Teor e Redistribuição de Nutrientes nas Folhas e nos Galhos em um Povoamento de Acacia mearnsii de Wild. (Acácia-negra)

Marcos Vinicius Winckler Caldeira, Mauro Valdir Schumacher, Loiva Maria Rodrigues

Resumo


A senescência e a abscisão das folhas e dos galhos são mecanismos através dos quais as árvores reciclam os nutrientes tanto através do ciclo bioquímico,como biogeoquímico. Nesse sentido, o trabalho teve como objetivo avaliar,através da análise de folhas e galhos, a redistribuição de nutrientes entre as folhas e galhos não decíduos das árvores e as folhas e os galhos decíduos coletados nos coletores e subparcelas de um povoamento de Acacia mearnsii,com três anos de idade, plantado no Estado Rio Grande do Sul, Brasil, em solos de baixa fertilidade. Dentre os nutrientes analisados, o N de um modo geral, foi o que teve maior teor nas folhas e galhos. Em ordem crescente, o Mg, K e P foram os nutrientes que mais redistribuíram e o N e o Ca o que menos redistribuíram nas folhas e nos galhos.


Palavras-chave


Ciclagem de nutrientes; Ciclagem bioquímica; Redistribuição; Acácia-negra

Texto completo:

PDF

Referências


ATTIWILL, P. M.; GUTHRIE, H. B.; LEUNING, R. Nutrient cycling in a Eucalyptus obliqua (L’ Herit) forest. I. Litter production and nutrient return. Australian Journal of Botany, Melbourne, v. 261, p. 79-91, 1978.

AUER, C. G.; SILVA, R. Fixação de nitrogênio em espécies arbóreas. In: CARDOSO, E. J. B. N.; TSAI, S. M.; NEVES, M. C. P. Ed.). Microbiologia do solo. Campinas: Sociedade Brasileira de Ciência do Solo, 1992. p. 157-172.

BAGGIO, A. J. Estudio sobre el sistema agroforestal tradicional de la bracatinga (Mimosa scabrella Benth.) en Brasil: productividad, manejo de residuos y elaboracion de compost. 1994. 242 f. Tese (Doutorado) – Universidade Politecnica de Madrid, Escuela Tecnica Superior de Ingenieros de Montes.

BELL, D. T.; WARDS, S. C. Foliar and twig macronutrients (N, P, K, Ca and Mg) in selected species of Eucalyptus used in rehabilitation: sources of variation. Plant and Soil, Dordrecht, v. 81, p. 363-376, 1984.

BELLOTE, A. F. J. Nahrelementversorgung und wuchsleistung von gedungten Eucalyptus grandis – plantagem im cerrado von São Paulo (Brasilien). Freiburg: Institut fur Bodenkunde und Waldernahrungslehre der Albert-Ludwigs, Universitat Freiburg, 1990. 159 p. Tese apresentada para obtenção do título de Doutor.

BINKLEY, D. Forest nutrition management. New York: J. Wiley, 1986. 290 p.

BINKLEY, D.; GIARDINA, C. Nitrogen fixation in tropical forest plantaions. In: NAMBIAR, E. K. S.; BROWN, A. G. (Ed.). Management of soil, nutrients and water in plantation forests. Canberra: ACIAR, 1997. p. 297-337. (ACIAR Monograph, 43).

BLEAKLEY, S.; MATHESON, C. Patterns of morphological variation in seedlings of Acacia mearnsii De Wild. Commonwealth Forestry Review, Oxford, v. 71, n. 2, p. 101-109, 1992.

BOEGER, M. R. T. Morfologia foliar e aspectos nutricionais de espécies arbóreas em três estádios sucessionais, de Floresta Ombrófila Densa das Terras Baixa, Paranaguá, PR. 2000. 150 f. Tese (Doutorado em Ciências Florestais) – Curso de Pós-Graduação em Engenharia Florestal, Curitiba.

BOLAND, D. J.; BROOKER, M. I. H.; CHIPPENDALE, G. M.; HALL, N.; HYLAND, B. P. M.; JOHNSTON, R. D.; KLEINIG, D. A.; TURNER, J. D. Forest trees of Australia. Melbourne: Thomas Nelson: CSIRO, 1984. 687 p.

BOOTH, T. H.; JOVANOVIC, T. Climatology of Acacia mearnsii. 1. Characteristics of natural sites and exotic plantations. New Forests, v. 2, p.17-30, 1988.

BURKART, A. Leguminosae. In: BURKART, A.; BURKART, N. S. T.; BACIGALUPO, N. M. Flora ilustrada de Entre Rios (Argentina). Buenos Aires: INTA, 1987. p. 442-738. (INTA. Coleccíon Cientifica del INTA, t. 6, n. 3).

CALDEIRA, M. V. W.; PEREIRA, J. C.; SCHUMCHER, M. V.; DELLA-FLORA, J. B.; SANTOS, E. M. Comparações entre as concentrações de nutrientes nas folhas e no folhedo em um povoamento de Acacia mearnsii De Wild. Revista Árvore, Viçosa, v. 23, n. 4, p. 489-492, 1999b.

CALDEIRA, M. V. W. PEREIRA, J. C.; SCHUMCHER, M. V.; DELLA-FLORA, J. B.; SANTOS, E. M. Concentração e redistribuição de nutrientes nas folhas e no folhedo em um povoamento de Acacia mearnsii De Wild. no Rio Grande do Sul. Ciência Florestal, Santa Maria, v. 9, n. 1, p. 19-24, 1999a.

CALDEIRA, M. V. W. Quantificação da biomassa e do conteúdo de nutrientes em diferentes procedências de Acácia-negra (Acacia mearnsii De Wild.). Santa Maria: UFSM, 1998. 96 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Florestais) – Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria.

CAMILLO, S. B. A. Influência dos fatores do sítio, espaçamento e idade na concentração e produção de tanino em povoamentos de Acacia mearnsii De Wild. 1997. 48 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Florestais) – Curso de Pós-Graduação em Engenharia Florestal, Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria.

CAMPOS, M. A. A. Balanço de biomassa e nutrientes em povoamentos de Ilex paraguariensis avaliação na safra e na safrinha. 1991. 106 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Florestais) - Universidade Federal do Paraná, Curitiba.

CARVALHO, P. E. R. Espécies arbóreas de usos múltiplos na região sul do Brasil In: CONGRESSO BRASILEIRO SOBRE SISTEMAS AGROFLORESTAIS, 1.; ENCONTRO SOBRE SISTEMAS AGROFLORESTAIS NOS PAISES DO MERCOSUL, 1., 1994, Porto Velho. Anais. Colombo: Embrapa-CNPF, 1994. v. 1, p. 289-320. (Embrapa-CNPF. Documentos, 27).

CRONQUIST, A. The evolution and classification of flowering plants. Boston: Houghton Mifflin, 1968. 396 p.

CUEVAS, E.; MEDINA, E. Nutrient cycling in the conservation of soil fertility in the tropics. In: CONGRESSO LATINOAMERICANO DE CIENCIA DO SOLO, 13., 1996, Águas de Lindóia. [Anais]: Solo Suelo 96. Piracicaba: ESALQ: Sociedade Latinoamericana de Ciência do Solo: Sociedade Brasileira de Ciência do Solo: Centro de Estudos Ambientais: Sociedade Brasileira de Microbiologia, 1996. 1CD-ROM.

DRIESSCHE, R. van den. Prediction of mineral status of trees by foliar analysis. The Botanical Review, New York, v. 40, p. 347-394, 1984.

EMBRAPA. Serviço Nacional de Levantamento e Conservação de Solos. Sistema brasileiro de classificação levantamento de solos. Rio de Janeiro, 1999. 412 p.

FIFE, D. N.; NAMBIAR, E. K. S. Accumulation and retranslocation of mineral nutrients in developing needles in relation to seasonal growth young radiate pine trees. Annals of Botany, v. 50, n. 6, p. 817-829, 1987.

FRANCO, A. A.; CAMPELLO, E. F. C.; MONTEIRO, E. M. S.; FARIAS, S. M. Revegetação de solos degradados. Rio de Janeiro: Embrapa-CNPBS, 1992. 9 p. (Embrapa-CNPBS. Comunicado Técnico, 9).

FROUFE, L. C. M.; FRANCO, A. A.; FARIA, S. M.; CAMPELLO, E. F. C. Reciclagem de nutrientes via folhas - serapilheira de Eucalyptus grandis e Albizia guachapele cultivados em sistemas puros e consorciados. REUNIÃO BRASILEIRA DE FERTILIDADE DO SOLO E NUTRIÇÃO DE PLANTAS, 23.; REUNIÃO BRASILEIRA SOBRE MICORRIZAS, 7.; SIMPÓSIO BRASILEIRO DE MICROBIOLOGIA DO SOLO, 5.; REUNIÃO BRASILEIRA DE BIOLOGIA DO SOLO, 2., 1997. Caxambu. Resumos. Lavras: UFLA: SBCS: SBM, 1998. p. 559.

GARCÍA del BARRIO, J. M. Compartimentos y fluyos de biomasa y nutrientes en un pinar de Pinus sylvestris L. en el Monte de Valsaín. Madrid: Carretera de La Corunã, 2000. 178 p. (Monografías INIA: Forestal, 2).

GONÇALVES, J. L. M.; MELLO, S. L. M. O sistema radicular das árvores. In: GONÇALVES, J. L. M.; BENEDETTI, V. (Ed.). Nutrição e fertilização florestal. Piracicaba: ESALQ, 2000. p. 221-267.

GONÇALVES, J. L. M.; POGGIANI, F.; STAPE, J. L.; SERRANO, M. I. P.; MELLO, S. L. M.; MENDES, K. C. F. S.; JORGE, L. A. C. Efeito de práticas de cultivo mínimo e intensivo do solo sobre a ciclagem nutrientes, fertilidade do solo, configuração do sistema radicular e nutrição de povoamentos de Eucalyptus grandis. Piracicaba: [s.n.], 1997. 94 p. Relatório final de pesquisa FAPESP, Processo nº. 1994/4248-4.

HEELMISAARI, H. S. Nutrient retranslocation in three Pinus sylvestris stands. Forest Ecology and Management, v. 51, p. 347-367, 1992.

HUTCHINSON, J. The genera of flowering plants (Angiospermae). Oxford: Clarendon Press, 1964. v. 1, 516 p.

IPAGRO. Atlas agroclimático do Estado do Rio Grande do Sul. Porto Alegre, 1989. 3 v.

JORDAN, C. F. Nutrient cycling in tropical forest ecosystems. New York: J. Wiley, 1985. 190 p.

KOZLOWSKI, T. T.; KRAMER, P. J.; PALLARDY, S. G. The physiological ecology of woody plants. San Diego: Academic Press, 1991. 657 p.

KOZLOWSKI, T. T.; PALLARDY, S. G. Physiological of woody. 2. ed. San Diego: Academic Press, 1996. 432 p.

LIMA, W. P. O reflorestamento com eucalipto e os seus impactos ambientais. São Paulo: Artpress, 1987. 162 p.

MAGALHÃES, L. M. S.; BLUM, W. E. H. Concentração e distribuição de nutrientes nas folhas de espécies florestais, na Amazônia Ocidental. Floresta e Ambiente, Rio de Janeiro, v. 6, n. 1, p. 127-137, jan./dez., 1999.

MALAVOLTA, E. Elementos da nutrição mineral de plantas. São Paulo: Ceres, 1980. 251 p.

MALAVOLTA, E.; MALAVOLTA, M. L. Diagnose foliar: princípios e aplicações. In: BULL, L. T.; ROSOLEN, C. A. (Ed.). Interpretação de análise química de solo e planta para fins de adubação. Botucatu: FEPAE, 1989. p. 227-308.

MANTOEFEL, J. C. Reflorestamento no setor privado: acacicultura. In: SEMINÁRIO SOBRE SITUAÇÃO FLORESTAL DO RIO GRANDE DO SUL, 1., 1991, Santa Maria. Anais... Santa Maria: Universidade Federal de Santa Maria, 1991. p. 108-114.

MARCHIORI, J. N. C. Dendrologia das angiospermas: leguminosas. Santa Maria: Ed. UFSM, 1997. 200 p.

MARSCHNER, H. Mineral nutrition of higher plants. San Diego: Academic Press, 1997. 889 p.

McWILLIAM, J. R. Foreword. In: TURNBULL, J. W. (Ed). Australian acacias in developing countries: proceedings of an international workshop held at the Forestry Training Centre, Gympie, Qld., Australia, 4-7 august 1986. Camberra: ACIAR, 1987. p. 5. (ACIAR. Proceedings, 16).

MEDRADO, M. J. S.; CARVALHO, P. E. R. Espécies de múltiplo propósito para uso em sistemas agroflorestais. In: SEMINÁRIO ESPÉCIES NÃO TRADICIONAIS PARA PLANTIOS COM FINALIDADES PRODUTIVAS E AMBIENTAIS, 1998, Curitiba. Anais... Curitiba: Embrapa-CNPF, 1998. p. 129-168.

MILLER, H. G. Dynamic of nutrient cycling in plantations ecosystems. In: BOWEN, G. D.; NAMBIAR, E. K. S. (Ed.). Nutrition of plantation forest. Londres: Academic Press, 1984. p. 53-78.

MIYAZAWA, M.; PAVAN, M.; MURAOKA, T.; CARMO, C. A. F. S.; MELLO, W. J. Análises químicas micas de tecido vegetal. In: SILVA, F. C. (Ed.). Manual de análises químicas de solos, plantas e fertilizantes. Brasília: Embrapa Comunicação para Transferência de Tecnologia, 1999. p. 171-223.

MORENO, J. A. Clima do Rio Grande do Sul. Porto Alegre: Secretaria da Agricultura, 1961. 42 p.

NEW, T. R. Classification and phylogeny. In: NEW, T. R. A biology of acacias. Oxford: Oxford University Press, 1984. p. 1-34.

OLIVEIRA, J. B.; JACOMINE, P. K.; CAMARGO, M. N. Classes gerais de solos do Brasil. Jaboticabal: FUNEP, 1992. 201 p.

PEDLEY, L. Australian acacias: taxonomy and phytogeography. In: TURNBULL, J. W. (Ed). Australian acacias in developing countries: proceedings of an international workshop held at the Forestry Training Centre, Gympie, Qld., Australia, 4-7 august 1986. Camberra: ACIAR, 1987. p. 11-16. (ACIAR. Proceedings, 16).

POGGIANI, F. Ciclagem de nutrientes em ecossistemas de plantações florestais de Eucalyptus e Pinus: Implicações silviculturais. Piracicaba, ESALQ, 1985. 211 p. Tese (Livre-docência).

POLHILL, R. M.; RAVEN, P. H. Advances in legume systematic I, II. Kew: Royal Botanical Gardens, 1981. p. 1-425; 427-1049.

RAZALI, A. K.; MOHD, H. S. Properties and utilization. In: AWANG, K. TAYLOR, D. (Ed.). Acacia mangium: growing and utilization. Melbourne: Nelson; Bangkok: Winrock International Institute for Agricultural Research: Forestry/Fuelwood Research and Development Project, 1993. p. 225-241.

SCHULZE-MENZ, G. K. Rheihe rosales. In: MELCHIOR, H. A. Engler’s syllabus der pflanzenfamilien. Berlim: Gebrüder Borntraeger, 1964. v. 2, p. 193-242.

SEARLE, S. D. General characteristics of Acacia mearnsii De Wild. (Black Wattle) in Australia. Canberra: CSIRO, 1988. Unpublished report.

SHERRY, S. P. The black wattle (Acacia mearnsii). Pietermaritzburg: University of Natal Press, 1971. 402 p.

TEDESCO, M. J.; GIANELLO, C.; BISSANI, C. A.; BOHNEN, H.; VOLKWEISS, S. J.; Análise de solos, plantas e outros materiais. Porto Alegre: UFRGS, Faculdade de Agronomia, Departamento de Solos, 1995. 174 p. (Boletim Técnico, 5).

TURNBULL, J. W. Multipurpose australian trees and shrubs: lesser known species for fuelwood and agroforestry. Canberra: ACIAR, 1996. 316 p. 1986. (ACIAR. Monograph, 1).

VETTORAZZO, S. C.; POGGIANI, F.; SCHUMACHER, M. V. Concentração e redistribuição de nutrientes nas folhas e no folhedo de três espécies de Eucalyptus. In: CONGRESSO FLORESTAL BRASILEIRO, 7.; CONGRESSO FLORESTAL PANAMERICANO, 1., 1993, Curitiba. Anais... Curitiba: SBS: SBEF, 1993. v. 2, p. 231-234.

VITOUSEK, P. M.; SANFORD, R. L. Nutrient cycling in moist tropical forest. Annual Review of Ecology and Systematics, v. 17, p. 137-167, 1986.

YAZAKI, Y. Acacia storyi: a potential tannin-producing species. Australian Forestry, v. 60, n. 1, p. 24-28, 1997.

YAZAKI, Y.; ZHENG, G.; SEARLE, S. D. Extractives yields and polyflavanoid of Acacia mearnsii bark in Australia. Australian Forestry, v. 53, p. 148-153, 1990.






Direitos autorais 2002

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

INDEXADORES:

ASP / EbscoAGRISAgrobase / Binagre , BDPACABI DirectCCNDiadorim , DOAJe.journalsForestry CompendiumGenamics JournalSeekGoogle AcadêmicoJournals for freeLatindexLivreMiarOasisbrPeriodicaPortal da CapesRCAAPRoadSabiiaScilitRedib.

 

Pesquisa Florestal Brasileira
Brazilian Journal of Forestry Research

 

Este periódico é afiliado à Associação Brasileira de Editores Científicos.


Os originais publicados na Pesquisa Florestal Brasileira estão disponibilizados de acordo com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional