Custos da produção de madeira de paricá na região de Paragominas, PA

Rafaela da Silveira, Gilson Fernandes da Silva, Daniel Henrique Breda Binoti, Leticia da Paschoa Manhães, Anny Francielly Ataide Gonçalves, Mariana de Aquino Aragão

Resumo


A potencialidade silvicultural e econômica do paricá (Schizolobium amazonicum) tem incentivado a expansão desta cultura, principalmente na região norte do país, despertando a necessidade de estudos sobre a espécie. Deste modo, objetivou-se neste trabalho estimar a produção de paricá na região de Paragominas, PA, aos 5, 6 e 7 anos, em três classes de produtividade, considerando cinco arranjos de plantas, sendo identificados os principais custos de produção, além dos mais afetados pelos arranjos das plantas. A estimativa volumétrica foi obtida pela modelagem em nível de povoamento e a análise dos custos, por meio da metodologia do custo operacional. Foi possível inferir que o arranjo das plantas 3 m x 2 m foi superior em volume, diante dos outros arranjos analisados. O custo operacional efetivo representou, em média, 65% dos custos totais de produção, sendo o transporte o custo individual mais expressivo em todos os arranjos de plantas analisados. A manutenção, dentre o conjunto de atividades, foi a mais significativa no plantio, fato que pode estar relacionado ao número e ao longo período para a execução das atividades. Os menores arranjos das plantas apresentaram os menos custos totais de produção, dependentes ou não da remuneração pelo uso dos capitais permanente e circulante.

Palavras-chave


Custos operacionais; Espaçamento; Schizolobium amazonicum

Texto completo:

PDF

Referências


Anuário Estatístico da ABRAF 2013: ano base 2012. Brasília, DF: ABRAF, 2013. 148 p. Disponível em: . Acesso em: 19 ago. 2013.

Balloni, E. A. & Simões, J. W. O espaçamento de plantio e suas implicações silviculturais. IPEF, v. 1. n. 3. p. 1-16, 1980. (IPEF. Série técnica).

Carvalho, P. E. R. Paricá (Schizolobium amazonicum). Colombo: Embrapa Florestas, 2007. 8 p. (Embrapa Florestas. Circular técnica, 142).

Conab (Brasil). Custo de produção agrícola: a metodologia da Conab. Brasília, DF, 2010. 60 p.

Crespo, T. R. et al. Evaluación de algunas leguminosas en el trópico de Cochabamba, Bolivia. In: Evans, D. O. & Szott, L. T. (Ed.). Nitrogen fixing trees for acid soils: proceedings of a workshop. Morrilton: NFTA / Winroch International, 1995. p. 103-112.

Hoffmann, R. G. Caracterização dendrométrica e avaliação do rendimento em laminação de madeira em plantios de paricá (Schizolobium amazonicum Huber ex. Ducke) na região de Paragominas, PA. 2009. 97 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Florestais) – Universidade Federal do Espírito Santo, Jerônimo Monteiro.

Macedo, R. L. G et al. Desenvolvimento inicial de Tectona grandis L.F. (teca) em diferentes espaçamentos no município de Paracatu, MG. Cerne, v. 11, n. 1, p. 61-69, 2005.

Matsunaga, M. et al. Metodologia de custo de produção utilizada pelo IEA. Agricultura em São Paulo, v. 23, p. 123-139, 1976.

Mello, M. et al. Metodologia de custo utilizada pelo IEA. Agricultura em São Paulo, v. 23, p. 123–139, 1976.

Oliveira, M. L. R. et al. Classificação da capacidade produtiva de povoamentos não desbastados de clones de eucalipto. Pesquisa Agropecuária Brasileira, v. 43, n. 11, p. 1559-1567, 2008.

Sanguino, A. C. Custos de implantação e rentabilidade econômica de povoamentos florestais com teca no estado do Pará. Ciências Agrárias, n. 52, p. 61-78, 2009.

Silva, G. F. et al. Modeling growth and yield of Schizolobium amazonicum under different spacings. International Journal of Forestry Research, v. 2013, p. 10, 2013.

Silva, K. R. et al. Custos e rendimentos operacionais de um plantio de eucalipto em região de cerrado. Revista Árvore, v. 28, n. 3, p. 361-366, 2004.




DOI: https://doi.org/10.4336/2017.pfb.37.92.1508



Direitos autorais 2017

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

INDEXADORES:

ASP / Ebsco, AGRIS, Agrobase / Binagre , BDPA, CABI Direct, CCN, CIRS, Diadorim , DOAJ, e.journals, Forestry Compendium, Genamics JournalSeek, Google Acadêmico, Journals for free, Latindex, Livre, Miar, OasisbrPortal da Capes, RCAAP, Road, Sabiia, Scilit, Redib

.

Pesquisa Florestal Brasileira
Brazilian Journal of Forestry Research

 

Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional