Substratos renováveis na produção de mudas de Ficus enormis proveniente de jardim clonal

Rosimeri de Oliveira Fragoso, Carlos André Stuepp, Antonio Aparecido Carpanezzi, Ivar Wendling, Katia Christina Zuffellato-Ribas, Henrique Soares Koehler

Resumo


Objetivou-se avaliar substratos renováveis à base de casca de arroz carbonizada (CAC) e fibra de coco (FC) sobre o enraizamento e qualidade final de mudas de Ficus enormis Mart. ex Miq. via estaquia caulinar de plantas provenientes de jardim clonal. Foram avaliados seis substratos: comercial (controle), composto por casca de arroz carbonizada (CAC), fibra de coco (FC) e vermiculita (S1); 100% FC (S2); 100% CAC (S3); 50% FC e 50% CAC (S4); 30% (FC) e 70% CAC (S5); 70% FC e 30% CAC (S6). O substrato comercial (S1) e as composições com maior proporção de FC apresentam qualificação superior para a produção de mudas de F. enormis.


Palavras-chave


Brotação; Epicórmicos; Espécie florestal nativa

Texto completo:

PDF

Referências


Beyl, C. A. & Sharma, G. C. Plant physiology concepts important for propagation success. In: Beyl, C. A. & Trigiano, R. N. (Ed.). Plant propagation concepts and laboratory exercises. New York: CRC Press, 2014. p. 29-46.

Brasil. Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Secretaria de Defesa Agropecuária. Instrução Normativa SDA nº 17, de 21 de maio de 2007. Aprova métodos analíticos oficiais para análise de substratos para plantas e condicionadores de solo. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, n. 99, 24 maio, 2007.

Carpanezzi, A. A. & Carpanezzi, O. T. B. Espécies nativas recomendadas para recuperação ambiental no Estado do Paraná, em solos não degradados. Colombo: Embrapa Florestas, 2006. 52 p. (Embrapa Florestas. Documentos, 136).

Carpanezzi, A. A. & Nicodemo, M. L. F. (Ed.) Recuperação de mata ciliar e reserva legal florestal no noroeste paulista. Colombo: Embrapa Florestas; São Carlos: Embrapa Pecuária Sudeste, 2009. 35 p. (Embrapa Florestas. Documentos, 188; Embrapa Pecuária Sudeste. Documentos, 95).

Carpanezzi, A. A. et al. Resultados preliminares sobre estaquia de Ficus enormis (Mart. ex Miq.). Colombo: Embrapa-CNPF, 1997. (EMBRAPA-CNPF. Pesquisa em andamento, 26).

Carrijo, O. A. et al. Fibra da casca do coco verde como substrato agrícola. Horticultura brasileira, v. 20, n. 4, p. 533-535, 2002.

Carvalho, P. E. R. Espécies arbóreas brasileiras. Brasília, DF: Embrapa informações Tecnológica; Colombo: Embrapa Florestas, 2006. v. 2. 627 p.

Corrêa, F. D. O. et al. Fósforo e zinco no desenvolvimento de mudas de aceroleira. Revista Brasileira de Fruticultura, v. 24, n. 3, p. 793-796, 2002. DOI: 10.1590/S0100-29452002000300060.

Fochesato, M. L. et al. Produção de mudas cítricas em diferentes porta-enxertos e substratos comerciais. Ciência Rural, v. 36, n. 5, p. 1397-1403, 2006. DOI: 10.1590/S0103-84782006000500008.

Kratz, D. et al. Produção de mudas de erva-mate por miniestaquia em substratos renováveis. Floresta, v. 45, n. 3, 2015. DOI: 10.5380/rf.v45i3.36531.

Kratz, D. et al. Propriedades físicas e químicas de substratos renováveis. Revista Árvore, v. 37, n. 6, p. 1103-1113, 2013. DOI: 10.1590/S0100-67622013000600012.

Marmontel, C. V. F. et al. Caracterização da vegetação secundária do bioma Mata Atlântica com base em sua posição na paisagem. Bioscience Journal, v. 29, n. 6, p. 2042-2052, 2013.

Mehri, H. et al. Root growth of arbequina cuttings as influenced by organic and inorganic substrates under the conditions of Al-Jouf (KSA). American Journal of Plant Physiology, v. 8, n. 2, p. 74-83, 2013. DOI: 10.3923/ajpp.2013.74.83.

Noguera, P. A. et al. Coconut coir waste, a new viable ecologilly: friendly peat substitute. Acta Horticulturae, v. 517, p. 279-286, 2000. DOI: 10.17660/ActaHortic.2000.517.34.

Sirin, U. et al. Growth substrates and fig nursery tree production. Scientia Agricola, v. 67, n. 6, p. 633-638, 2010. DOI: 10.1590/S0103-90162010000600003.

Soares-Filho, B. S. Impacto da revisão do código florestal: como viabilizar o grande desafio adiante? Brasília, DF: Secretaria de Assuntos Estratégicos, 2013. (Subsecretaria/SAE. Desenvolvimento sustentável).

Tsakaldimi, M. Kenaf (Hibiscus cannabinus L.) core and rice hulls as components of container media for growing Pinus halepensis M. seedlings. Bioresource Technology, v. 97, n. 14, p. 1631-1639, 2006. DOI: 10.1016/j.biortech.2005.07.027.

Waller, P. L. & Wilson, F. N. Evaluation of growing media for consumer use. Acta Horticulturae, n. 150, p. 51-58, 1984.

Wendling, I. et al. Características físicas e químicas de substratos para produção de mudas de Ilex paraguariensis St. Hil. Revista Árvore, v. 31, n. 2, p. 209-220, 2007. DOI: 10.1590/S0100-67622007000200003.




DOI: https://doi.org/10.4336/2016.pfb.36.88.1246



Direitos autorais 2016

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

INDEXADORES:

ASP / Ebsco, AGRIS, Agrobase / Binagre , BDPA, CABI Direct, CCN, CIRS, Diadorim , DOAJ, e.journals, Forestry Compendium, Genamics JournalSeek, Google Acadêmico, Journals for free, Latindex, Livre, Miar, OasisbrPortal da Capes, RCAAP, Road, Sabiia, Scilit, Redib

.

Pesquisa Florestal Brasileira
Brazilian Journal of Forestry Research

 

Este periódico é afiliado à Associação Brasileira de Editores Científicos.


Os originais publicados na Pesquisa Florestal Brasileira estão disponibilizados de acordo com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional