Ctenarytaina spatulata, Taylor: água no solo, nutrientes minerais e suas interações com a seca dos ponteiros do eucalipto

Autores

  • Dalva Luiz de Queiroz Santana Embrapa Florestas
  • Antonio Francisco Jurado Bellote Embrapa Florestas
  • Renato Antonio Dedecek Embrapa Florestas

Palavras-chave:

Estresse hídrico, Pragas do eucalipto, Psyllidae, Entomologia

Resumo

Para o desenvolvimento deste trabalho foram utilizadas mudas de Eucalyptus grandis (Hill., ex-Maiden), plantadas em vasos de três litros, preenchidos com terra proveniente de um dos locais de ocorrência de seca dos ponteiros (Arapoti, PR). O experimento constou de seis tratamentos com variação do teor de umidade do solo, com e sem insetos, em parcelas de seis plantas, distribuídas em seis gaiolas em casa de vegetação. Três gaiolas receberam insetos e outras três, não. O experimento constou dos seguintes tratamentos: 1. PS - umidade do solo mantida no ponto de saturação; 2. CC - umidade do solo mantida na capacidade de campo; 3. 60 - umidade do solo a 60% da capacidade de campo; 4. 30 - umidade do solo a 30% da capacidade de campo; 5. A7 - alternância da umidade do solo, sendo 7 dias no ponto de saturação e 7 dias a 60% da capacidade de campo; 6. A15 - alternância de umidade do solo, sendo 15 dias no ponto de saturação e 15 dias a 30% da capacidade de campo. O acúmulo de biomassa na folha, caule, ramos e total, foi mais alto nos tratamentos com maior suprimento de água. A população de insetos também foi maior nestes tratamentos. Plantas infestadas com Ctenarytaina spatulata Taylor, 1997 apresentaram em média um menor acúmulo de biomassa, exceto para o tratamento com alternância de estresse hídrico. Um maior crescimento e produção de folhas provocaram diluição de alguns nutrientes. O estresse simplesmente pela diminuição do suprimento de água não favoreceu a população de C. spatulata, pois apesar de apresentar maiores teores de N devido ao efeito de concentração de nutrientes, pelo menor crescimento, possivelmente houve uma diminuição da quantidade de alimento adequado ao inseto.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ABDEL RAHMAN, A. A.; SHALABLY, A. F.; EL MONAYERI, M. O. Effect of moisture stress on metabolic products and ion accumulation. Plant Soil,v. 34, p. 65-90, 1971.
BARLOW, E. W. R.; MUNNS, R. E.; BRADY, C. J. Drought responses of apical meristems. In: TURNER, N. C.; KRAMER, P. J. (Ed.) Adaptation of plants to water and high temperature stress . New York: J. Wiley, 1980. p. 191-205.
BATES, T. E. Factors affecting critical nutrient concentrations in plants and their evaluation: a review. Soil Science, v. 112, p. 116-130, 1971.
BRADFORD, K. J.; HSIAO, T. C. Physiological response to moderate water stress. Encyclopedia of Plant Physiology: New Series, v. 12B, p. 263-324, 1982.
GATES, D. M; SCHMERL, R. B. Perspectives of biophysical ecology. Berlin: Springer - Verlag, 1975. 609 p.
GREEN, T. R.; RYAN, C. A. Wound-induced proinase inhibitor in plant leaves: a possible defense mechanism against insect. Science, v. 175, p. 776-777, 1972.
KILMER, V. J.; BENNETT, O. L.; STAHLY, V. F.; TIMMONS, D. R. Yield and mineral composition of eight forage species grown at four levels of soil moisture. Agronomy Journal, v. 52, p. 282-285, 1960.
KOZLOWSKI, T. T. Water supply and tree growth: part I: water deficits. Forestry Abstracts, v. 43, p. 57-95, 1982.
KRAMER, P. J. Water relations of plants. Orlando: Academic Press, 1983. 489 p.
LANDSBERG, J. J.; WYLIE, F. R. Dieback of rural trees in Australia. Geojournal, v. 17, p. 231-237, 1988.
MASCHIO, L. M. de A.; ANDRADE, F. M. de; LEITE, M. S. P.; BELLOTE, A. F. J.; FERREIRA, C. A.; IEDE, E. T.; NARDELLI, A. M. B.; AUER, C. G.; GRIGOLLETI JUNIOR, A.; WIECHETEK, M. Seca dos ponteiros do eucalipto em Arapoti, PR. In: IUFRO CONFERENCE ON SILVICULTURE AND IMPROVEMENT OF EUCLYPTS, 1997, Salvador. Proceedings. Colombo: EMBRAPA-CNPF, 1997. v. 3, p. 353-359.
MILES, P. W.; ASPINALL, D.; CORRELL, A. T. The performance of two chewing insects water-stressed food plants in relation changes in their chemical composition. Australian Journal of Zoology, v. 30, p. 347-55, 1982.
NUTTALL, W. F. Effect of soil moisture tension and amendments on yields and on herbage N, P, and S concentrations of alfalfa. Agronomy Journal, v. 68, p. 741-744, 1976.
TREGANNING, K. C.; FAGG, P. C. Seasonal rainfall and eucalyptus dieback epidemics associateal with Phitophthora cinnamomi in Gippsland, Victoria. Australian Forest Research, v. 14, p. 219-34, 1984.
VIETS JUNIOR, F. G. Water deficits and nutrient availability. In: KOZLOWSKI, T. T. (Ed.). Water deficits and plant growth. New York: Academic Press, 1972. v. 3, p. 217- 239.
WHITE, T. C. R. An index to measure weather-induced stress associated with outbreaks of psyllids in Australia. Ecology, v. 50, p. 905-909, 1969.

Downloads

Publicado

30-06-2003

Como Citar

SANTANA, Dalva Luiz de Queiroz; BELLOTE, Antonio Francisco Jurado; DEDECEK, Renato Antonio. Ctenarytaina spatulata, Taylor: água no solo, nutrientes minerais e suas interações com a seca dos ponteiros do eucalipto. Pesquisa Florestal Brasileira, [S. l.], n. 46, p. 57–67, 2003. Disponível em: https://pfb.cnpf.embrapa.br/pfb/index.php/pfb/article/view/1618. Acesso em: 24 maio. 2024.

Edição

Seção

Artigos Científicos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 3 4 > >> 

Artigos Semelhantes

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.