Influência de propriedades físico-hídricas do solo no crescimento de Pinus taeda

Itamar Antonio Bognola, Renato Antonio Dedecek, Osmir José Lavoranti, Antonio Rioyei Higa

Resumo


Foi estudado o rendimento de Pinus taeda L. em função de propriedades físico-hídricas do solo. O trabalho foi baseado em um mapeamento detalhado de solos, na escala 1:10.000, em duas áreas da empresa Battistella Florestal, localizadas nos estados de Santa Catarina e Paraná. Os dados dendrométricos utilizados foram coletados em parcelas de inventário florestal contínuo (PIFCs), em um povoamento com área de 2.252 ha. Foram selecionados 28 PIFC’s com árvores de crescimentos diferentes, separadas em dois grupos com idades de 12 e 13/14 anos. Os sítios com árvores de maior idade e de solos com maior teor de argila, em média, apresentaram maior incremento médio anual das árvores. Houve correlações positivas entre o volume de madeira das árvores, a macroporosidade e a porosidade de aeração, nas camadas de solo estudadas, principalmente, nos sítios com árvores de 12 anos de idades. As correlações entre volume de madeira das árvores e microporosidade, umidade atual e disponibilidade de água do solo foram negativas, provavelmente pela menor drenagem dos solos em área sem déficit hídrico. Solos com teores similares de argila e areia apresentaram o maior incremento médio anual das árvores.

 

doi: 10.4336/2010.pfb.30.61.37


Palavras-chave


Macroporosidade, porosidade de aeração, textura do solo, volume de madeira.

Texto completo:

PDF




Direitos autorais 2010

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

INDEXADORES:

ASP / EbscoAGRISAgrobase / Binagre , BDPACABI DirectCCNDiadorim , DOAJe.journalsForestry CompendiumGenamics JournalSeekGoogle AcadêmicoJournals for freeLatindexLivreMiarOasisbrPeriodicaPortal da CapesRCAAPRoadSabiiaScilitRedib.

 

Pesquisa Florestal Brasileira
Brazilian Journal of Forestry Research

 

Este periódico é afiliado à Associação Brasileira de Editores Científicos.


Os originais publicados na Pesquisa Florestal Brasileira estão disponibilizados de acordo com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional