO NACIONAL DEGRADAÇÃO E RECUPERAÇÃO AMBIENTAL, 2003, Foz do Iguaçu. Anais... Foz do Iguaçu: Sobrade, 2003. p. 1–7.

Lorenzi, H. Árvores brasileiras. 4. ed. São Paulo: Instituto Plantarum, 2000. v. 1. 384 p.

Maués, M. M. Reproductive phenology and pollination of the Brazil nut tree (Bertholletia excelsa Humb. & Bonpl. lecythidaceae) in Eastern Amazonia. In: WORKSHOP ON THE CONSERVATION AND SUSTAINABLE USE OF POLLINATORS IN AGRICULTURE, WITH EMPHASIS ON BEE, 1998, São Paulo. Pollinating bees: the conservation link between agriculture and nature: proceedings. Brasília: Ministry of Environment, 2002. p. 245-254.

Müller, C. H. & Caizavara, B. B. G. Castanha-do-brasil. Belém: CPATU, 1989. 6 p. (Informações básicas, 11).

Ortiz, E. G. Brazil nut. In: Shanley, P.; Pierce, A. R.; Laird, S. A.; Guillen, A. (Ed.). Tapping the green market: certification and management of non-timber forest products. London: Earthscan, 2002. p. 61-74. (Peaple and plants conservation series).

Rathcke, B. & Lacey, E. P. Phenological patterns of terrestrial plants. Annual Review of Ecology and Systematics, v. 16, p. 179-214, 1985. DOI: 0066-4 162/85/1120-0179$02.00.

Silva, M. F. et al. Correlação entre teores de nutrientes do solo, foliar e produção da castanha-do-brasil na Amazônia sul ocidental. In: REUNIÃO DE CIÊNCIA DO SOLO DA AMAZÔNIA OCIDENTAL, 2., 2014, Porto Velho. Anais... Porto Velho: Núcleo Regional Amazônia Ocidental da Sociedade Brasileira de Ciência do Solo, 2015. p. 183-186.

Sunil, K. M. et al. Influence of weather parameters on yield and yield attributes of areca nut (Areca catechu L.). Journal of Agricultural Physics, v. 11, p. 88-90, 2011.

Tonini, H. Fenologia da castanheira-do-brasil (Bertholletia excelsa Humb. & Bonpl., Lecythidaceae) no sul do estado de Roraima. Cerne, v. 17, n. 1, 2011. DOI: 10.1590/S0104-77602011000100015.

Tonini, H. & Pedroso, C. A. Variações anuais na produção de frutos e sementes de Castanheira-do-Brasil (Bertholletia excelsa Bonpl., Lecythidaceae) em florestas nativas de Roraima. Revista Árvore, v. 38, n. 1, p. 133-144, 2014. DOI: 10.1590/S0100-67622014000100013.

Zuidema, P. A. Ecology and management of the brazil nut tree (Bertholletia excelsa). Utecht: Promab, 2003. 111 p. (Scientific series, 6).




DOI: https://doi.org/10.4336/2018.pfb.38e201701553



Direitos autorais 2018

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

INDEXADORES:

ASP / EbscoAGRISAgrobase / Binagre , BDPACABI DirectCCNDiadorim , DOAJe.journalsForestry CompendiumGenamics JournalSeekGoogle AcadêmicoJournals for freeLatindexLivreMiarOasisbrPeriodicaPortal da CapesRCAAPRoadSabiiaScilitRedib.

 

Pesquisa Florestal Brasileira
Brazilian Journal of Forestry Research

 

Este periódico é afiliado à Associação Brasileira de Editores Científicos.


Os originais publicados na Pesquisa Florestal Brasileira estão disponibilizados de acordo com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional