Divergência genética entre progênies de polinização aberta de Pinus caribaea var. hondurensis a partir de caracteres quantitativos

Wanderley dos Santos, Elton Gean Araújo, Danilla Cristina Lemos Souza, Janaína Rodrigues da Silva, Camila Regina Silva Baleroni Recco, Mário Luiz Teixeira de Moraes, Ananda Virginia de Aguiar

Resumo


Este trabalho foi realizado com o objetivo de estimar a divergência genética entre progênies de Pinus caribaea var. hondurensis, por meio de caracteres quantitativos. O experimento foi instalado em delineamento látice 10 x 10, triplo, com 100 tratamentos (96 progênies oriundas de polinização aberta de um pomar clonal da espécie e quatro testemunhas). Foram avaliados os caracteres: diâmetro a 1,30 m do solo, altura total de planta, volume cilíndrico, produção de resina total e resina por área de painel. Utilizou-se a distância generalizada de Mahalanobis (D2) e o método de otimização de Tocher. A maior distância genética observada entre as progênies foi de 100% (D2 = 65,51) e a menor foi de 0,09% (D2 = 0,15). O caractere volume foi o que mais contribuiu para a divergência genética entre os grupos avaliados. O agrupamento a partir do método de otimização de Tocher possibilitou a separação das progênies em quatro grupos, com concentração de 96,9% das progênies em um único grupo. Para que estas progênies possam ser incluídas em programas de melhoramento genético para produção de resina e madeira, cruzamentos controlados deverão ser priorizados entre indivíduos mais produtivos, que apresentaram maior divergência genética.


Palavras-chave


Melhoramento genético; Distância generalizada de Mahalanobis; Otimização de Tocher

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.4336/2016.pfb.36.86.920



Direitos autorais 2016

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

INDEXADORES:

ASP / Ebsco, AGRIS, Agrobase / Binagre , BDPA, CABI Direct, CCN, CIRS, Diadorim , DOAJ, e.journals, Forestry Compendium, Genamics JournalSeek, Google Acadêmico, Journals for free, Latindex, Livre, Miar, OasisbrPortal da Capes, RCAAP, Road, Sabiia, Scilit, Redib

.

Pesquisa Florestal Brasileira
Brazilian Journal of Forestry Research

 

Este periódico é afiliado à Associação Brasileira de Editores Científicos.


Os originais publicados na Pesquisa Florestal Brasileira estão disponibilizados de acordo com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional