Zoneamento climático para plantio experimental de Pinus maximinoi no Estado de São Paulo

Elenice Fritzsons, Ananda Virginia de Aguiar, Jeniffer Grabias, Miguel Luiz Menezes de Freitas, Marcos Silveira Wrege, Luis Eduardo Mantovani

Resumo


A grande diversidade climática do Estado de São Paulo exerce influência na adaptação das espécies e na produtividade das plantações florestais e, por isto, os locais para plantio e experimentação florestal devem ser cuidadosamente escolhidos. O objetivo deste trabalho foi identificar as estações experimentais climaticamente homogêneas do Instituto Florestal de São Paulo para subsidiar o planejamento da implantação de experimentos de Pinus maximinoi. Foram selecionadas 30 áreas experimentais e os dados climáticos referentes a cada estação experimental foram organizados em planilhas, submetidos à análise de agrupamento e os resultados interpretados a partir da visualização dos dendrogramas. As exigências climáticas das espécies foram verificadas em literatura científica e nos resultados de plantios experimentais.  As áreas preferenciais para o plantio concentram-se em torno do município de Angatuba (Buri, Pirajú, Itapeva, Avaré, Itapetininga e Itararé), de clima Cwa. As áreas de Bebedouro, São José do Rio Preto e Ilha Solteira não são recomendadas ao plantio devido ao clima quente e deficiência hídrica no inverno. Tampouco Campos do Jordão é recomendada, devido às frequentes geadas. Para as localidades intermediárias poderiam ser identificados genótipos adaptados a cada região, de acordo com suas particularidades climáticas.

 

doi: 10.4336/2012.pfb.32.69.79


Palavras-chave


Melhoramento florestal, Pinus, Análise de agrupamento

Texto completo:

PDF




Direitos autorais 2012

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

INDEXADORES:

ASP / Ebsco, AGRIS, Agrobase / Binagre , BDPA, CABI Direct, CCN, CIRS, Diadorim , DOAJ, e.journals, Forestry Compendium, Genamics JournalSeek, Google Acadêmico, Journals for free, Latindex, Livre, Miar, OasisbrPortal da Capes, RCAAP, Road, Sabiia, Scilit, Redib

.

Pesquisa Florestal Brasileira
Brazilian Journal of Forestry Research

 

Este periódico é afiliado à Associação Brasileira de Editores Científicos.


Os originais publicados na Pesquisa Florestal Brasileira estão disponibilizados de acordo com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional