Precisão e eficiência relativa de métodos de amostragem em teca

Dirceu Lucio Carneiro Miranda, Jonas Francio, Juliano de Paula Santos, Carlos Roberto Sanquetta, Ana Paula Dalla Corte

Resumo


Este estudo teve como objetivo comparar três métodos de amostragem: área fixa, Bitterlich e Prodan, quanto à precisão e eficiência relativa na estimativa das variáveis, diâmetro a 1,30 m do solo (DAP), número de árvores, área basal e volume total. Foi fixado um limite de erro em 10% em um nível de probabilidade de 95%, utilizando-se 30 parcelas para cada método. Foram mensuradas as circunferências a 1,30 m do solo, para posterior conversão em DAP, e cronometrado os tempos totais desde a instalação das parcelas até a mensuração da última árvore. Para as estimativas das variáveis DAP e número de árvores por hectare, o método de área fixa foi o mais preciso. No entanto, para estimativa de área basal e volume o método de Bitterlich mostrou-se mais preciso. O método de Bitterlich mostrou-se o mais eficiente para estimativa de todas as variáveis. Pode-se concluir que a precisão não está diretamente associada à eficiência relativa e que métodos de amostragem menos usuais que o de área fixa podem ser utilizados com precisão e eficiência em inventários florestais.


Palavras-chave


Inventário floresta;l Plantios florestais; Tectona grandis

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.4336/2015.pfb.35.83.638



Direitos autorais 2015

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

INDEXADORES:

ASP / Ebsco, AGRIS, Agrobase / Binagre , BDPA, CABI Direct, CCN, CIRS, Diadorim , DOAJ, e.journals, Forestry Compendium, Genamics JournalSeek, Google Acadêmico, Journals for free, Latindex, Livre, Miar, OasisbrPortal da Capes, RCAAP, Road, Sabiia, Scilit, Redib

.

Pesquisa Florestal Brasileira
Brazilian Journal of Forestry Research

 

Este periódico é afiliado à Associação Brasileira de Editores Científicos.


Os originais publicados na Pesquisa Florestal Brasileira estão disponibilizados de acordo com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional